Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3543
Tipo do documento: Dissertação
Title: Arquitetura Escolar: um olhar para o ensino de ciências
Other Titles: School Architecture: a look at science teaching
Autor: Deitos, Greyze Maria Palaoro 
Primeiro orientador: Malacarne, Vilmar
Primeiro membro da banca: Strieder, Dulce Maria
Segundo membro da banca: Zara, Reginaldo Aparecido
Terceiro membro da banca: Dias , Solange Irene Smolarek
Resumo: RESUMO: A arquitetura escolar possui um histórico que não demonstra transformações significativas. Ela se perpetua durante os séculos ao demonstrar um caráter marcantemente formal e estabelecer rigidez bem como pouco dinamismo para a utilização de seus ambientes. Conscientes de que é dentro do espaço escolar que se desenvolvem as principais atividades cognitivas referentes ao aprendizado, torna-se necessário um olhar cuidadoso para as influências que a arquitetura escolar reflete no que tange ao processo de ensino/aprendizagem dos alunos, enquanto seres construtores dos seus saberes. Em meio a este tema, esta pesquisa buscou responder à pergunta sobre quais as condições arquitetônicas e qual frequêcia de uso dos laboratórios de Ciências das escolas do município de Cascavel. Para compreender a situação apontada pelos participantes foi delineado como isto se vincula a concepção de Ensino de Ciências e experimentação, segundo as falas de professores e coordenadores da rede municipal de educação. Esta dissertação percorreu os caminhos da pesquisa bibliográfica, documental e de campo a fim de trazer contribuições significativas a respeito do tema levantado. A pesquisa bibliográfica permitiu conhecer o que se tem produzido a respeito do tema da pesquisa amparada em autores como Berezuk e Inada (2010), Borges (2007), Kowaltowski (1011), Rosito (2011), Nascimento (2012), Buffa; Pinto (2002), Cachapuz et al. (2011), dentre tantos outros. Na pesquisa documental, foram analisados os documentos primários, principalmente legislações e normativas que abordavam o tema sobre laboratório escolar de Ciências para os anos iniciais do Ensino Fundamental, a fim de tornar os dados mais fidedignos. Já o trabalho de campo compreendeu como de fato os eventos analisados estão acontecendo no dia a dia escolar. Para isso, uma série de questionários e registros fotográficos foram utilizadas a fim de que fossem esclarecidas as condições arquitetônicas dos laboratórios, seu uso e as concepções de Ciência, entendida por professores, coordenadores e alunos de escolas e também foi entrevistado o engenheiro responsável pelos projetos arquitetônicos das escolas. A partir dos dados da pesquisa, constatou-se que das 50 escolas, apenas 8 delas possuía laboratório de Ciências. Cinco laboratórios foram visitados e aplicados questionários à comunidade, quando se constatou a parca utilização desses espaços por alunos e professores em atividades de experimentação. Além disso, apenas um laboratório apresentou nível de segurança considerável e condições de uso, todavia, tinha sido inaugurado há pouco tempo. Dois deles são utilizados para outros fins e outros dois estavam em condições de manutenção muito precárias. Com base nas análises dos questionários percebe-se que a concepção empírico-indutivista do experimento ainda percorre o entendimento dos professores e coordenadores. Tais resultados indicam que é notória a necessidade de uma formação docente que valorize as Ciências Naturais, para que, quando utilizada a experimentação, seja realmente eficaz no aprendizado discente. Finalmente, a arquitetura escolar precisa se abrir aos programas pedagógicos escolares a fim de proporcionar ambientes condizentes com tais propostas, tornando o espaço escolar um ambiente seguro, alegre, possibilitador de construção do saber.
Abstract: ABSTRACT: Architecture at school comes up with a history that has not shown significant changes regarding physical conditions of this environment. It has perpetuated itself over the centuries by showing a remarkable and formal character and establishing stiffness as well as little dynamism on its environments use. It is wellknown the main cognitive activities related to learning are developed within the school environment, so, it is necessary a careful look at the influences that school architecture reflects on teaching/learning process, as human beings who build their scholarship. So, regarding this issue, this research aimedat answeringsome questions about the architectural conditions of the science laboratories in Cascavel municipality, the use frequency of this environment and the conception between Science Teaching and experimentation, which is understood by teachers and municipal coordinators in education. This dissertation reviewed bibliographical, documentary and field research areasin order to bring significant contributions concerning the studied theme. The bibliographic research allowed to know what has been produced on this research theme, consequently becoming a fundamental theoretical reinforcement. Thus, several authors were researched and cited throughout this research. In documentary area, primary documents were analyzed, mainly legislation and regulations that approached the theme about school science laboratory for the initial years of elementary education, in order to make the data more reliable. On the other hand, the field study has understood how the analyzed events are happening day by day at school. So, several questionnaires and photographic records were used in order to elucidate the architectural conditions of the laboratories and Science conceptions, perceived by teachers and school coordinators. The engineer, responsible for the architectural projects of schools, was also interviewed in order to understand the process that they have taken to receive a science laboratory. According to the research data, it was observed that from the 50 schools, only eight of them had a science laboratory, which means a very small number of schools. Five laboratories were visited and a questionnaire was applied. And, it was observed a very limited use of these environments by students and teachers in experimental activities. In addition, only one laboratory showed a considerable level of safety and conditions of use, however, it was inaugurated recently. Two of them are used for other purposes and two others were in very poor maintenance. There is still a misunderstanding conception of Science related when related to experimentation. Most of the questionnaires indicated that the empirical-inductive conception of the experiment still goes through teachers and coordinators’understanding. These results indicate that there is a notorious need for a teacher training that values the Natural Sciences. So, when science is used in experimentation, it has to be really effective in student’s learning. Finally, architecture at school needs to be open to school pedagogical programs in order to provide
Keywords: Arquitetura Escolar
Ensino de Ciências
Experimentação
School Architecture
Science Teaching
Experimentation
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Campun: Cascavel
Citation: DEITOS, Greyze Maria Palaoro. Arquitetura Escolar: um olhar para o ensino de ciências. 2017. 169 f. Dissertação( Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3543
Issue Date: 6-Dec-2017
Appears in Collections:Mestrado em Educação(CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Greyze_Deitos2017.pdfTexto completo3.45 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons