Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3656
Tipo do documento: Dissertação
Title: “O que se ouve”, “o que se diz”, por que se diz? : classe trabalhadora e formação escolar de nível médio
Autor: Jung, Carine Ane 
Primeiro orientador: Borges , Liliam Faria Porto
Primeiro membro da banca: Duarte, Newton
Segundo membro da banca: Batista, Eraldo Leme
Terceiro membro da banca: Nogueira, Francis Mary Guimarães
Quarto membro da banca: Borges , Liliam Faria Porto
Resumo: Este estudo realiza uma análise teórica acerca do conteúdo presente nas principais críticas dirigidas à formação escolar de nível médio, direcionada pela escola pública para os jovens filhos da classe trabalhadora, ou já inseridos no mundo do trabalho. Estas críticas são desferidas pelos mais diversos setores da sociedade, inclusive pela própria classe trabalhadora. Tanto localmente, no município de Toledo-PR, quanto nacionalmente, as narrativas da classe trabalhadora em relação à escola pública e ao Ensino Médio afirmam que esta não tem cumprido com a função social que lhe tem sido atribuída, pois, o currículo escolar que orienta este nível de ensino está fundamentado por conteúdos considerados distante da realidade dos alunos oriundos da classe trabalhadora. Priorizamos em nossa pesquisa apresentar “o que se ouve” em nível nacional acerca da formação escolar de nível médio a partir de pesquisas realizadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Centro brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP) e Fundação Victor Civita (FVC), entendendo que estas representam o pensamento hegemônico acerca da função social que a escola deve exercer na atualidade e, com a qual não pactuamos. Para retratar “o que se diz” no município de Toledo-PR apresentamos as falas da comunidade escolar do Colégio Estadual Senador Attílio Fontana – CESAF, localizado em um bairro operário, no Bairro Vila Pioneiro, nas proximidades da empresa BR FOODS (antiga SADIA S.A.). Este trabalho reconhece a situação atual do Ensino Médio público no Brasil como um reflexo de que o sistema de ensino no país necessita de uma reforma educacional urgente e que este possui problemas, mas procura problematizar a forma como se elaboram estas críticas proferidas pela classe trabalhadora, já que entende haver na fundamentação de suas formulações pressupostos equivocados, na medida em que tomam o que é decorrência por origem, o que compreendemos por meio de uma perspectiva materialista, dialética e histórica de análise, se constituir em uma inversão idealista. O distanciamento vivido pelos indivíduos em relação às leis que regem os objetos na sociedade capitalista permitiu que os trabalhadores abraçassem as propostas educacionais advindas da classe dominante, por isso, enquanto produtos da escola e da sociedade que está posta, exprimem por meio de suas falas, contrariamente ao que imaginam, o quanto a escola, como instituição social é reprodutora das condições sociais nas quais está inserida. Suas narrativas apresentam claramente o fato de que possuem dificuldades em desvelar as conexões causais que conformam a realidade, pois, em sua maioria não possuem conhecimentos que estejam além de sua cotidianidade e que lhes permitiriam reestabelecer uma relação entre sua existência particular e a universalidade do gênero humano. Por isso, suas argumentações espelham as desigualdades não apenas materiais, mas também culturais que balizam os homens em uma sociedade de classes.
Abstract: This study makes a theoretical analysis about this content in the main criticisms directed towards education of middle level, driven by public school for the young children of the working class, or already in the world of work. These criticisms are desferidas by various sectors of society, including by the working class. Both locally, in the city of Toledo-PR, and nationally, the narratives of the working class in relation to public school and high school claim that this has failed to comply with the social function that has been allocated, therefore the school curriculum that guides this level of education is based on knowledge considered from the truth of students from the working class. We prioritize our research shows "what you hear" at the national level about the education of middle level from surveys conducted by the Getúlio Vargas Foundation (FGV), Brazilian Center for Analysis and Planning (CEBRAP) and Victor Civita Foundation (FVC) , understanding that they represent the dominant thinking about the social function that the school must exercise today and with which we have agreed not. To portray "what is said" in the city of Toledo-PR present the lines of the school community of the State College Senator Attilio Fontana - CESAF, located in a working class neighborhood, in the neighborhood Vila Pioneer, near the company BR FOODS (old Sadia SA ). This work recognizes the current situation of high school audience in Brazil as a reflection of the education system in the country needs urgent educational reform and that has problems, but aims to discuss how to prepare these criticisms made by the working class, since understands there as grounds for their mistaken assumptions formulations, to the extent that they take what is due by origin, what we understand by a materialist perspective, dialectical and historical analysis, constitute an idealistic reversal. The distance experienced by individuals in relation to the laws governing the objects in capitalist society allowed the workers to embrace the educational proposals coming from the ruling class, so while school products and the company is called, expressed through their lines, contrary to imagine how much the school as a social institution is reproducing the social conditions in which it operates. Their narratives show clearly the fact that they have difficulties in unveiling the causal connections that conform to reality, because mostly have no knowledge that are beyond your daily life and allow them to reestablish a relationship between his private life and the universality of gender human. Therefore, their arguments reflect inequalities not only material but also cultural guiding men in a class society.
Keywords: Classe trabalhadora
Ensino Médio Público
Função social da escola
Modo de produção capitalista
Working class
East Public Education
School social function
Capitalist mode of production
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Campun: Cascavel
Citation: JUNG, Carine Ane. “O que se ouve”, “o que se diz”, por que se diz? : classe trabalhadora e formação escolar de nível médio. 2014.172 f. Dissertação ( Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3656
Issue Date: 15-Dec-2014
Appears in Collections:Mestrado em Educação(CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carine Ane Jung.pdf1.68 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons