Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3678
Tipo do documento: Dissertação
Title: Quem é que fala nos filmes de Lucrecia Martel? O olhar, a narrativa, o narrador e o ponto de vista
Other Titles: Who is speaking in Lucrecia Martel's films?: The look, the narrative, the narrator and the point of view
Autor: Nantes, Josiane Valcarenghi Ribeiro 
Primeiro orientador: Silva, Acir Dias da
Primeiro membro da banca: Cruz, Antonio Donizeti da
Segundo membro da banca: Fioruci, Wellington Ricardo
Resumo: A presente dissertação objetiva refletir sobre a construção narrativa, do narrador e do ponto de vista nos longas-metragens de Lucrecia Martel, específicamente La ciénaga (2001), La niña santa (2004) e La mujer sin cabeza (2008). Considerando-se que as obras citadas se construíram em um momento histórico denominado como Pós-modernismo, utilizam-se alguns teóricos para a definição desse conceito e, assim, perceber que este período determina e influencia muitos dos campos da vida social, incluindo as artes e seu arcabouço estético. A narrativa, os narradores e o ponto de vista das obras da cineasta citada fazem parte deste grupo e, por isso, justifica-se um estudo mais aprofundado das questões pós-modernas. Lucrecia Martel possui uma forma peculiar de filmar e construir seu espaço narrativo - a sensação de desordem é constante - consequências da utilização da narrativa de fluxo. Além disso, utiliza-se ainda das técnicas da oralidade, tornando suas obras complexas, não somente em sua estrutura composicional, mas na totalidade delas. Seus narradores são híbridos, assim como o ponto de vista utilizado para contar/mostrar sua ficção. Obras pós-modernas se constroem sem fronteiras delimitadoras, elas deslizam entre os vários campos artísticos, tornando as representações culturais fragmentadas, efêmeras e fluídas, resquício da estrutura social. Para fundamentação teórica, buscam-se as proposições de Fredric Jameson ([1991] 1996), David Harvey ([1989] 2008) e Linda Hutcheon ([1988] 1991), a fim de abordar as questões do Pós-modernismo. Silviano Santiago ([1989] 2002) e Flavio de Campos ([2007] 2009), no que concerne às especificações dos narradores, Norman Friedman ([1967] 2002), quanto à especificação do ponto de vista e, quando necessário, a título de comparação teórica, de outros autores que tratam destes assuntos. Pretende-se, deste modo, discutir e empreender o delineamento de como se constrói a narrativa, o(s) narrador(es) e o ponto de vista nas obras cinematográficas de Lucrecia Martel.
Abstract: This dissertation aims to reflect on the narrative construction, narrator and point of view in Lucrecia Martel's feature films, specifically “La ciénaga” (2001), “La niña santa” (2004) and “La mujer sin cabeza” (2008). Considering that the above mentioned works were produced at a historical moment called Postmodernism, some theorists are used to determine this concept, and thus to realize that this period determines and influences many of the fields of social life, including the arts and its aesthetic framework. The narrative, the narrators and the point of view of these filmmaker's works are part of this group, and therefore a more in-depth study of the postmodern issues is justified. Lucrecia Martel has a peculiar way of filming and constructing her narrative space – the sense of disorder is constant –, consequences of the use of the flow narrative. In addition, she also uses orality techniques, making her works to be complex, not only in their compositional structure, but thoroughly. Their narrators are hybrids, as well as the point of view used to tell/show their fiction. Postmodern works are constructed without limiting boundaries. They slide between the various artistic fields, making the cultural representations fragmented, ephemeral and fluid, remnants of the social structure. For theoretical basis, the propositions of Fredric Jameson ([1991] 1996), David Harvey ([1989] 2008) and Linda Hutcheon ([1988] 1991) are sought to address the questions of Postmodernism. Silviano Santiago ([1989] 2002) and Flavio de Campos ([2007] 2009), regarding the specifications of the narrators, Norman Friedman ([1967] 2002) as for the specification of the point of view, and, when necessary, by way of theoretical comparison, other authors dealing with these subjects. This way, it is intended to discuss and undertake the delineation of how the narrative, the narrator(s) and the point of view in the cinematographic works are constructed in Lucrecia Martel's films.
Keywords: Lucrecia Martel
Narrativa Pós-moderna
Narrador
Ponto de vista
Lucrecia Martel
Postmodern Narrative
Storyteller
Point of view
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Campun: Cascavel
Citation: NANTES, Josiane Valcarenghi Ribeiro. Quem é que fala nos filmes de Lucrecia Martel? O olhar, a narrativa, o narrador e o ponto de vista. 2018. 125 f. Dissertação ( Mestrado em Letras) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3678
Issue Date: 26-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Letras (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Josiane Valcarenghi Ribeiro Nantes.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons