Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3619
Tipo do documento: Dissertação
Title: O estudo do movimento eugenio e a compreensão das relações entre ciência e ideologia por professores em formação continuada
Other Titles: The study of the eugenics movement and understanding of the relationships between science and ideology in continuing education for teachers
Autor: Schneider, Eduarda Maria 
Primeiro orientador: Meglhioratti, Fernanda Aparecida
Primeiro membro da banca: Justina, Lourdes Aparecida Della
Segundo membro da banca: Bastos, Fernando
Terceiro membro da banca: Ferrari, Alexandre
Resumo: A História da Ciência possibilita a compreensão da construção do conhecimento científico como um empreendimento histórico, econômico, social, político e ideológico. As discussões sobre a natureza da ciência são essenciais para a sua aprendizagem de maneira contextualizada e crítica nos diferentes níveis de ensino. Desse modo, o presente trabalho traz contribuições da História da Ciência para a explicitação e discussão das relações entre ciência e ideologia, bem como, enfatizar sua importância para a formação de professores mediante os seguintes objetivos: analisar os exemplares do Boletim de Eugenia, de 1929, para verificar as interfaces da Biologia e o movimento eugênico e como o discurso científico foi utilizado para justificar a ideologia do movimento eugênico; avaliar o desenvolvimento de um módulo didático sobre eugenia em um curso de formação continuada de professores da rede estadual do Paraná; investigar se e como professores em formação continuada percebem a ciência e o conhecimento científico permeado por ideologias. A metodologia de pesquisa compreendeu duas vertentes: uma fundamentada na análise de documentos históricos e outra voltada para uma pesquisa empírica com professores em formação continuada. A apreciação dos documentos históricos foi constituída pelo exame de fontes primárias referentes ao movimento eugênico no Brasil, por meio da Análise de Discurso (ORLANDI, 2007) de exemplares dos Boletins de Eugenia publicados no ano de 1929. A pesquisa empírica investigou a contribuição da história do movimento eugênico brasileiro em um módulo didático ofertado para dezesseis professores da rede Estadual de Ensino do Paraná. Os dados foram coletados mediante a utilização dos seguintes instrumentos de pesquisa: questionário inicial, gravações e transcrições das discussões ocorridas ao longo do módulo didático e questionário final. As reflexões sobre os dados empíricos da pesquisa estiveram também pautadas na Análise de Discurso (ORLANDI, 2007). Os resultados da análise dos Boletins evidenciaram como as condições de produção do discurso científico foram utilizadas como elementos argumentativos na defesa do caráter científico do movimento eugênico a fim de evidenciar a não neutralidade da ciência. A análise do desenvolvimento do módulo didático apontou que este possibilitou: ampliar a visão contextual da ciência pelos professores, principalmente pela compreensão de como os conhecimentos biológicos foram utilizados de maneira ideológica na defesa de um ideal eugênico; reconhecer que o discurso eugênico não sumiu do cenário mundial e que pode estar presente em discursos vinculados às novas tecnologias genéticas. Assim, sugere-se que a inserção de discussões acerca da História da Ciência na formação de professores permite um posicionamento crítico em relação aos conhecimentos científicos e fornece subsídios para o Ensino da Ciência de forma histórica e socialmente contextualizado para desmistificar a ideia da ciência como neutra e linear.
Abstract: The History of Science has allowed our comprehension based on the construction of scientific knowledge as a historical, economical, social, political and ideological undertaking. The discussions about the nature of science are crucial to learn science in a contextualized and critical way according to the different levels of education. Thus, this paper aims at explaining and discussing the relationship between science and ideology as well as emphasizing its importance to teacher training through the following goals: examine Brazilian copies Bulletin concerning Eugenia of 1929 and examine Biology interfaces and eugenics movement and how scientific speech was used to justify ideology of the eugenics movement; evaluate the development of a teaching module on eugenics in a continuing education course for teachers from Paraná State; investigate whether and how teachers perceive the continuing education in science as well as the scientific knowledge permeated by ideology. The research methodology was carried out in two parts: one was based on an analysis of historical documents and the other was based on empirical research with teachers under continuing education. The analysis of historical documents was made by primary sources examination, related to the eugenics movement in Brazil, according to the Discourse Analysis (ORLANDI, 2007) from copies of Eugenia Bulletins published in 1929. Empirical research has investigated the contribution of eugenics movement history in a Brazilian teaching workshop offered to sixteen teachers from the Paraná State Education. The data were recorded by using the following research instruments: initial questionnaire, recordings and transcripts of the discussions that occurred during the didactic workshop and final questionnaire. Reflections concerning the empirical data of this research were also guided by the Discourse Analysis (ORLANDI, 2007). The results from the Bulletins analysis showed how the biological knowledge of that period was used as argumentative elements in defense of the scientific proposal of the eugenics movement to highlight the non-neutrality of science. The analysis of the didactic workshop development pointed out that it allowed to: widen the science teachers’ contextual point of view, especially by understanding how biological knowledge was ideologically used in defense of an eugenic ideal; recognize that the eugenics discourse did not disappear from the global scenario and that it may be present in discourses associated to new genetic technologies. Thus, it is suggested that the inclusion of discussions concerning the History of Science in teachers’ education allows a critical decision-making in relation to scientific knowledge and provides, historically and socially, subsidies for a contextualized Education in Science to demystify the idea of a neutral and linear science.
Keywords: Formação de Professores
História da Ciência
Ideologia
Eugenia
Teachers’ Education
Science Education
History of Science
Ideology
Eugenics
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Campun: Cascavel
Citation: SCHNEIDER, Eduarda Maria. O estudo do movimento eugenio e a compreensão das relações entre ciência e ideologia por professores em formação continuada. 2013. 213 f. Dissertação ( Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3619
Issue Date: 20-Feb-2013
Appears in Collections:Mestrado em Educação(CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eduarda Maria Schneider.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons