Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3477
Tipo do documento: Dissertação
Title: O saber em controladoria sob a ótica de Foucault: análise do ensino da controladoria nos programas de pós-graduação em contabilidade do Brasil
Other Titles: The controllership knowledge by Foucault's optical: a controllership teaching analysis in Brazilians accounting postgraduate programs
Autor: Moreno, Thiago Cesar Bezerra 
Primeiro orientador: Walter, Silvana Anita
Primeiro membro da banca: Zanchet , Aladio
Segundo membro da banca: Oliveira, Fernando Cezar Melo de
Resumo: A problemática central desta pesquisa reside no fato de que a Controladoria é um conteúdo obrigatório na graduação em Contabilidade e representa um campo profissional para o Contador. Contudo, possui natureza híbrida e pode ser confundida com outras áreas da Contabilidade. É visível a propagação da Controladoria como ferramenta indispensável ao processo de gestão e tomada de decisão, também é perceptível que a Controladoria e a Contabilidade interagem e tornam-se um elo entre o patrimônio e a gestão (Lunkes et al., 2010). A análise, contudo, não reside nos conceitos sobre a Controladoria, mas sim na formação discursiva, que consiste nas regras que permitem a emergência dos saberes. Tais regras compreendem um conjunto de sistemas que regem o discurso que por sua vez constrói socialmente o conhecimento. Assim, surge a indagação: como se constitui o saber em Controladoria nos programas de pós-graduação Stricto Sensu, sob a ótica da arqueologia foucaultiana? Diante desse questionamento objetivou-se compreender como se constitui o saber em controladoria nos programas de pós-graduação stricto sensu no Brasil, sob a ótica da arqueologia foucaultiana. Por meio da abordagem qualitativa, empregou-se o método de análise do discurso nas entrevistas com os docentes da disciplina de Controladoria, realizadas no período de fevereiro a abril de 2017. O constructo sistema de formação discursiva da Controladoria foi analisado por meio das categorias de análise da formação dos objetos, das modalidades enunciativas, dos conceitos e da estratégia discursiva proposta por Foucault (2013). Os resultados foram analisados em conjunto com os resumos da Estrutura Conceitual Básica da Controladoria proposto por Borinelli (2006). Verificou-se que a Universidade de São Paulo – USP, bem como seus professores e ex-alunos, impulsionam as superfícies de primeira emergência da Controladoria no Brasil. Quanto à formação das modalidades enunciativas, a área é considerada híbrida e permite a entrada de professores com formações diferentes de Contabilidade. Na formação dos conceitos verificou-se a predominância de abordagens quantitativas, representadas por meio de métodos estatísticos. No que tange à Formação da estratégia discursiva, a Controladoria vai além da Contabilidade, não há consenso a respeito das inúmeras perspectivas da Controladoria e alguns nem visualizam como necessário definir uma posição única. Uma difração foi identificada em relação à contabilidade gerencial, a qual pode ser confundida com a Controladoria e isso pode influenciar o desenvolvimento do saber, uma vez que é possível um viés gerencial restringir os conteúdos de ensino. Finalmente, os resultados evidenciam que mesmo professores com formação acadêmica idênticas podem assumir perspectivas diferentes e que a dispersão dessas perspectivas torna os saberes, ainda que de certa maneira confundidos com a contabilidade gerencial, abertos a novos conhecimentos de áreas diferentes da Contabilidade. Percebe-se, ainda, a necessidade de a Contabilidade conduzir a formação discursiva, visando ampliar as possibilidades de atuação do futuro Contador.
Abstract: The central inquiry of this paper resides in the fact that Controllership is a mandatory content in the in the Accounting undergraduation and represents a professional field for Accountants. However, it has a hybrid nature and can be mistaken for other accounting areas. It is noteworthy the dissemination of Controllership as an indispensable tool for the process of management and decision making, and it is noticeable that Controllership and Accounting interact among themselves and become a link between equity and management (Lunkes et al., 2010). The analysis, however, does not lie in the concepts of Controllership, but in discursive formation, which consist in the rules that allow knowledge emergence. Such rules comprise a set of systems that govern the discourse that builds up social knowledge. Thus, the inquire resides in: how is knowledge build up in Controllership in Stricto Sensu graduate Programs, from the perspective of Foucaultian archeology? In face of this inquiry, the knowledge was to understand how the is constituted the Controllership knowledge in the post-graduate programs Stricto Sensu in Brazil, from the perspective of Foucaultian archeology. Through the qualitative approach, the method of discourse analysis was used in the interviews with the teachers of the Controllership discipline, carried out from February to April 2017. The ‘System of Discursive Formation of Controllership’ construct was analyzed through the categories of analysis of the formation of objects, of the enunciative modalities, of the concepts and of the discursive strategy proposed by Foucault (2013). The results were analyzed together with the summaries of the Basic Conceptual Framework of the Controllership proposed by Borinelli (2006). It was verified that the University of São Paulo - USP, as well as its professors and alumni, propelled the areas of first emergence of Controllership in Brazil. As for the formation of enunciative modalities the area is considered hybrid and allows the entry of teachers with different training in Accounting. In the formation of concepts, there was a predominance of quantitative approaches, represented by means of statistical methods. Regarding the formation of the discursive strategy, the Controllership goes beyond Accounting, there is no consensus regarding the many perspectives of the Comptroller and some do not see as necessary to define a single position. A diffraction has been identified with managerial accounting that can be confused with Controllership and this can influence the development of knowledge, since it is possible a management bias to restrict teaching contents. Finally, the results show that even teachers with identical academic backgrounds can assume different perspectives and that the dispersion of these perspectives makes the knowledge, although sometimes mixed with the managerial accounting and open to new knowledge in different areas of accounting. It is also perceived the need for Accounting to conduct the discursive formation to expand the possibilities of the future accounting professional.
Keywords: Controladoria
Arqueologia do Saber
Análise do Discurso
Controllership
Knowledge archeology
Discourse analysis
CNPq areas: ADMINISTRACAO PUBLICA::CONTABILIDADE E FINANCAS PUBLICAS
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Sociais Aplicadas
Program: Programa de Pós-Graduação em Contabilidade
Campun: Cascavel
Citation: MORENO, Thiago Cesar Bezerra. O saber em controladoria sob a ótica de Foucault: análise do ensino da controladoria nos programas de pós-graduação em contabilidade do Brasil. 2017. 165 f. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Contabilidade) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3477
Issue Date: 19-Jul-2017
Appears in Collections:Mestrado em Contabilidade (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thiago_Moreno2017.pdf2.4 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons