Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3349
Tipo do documento: Dissertação
Title: Debates sobre a dislexia em tempos de precarização da escola, do trabalho docente e das relações familiares
Other Titles: Pleading about dyslexia in times of insecurity school, the teacher's work and family relationships
Autor: Elias, Dinora de Godoy 
Primeiro orientador: Szymanski, Maria Lidia Sica
Primeiro membro da banca: Szymanski, Maria Lidia Sica
Segundo membro da banca: Baumgartner, Carmen Celia Barradas Correia
Terceiro membro da banca: Barroco , Sonia Mari Shima
Resumo: Atualmente a educação escolar tem sido o principal meio de acesso aos saberes científicos elaborados pela humanidade. Contudo, isto não está posto a todos. Ao concluírem o Ensino Fundamental, algumas crianças apresentam defasagens quanto ao domínio das habilidades básicas de leitura, escrita e cálculo, muitas das quais recebem o diagnóstico de dislexia. Partindo desta constatação, pretendeu-se nesta pesquisa analisar os problemas que envolvem a perspectiva biologizante sobre a dislexia, e sua conceituação como um transtorno de aprendizagem na área da leitura e da escrita. Optou-se pelo referencial teórico proposto pela Psicologia Histórico-Cultural, o qual indica que todos possuem condições para aprender constituindo-se enquanto gênero humano, a partir do desenvolvimento das funções psicológicas superiores. Identificou-se, nas escolas públicas do município de Guaraniaçu – PR, em 2013, o número de crianças diagnosticadas, em laudo médico, como disléxicas, e qual o atendimento educacional que recebiam. Investigou-se a legislação estadual que orienta o atendimento educacional especializado oferecido aos alunos disléxicos, detectando-se contradições entre os fundamentos teóricos e a forma de ingresso nesse serviço. Na pesquisa de campo aplicaram-se questionários aos professores que lecionam nos anos iniciais do Ensino Fundamental, e que atuam como regentes de classe da única escola municipal que oferece atendimento educacional especializado em Sala de Recursos Multifuncional – Tipo I, e a todos os docentes da disciplina de Língua Portuguesa dos anos finais desse nível de ensino, nas escolas da rede estadual desse município, no intuito de analisar como esses profissionais entendem e organizam seu trabalho diante das dificuldades de aprendizagem dos alunos diagnosticados como disléxicos. Entrevistaram-se as crianças que possuem laudo de dislexia, e suas mães, a fim de identificar como chegaram a esse diagnóstico e quais as consequências desse documento para o seu percurso escolar. Dos alunos pesquisados, três apresentavam dificuldades de ordem biológica que, de certa forma, poderiam indicar problemas neurológicos. Com relação aos outros catorze alunos, identificaram-se nos relatos, justificativas pedagógicas para a não aprendizagem no tempo considerado adequado. Concluiu-se, identificando alguns pontos comuns na origem da dislexia, os quais se vinculam à precarização da escola pública destinada aos alunos da classe trabalhadora, envolvendo o trabalho docente inadequado às necessidades dos alunos por situações que transcendem a vontade individual desses profissionais e também às relações familiares que se encontram ainda atreladas a condições sociais e a modelos valorativos impostos socialmente, que não permitem o adequado acompanhamento do processo de formação humana da criança em idade escolar.
Abstract: Currently school education has been the primary means of access to scientific knowledge produced by mankind. However, this is not called at all. After completing elementary school, some children lags on the mastery of basic skills in reading, writing and arithmetic, many of which are diagnosed with dyslexia. Starting from this fact, this research was intended to analyze problems involving biologizing perspective on dyslexia, conceptualizing it as a learning disability in the area of reading and writing. We opted for the theoretical framework proposed by the Historical-Cultural Psychology, which indicates that all conditions have to learn while mankind constituting the development of higher psychological functions. Based on this concept was identified in public schools from city of Guaraniaçu, State of Paraná, the number of children diagnosed with medical report, as dyslexic and what educational services they receive. Investigated the state law that directs specialized educational service offered to dyslexic students, detecting contradictions between the theoretical and the way to enter these services. In the field research were applied questionnaires to teachers who teach in the early years of Basic Education and act as regents class only public school that offers specialized education in classroom Multifunctional Resources Type I and all the teachers of Portuguese Language matter the final years of higher education in the schools of the state system of this municipality, in order to examine how these professionals understand and organize their work on the learning difficulties of students diagnosed as dyslexic. We interviewed children who have dyslexia and report their mothers in order to identify how they arrived at this diagnosis and what the consequences of this document for their school careers. Of the students surveyed, only 18% had previous biological order the school term factors, others indicated pedagogical problems at the origin of learning disabilities. Concludes by identifying some common points in the origin of dyslexia, which are linked to the erosion of public school for students from working class, inadequate teaching work to the needs of students for situations that transcend the individual will these professionals and also family relations which are still linked to social conditions and social taxes evaluative models, which do not allow proper monitoring of the process of human development of school-age children.
Keywords: Dislexia
Psicologia Histórico-Cultural
Ensino Fundamental
Processos de ensino e processos de aprendizagem
Dyslexia
Historic-Cultural Psychology
Basic Education; School precarious
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Campun: Cascavel
Citation: ELIAS, Dinora de Godoy. Debates sobre a dislexia em tempos de precarização da escola, do trabalho docente e das relações familiares. 2014. 130 f. Dissertação( Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3349
Issue Date: 26-Sep-2014
Appears in Collections:Mestrado em Educação(CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dinora_Elias2014.pdfTexto completo1.38 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons