Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3325
Tipo do documento: Dissertação
Title: Contribuições dos jogos de papéis para o desenvolvimento das funções psicológicas superiores
Autor: Colussi, Lisiane Gruhn 
Primeiro orientador: Szymanski, Maria Lidia Sica
Primeiro membro da banca: Marino Filho, Armando
Segundo membro da banca: Coelho , Rejane Teixeira
Terceiro membro da banca: Baumgartner , Carmen Teresinha
Resumo: Na perspectiva da Teoria Histórico-Cultural, com base em Vygotski, Leontiev e Elkonin, o desenvolvimento infantil é concebido como um fenômeno histórico e dialético, determinado pelas condições objetivas da organização social. Desse modo, compreende vários estágios psíquicos caracterizados por distintas formas de relação com o mundo e por diferentes atividades-guia, principais responsáveis por esse processo, sendo o jogo ou brincadeira de papéis a atividade-guia fundamental dos três aos seis anos. Na presente pesquisa, objetivou-se verificar a contribuição dos jogos de papéis para o desenvolvimento das funções psicológicas superiores em crianças de cinco a seis anos. Para alcançá-lo elegeram-se como objetivos específicos: pesquisar o “Estado do conhecimento”, acerca da periodização do desenvolvimento psíquico na Educação Infantil, no período entre 2004-2014; analisar as contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a compreensão do desenvolvimento psíquico da criança pequena; descrever “jogos de papéis” vivenciados por crianças de cinco a seis anos; investigar a dinâmica das interações e das negociações relativas aos papéis que as crianças desempenham durante o jogo de papéis; identificar como os processos funcionais psicológicos manifestam-se nos jogos de papéis. Para atingi-los desenvolveu-se uma pesquisa de campo qualitativa, em uma escola pública municipal envolvendo 12 alunos da Educação Infantil, nessa faixa etária, e a professora. A coleta de dados foi organizada em duas fases. Na Fase I, realizou-se uma pesquisa piloto com seis horas de observação da atividade “Dia do Brinquedo” (assim designada na rotina da sala de aula) com o objetivo de responder a alguns questionamentos que orientaram o planejamento da Fase II. Essa fase envolveu filmagens dos jogos de papéis, efetuadas durante 15 dias, envolvendo seis sessões, com duração média de 45 minutos cada uma, totalizando cerca de cinco horas, as quais foram posteriormente transcritas para análise. A pesquisa sobre o Estado do Conhecimento, assim como os dados coletados na Fase I revelou o desconhecimento dos jogos de papéis como fator de desenvolvimento psicológico infantil. A análise dos jogos de papéis coletados na Fase II demonstrou que as vivências infantis protagonizadas oportunizam a ampliação dos processos funcionais superiores das crianças, o que lhes possibilita serem mais ativas na medida em que favorece interações que possibilitam trocas de experiências entre as crianças e os adultos. Desse modo, o jogo de papéis é uma forma de apropriação cultural das relações sociais produzidas no contexto em que a criança se insere, possibilitando-lhe reconhecer suas capacidades e potencialidades, demonstrar seus sentimentos e julgamentos éticos e morais, e revelar sua consciência na busca de humanizar-se. Assim, é importante que o professor reconheça e favoreça o potencial educativo do jogo de papéis.
Abstract: In the perspective of Cultural-Historical Theory, based on Vygotski, Leontiev and Elkonin, child development is conceived as a historical and dialectic phenomenon, determined by the objective conditions of social organization. In this manner, it comprehends several psychic stages characterized by distinct forms of relating with the world and by different guide-activities, responsible for this process, being that role playing games are the fundamental guide-activity from ages three to six. In the present study, the objective was to verify the contribution of role playing games towards the development of superior psychological functions in children from ages five to six. To accomplish this, the specific objectives were: study the “state of knowledge”, about the periodization of psychic development in Children‟s Education, in the period between 2004-2014; analyze the contributions of the Cultural-Historical Psychology in order to comprehend psychic development of the young child; describe role playing games experienced by children ages five to six; investigate the dynamic of interactions and of negotiations relative to the roles played by the children during role playing games; identify how functional psychological processes manifest during role playing games. To reach these specific objectives a qualitative field survey was developed in a public school, involving 12 students in Children´s Education, in this age range, and the teacher. Data collection was organized into two phases. In Phase I, a pilot survey took place that consisted in observing “Toy Day” (name given in the classroom routine) during six hours with the intention of responding some questions to better guide the planning of Phase II. This phase involved filming role playing games, over the course of 15 days, involving six sessions, with an average duration of 45 minutes each, summing a total of five hours of footage, that were then transcribed for analysis. The research about the State of Knowledge, together with the data collected in Phase I revealed the lack of knowledge about role playing games as a factor in infantile psychological development. The analysis of role playing games collected during Phase II demonstrated that the protagonized children‟s experiences improve the superior functional processes of the children, which enables them to be more active since it favors interactions that make the exchange of experiences between children and adults possible. This way, role playing games are a way of cultural appropriation of the social relations produced in the context into which the child inserts himself in, making it possible for the child to recognize his or her capacity and potential, demonstrate his or her feelings and moral and ethic judgments, and reveal his or her conscience in seek of humanization. Thus, it is important for the teacher to recognize and favor the educative potential of role playing games.
Keywords: Educação Infantil
Jogos de papéis
Funções Psicológicas superiores
Desenvolvimento infantil
Child Education
Role Playing Games
Superior Psychological Funcion
Child Development
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Campun: Cascavel
Citation: COLUSSI, Lisiane Gruhn. Contribuições dos jogos de papéis para o desenvolvimento das funções psicológicas superiores. 2016. 154 f. Dissertação( Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3325
Issue Date: 15-Aug-2016
Appears in Collections:Mestrado em Educação(CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
lisiane_colussi2016.pdfTexto completo1.04 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons