Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/5157
Tipo do documento: Dissertação
Title: A história de luta, organização e conquista da Escola Itinerante Chico Mendes – PR
Other Titles: The history of struggle, organization and conquest of the Itinerant School Chico Mendes - PR
Autor: Claudio, Fabiana Gonçalves de Souza 
Primeiro orientador: Martins , Suely Aparecida
Primeiro coorientador: Santos, Franciele Soares dos
Primeiro membro da banca: Martins , Suely Aparecida
Segundo membro da banca: Ghedini, Cecilia Maria
Terceiro membro da banca: Verdério, Alex
Resumo: Reconhecendo a importância de resgatar e valorizar a participação de sujeitos anônimos na história, esta pesquisa analisa o movimento realizado pelos sujeitos (educadores, educandos, pais e mães), no âmbito da conquista da Escola Itinerante Chico Mendes, no contexto do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, no município de Quedas do Iguaçu – PR, no período de 2003 à 2007. Para tanto, considera a história representada de baixo para cima, construída a partir da realidade dos sujeitos Sem Terra, neste caso, educadores, educandos, pais e mães envolvidos no processo de constituição da primeira Escola Itinerante aprovada, legalmente reconhecida no Estado do Paraná. Destaca-se que, a pesquisa de caráter qualitativo, define-se como estudo de caso, buscando aporte em bibliografias condizentes com o objetivo da investigação e em documentos elaborados pelo próprio Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, bem como registros não formais – sistematizações independentes – além de entrevistas semiestruturadas realizadas com educadores, educandos, pais e mães que participaram do processo de constituição da Escola Itinerante Chico Mendes. O estudo parte de um resgate histórico da luta pela terra, com olhar direcionado para luta dos Sem Terra na Região Centro-Oeste do Paraná, chegando às especificidades da constituição do Acampamento José Abílio dos Santos onde se consolidou a Escola Itinerante Chico Mendes. No âmbito de entendimento do processo histórico de conquista dessa escola, a segunda parte da pesquisa retrata a constituição da Escola Itinerante no contexto do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra como um contraponto à escola capitalista, para tanto, aborda considerações da educação e da escola do campo no contexto do Movimento. A terceira, e última, parte refere-se as contradições, limites e tensões no processo de organização da Escola Itinerante Chico Mendes, de modo a evidenciar não somente os limites no processo da constituição da Escola Itinerante, mas os limites impostos na continuidade da proposta escolar no contexto do Assentamento Celso Furtado. Nas considerações finais, entre outros, conclui-se que, os sujeitos (educadores, educandos, pais e mães), “homens simples,” os menos favorecidos, podem ser ocultados na história pautada pelos insteresses e perspectivas das classes dominantes, podem ser desprovidos de visibilidade, mas não desprovidos de história, sobretudo, das histórias de lutas que, desde um passado longínquo, permeram suas vidas. A decisão, ousadia do Movimento de construir uma escola diferente da escola capitalista, foi no sentido de garantir o direito de acesso a educação escolar dos sujeitos Sem Terra. A Escola gestada em meio as contradições, os limites e tensões do processo de luta pela terra, embora desasistida pelo poder público, mostrou ser uma escola possível, diferente da escola tradicional capitalista, uma escola realizada a partir da luta do povo Sem Terra.
Abstract: Recognizing the importance of rescuing and valuing the participation of anonymous subjects in history, this research analyzes the movement carried out by the subjects (educators, students, fathers and mothers), within the scope of the conquest of the Chico Mendes Itinerant School, in the context of the Rural Workers Movement Sem Terra, in the municipality of Quedas do Iguaçu - PR, from 2003 to 2007. To do so, consider the story represented from the bottom up, built from the reality of the Sem Terra subjects, in this case, educators, students, parents and mothers involved in the process of setting up the first approved Itinerant School, legally recognized in the State of Paraná. It is noteworthy that, qualitative research, is defined as a case study, seeking input in bibliographies consistent with the objective of the investigation and in documents prepared by the Landless Rural Workers Movement itself, as well as non-formal records - independent systematizations - in addition to semi-structured interviews with educators, students, fathers and mothers who participated in the process of establishing the Itinerante Chico Mendes School. The study starts from a historical rescue of the struggle for land, with a focus on the struggle of the Landless in the Midwest Region of Paraná, reaching the specificities of the constitution of the José Abílio dos Santos Camp where the Itinerante Chico Mendes School was consolidated. In the context of understanding the historical process of conquest of this school, the second part of the research portrays the constitution of the Itinerant School in the context of the Landless Workers Movement as a counterpoint to the capitalist school, therefore, it addresses considerations of education and the rural school in the context of the Movement. The third, and last, part refers to the contradictions, limits and tensions in the process of organizing the Itinerant School Chico Mendes, in order to highlight not only the limits in the process of constituting the Itinerant School, but the limits imposed on the continuity of the proposal in the context of the Celso Furtado Settlement. In the final considerations, among others, it is concluded that the subjects (educators, students, fathers and mothers), “simple men,” the least favored, can be hidden in the history guided by the insults and perspectives of the dominant classes, they can be devoid of visibility, but not without history, above all, the stories of struggles that, from a distant past, pervade their lives. The decision, which the Movement dared to build a school different from the capitalist school, was in the sense of guaranteeing the right to access school education for the Landless subjects. The School created in the midst of the contradictions, limits and tensions of the process of struggle for land, although neglected by the public authorities, proved to be a possible school, different from the traditional capitalist school, a school created from the struggle of the landless people.
Keywords: Escola Itinerante
Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
Educação do Campo
Sujeitos
Itinerant School
Landless Movement6
Rural Education
Subjects
CNPq areas: EDUCAÇÃO:TÓPICOS ESPECÍFICOS DE EDUCAÇÃO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Campun: Francisco Beltrão
Citation: CLAUDIO, Fabiana Gonçalves de Souza. A história de luta, organização e conquista da Escola Itinerante Chico Mendes – PR. 2020. 154 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/5157
Issue Date: 18-Aug-2020
Appears in Collections:Mestrado em Educação (FBE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fabiana Gonçalves de Souza Claudio 2020.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons