Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4138
Tipo do documento: Dissertação
Title: A escrita híbrida de História e Ficção de María Rosa Lojo – Amores Insólitos de nuestra historia (2001) – a revisitação literária de encontros históricos inusitados
Other Titles: The hybrid script of History and Fiction of María Rosa Lojo - Unusual Loves of our history (2001) - the literary review of unusual historical encounters
Autor: Biancato, Adriana Aparecida 
Primeiro orientador: Fleck , Gilmei Francisco
Primeiro membro da banca: Garcia , Dantielli Assumpção
Segundo membro da banca: Oliveira, Valdeci Batista de Melo
Terceiro membro da banca: Botoso, Altamir
Resumo: Com base nas narrativas híbridas de história e ficção como possibilidades de releitura do passado, a pesquisa efetuada procurou estabelecer as aproximações possíveis entre uma série de contos históricos selecionados da obra Amores Insólitos de nuestra historia (2001), de María Rosa Lojo, com os pressupostos teóricos mais recentes sobre o gênero romance histórico contemporâneo de mediação, o qual revela a mescla de aspectos das modalidades acríticas – clássica e tradicional – com os aspectos daquelas mais desconstrucionistas – novos romances históricos latino-americanos e metaficções historiográficas. Nos contos, assim como nos romances da modalidade mais recente, vimos uma escrita híbrida que Fleck (2017) classifica como “mediadora” entre o tradicionalismo e o criticismo/desconstrucionismo latino-americano. Sob a ótica da releitura do passado de Lojo (2001), evidenciamos a conquista e povoação da América por meio de narrativas curtas que privilegiam a expressão das vozes excluídas, que não foram consideradas pela história hegemônica e que, em muitas narrativas ficcionais, são as protagonistas dos amores insólitos retratados na construção da própria identidade argentina. Dessa maneira, revelamos as possíveis ações da literatura frente a este silenciamento, principalmente, da voz feminina nos relatos historiográficos, com ênfase às perspectivas do passado registradas nos anais da história e ressignificadas pela ficção. O corpus que serviu de base para o estudo parte da análise de quatro contos da obra selecionada: “La historia que Ruy Díaz no escribió” (p. 45-64), “El Maestro y la Reina de las Amazonas” (p. 127-145), “Amar a un hombre feo” (p. 191-213) e “Otra historia del Guerrero y de la Cautiva” (p. 215-245). Desse modo, inseridos nas propostas dos estudos sobre gêneros híbridos de história e ficção, impulsionados pelo Grupo de Pesquisa “Ressignificações do passado na América: processos de leitura, escrita e tradução de gêneros híbridos de história e ficção – vias para a descolonização”, evidenciamos como se dá a representação das personagens de extração histórica na contística de Lojo e, especificamos os aspectos mediadores que constituem essas narrativas. Os pressupostos teóricos que nos permitiram estabelecer a relação entre os gêneros híbridos romance histórico e conto histórico estão ancorados em estudos de Aínsa (1991), Menton (1993), Fernández Prieto (2003), Esteves (2010), Fleck (2011; 2017), entre outros.
Abstract: Based upon the hybrid history and fiction narratives, as possibilities of reinterpreting the past, we proposed a research that aimed at establishing possible approximations among a series of historical short stories selected from the book Amores Insólitos de nuestra historia (2001), by María Rosa Lojo, with the most recent theoretical approach about the mediation contemporary historical novel, which reveals the mixture of a-critical modalities - the classical and the traditional - with deconstructionist aspects – historical novels of Latin American and historiographic metafictions. In the short stories, as well as in the novels of the most recent modality, we saw a hybrid plot that Fleck (2017) classifies as being a "mediator" between traditionalism and the Latin American criticism / deconstructionism. From the point of view of Lojo's past (2001), we intend to highlight the conquest and the settlement of America through her short narratives, which privileges the expression of excluded voices, as they are not considered by the hegemonic history perspective and which, in many fictional narratives, the Argentinean identity is portrayed under the perspective of the unusual love of female protagonists. This way, we reveal about the possible actions of literature in the face of this silencing, especially, when it comes to the female voice in historiographical reports, with emphasis on the perspectives of the past recorded in the annals of history and reinterpreted by fiction. The corpus that served as the basis for this study and analysis are compound of four short stories from the selected work, being: “La historia que Ruy Díaz no escribió” (p. 45-64), “El Maestro y la Reina de las Amazonas” (p. 127-145), “Amar a un hombre feo” (p. 191-213), and “Otra historia del Guerrero y de la Cautiva” (p. 215-245). Furthermore, as inserted in studies proposals of hybrid genres of history and fiction, carried by the Research Group "Reinterpreting the past in America: processes of reading, writing and translation of hybrid genres of history and fiction - pathways to decolonization", we highlight how the characters are represented on the historical extraction of Lojo's short stories, and, we point out at the mediating aspects that constitute these narratives. The theoretical basis that allowed us to establish the relationship between the hybrid historical novel and historical short tale are anchored in studies by Aínsa (1991), Menton (1993), Fernández Prieto (2003), Esteves (2010), Fleck (2011; 2017), among others.
Keywords: Amores Insólitos de nuestra historia (2001)
Narrativas híbridas de história e ficção
Conto histórico
Romance histórico contemporâneo de mediação
Ressignificações do passado pela literatura
Amores Insólitos de nuestra historia (2001)
Hybrid narratives of history and fiction
Historical short stories
Mediation contemporary historical novel
Reinterpreting the past in literature
CNPq areas: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Campun: Cascavel
Citation: BIANCATO, Adriana Aparecida. A escrita híbrida de História e Ficção de María Rosa Lojo – Amores Insólitos de nuestra historia (2001) – a revisitação literária de encontros históricos inusitados. 2018. 131 f. Dissertação( Mestrado em Letras) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4138
Issue Date: 12-Dec-2018
Appears in Collections:Mestrado em Letras (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adriana_Biancato_2018.pdfArquivo completo1.36 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons