Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3648
Tipo do documento: Dissertação
Title: Estudo epidemiológico da dengue em Cascavel e outros Municípios da Décima Regional de Saúde do Estado do Paraná
Other Titles: Epidemiological study of dengue in Cascavel and other Municipalities of the Tenth Regional Health of the State of Paraná
Autor: Silva, Suelem Leite da 
Primeiro orientador: Mioranza, Sônia de Lucena
Primeiro membro da banca: Mioranza , Sônia de Lucena
Segundo membro da banca: Rizzi, Claudia Brandelero
Terceiro membro da banca: Valdez, Rodrigo Hinojosa
Resumo: As chamadas Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) são um problema para a sociedade há muitos anos. Dentre as DTN de maior incidência está a dengue, uma doença viral causada por sorotipos diferentes do vírus da dengue (DENV), transmitida a partir da picada da fêmea do mosquito Aedes Aegypti (Diptera: Culicidae). A dengue pode ser evitada e tratada, porém na maioria das vezes o vetor não é controlado, impedindo o combate da transmissão da doença. A prevenção da dengue tem se tornado um grande desafio, pois sua transmissão é influenciada por diversos fatores, como ambientais, climáticos, sociais e econômicos. A apresentação da doença compreende desde formas clínicas brandas, até quadros graves de hemorragias e choque, podendo evoluir para o óbito. Objetivos: Analisar os casos de dengue clássica, dengue com sinais de alarme (DSA), dengue grave (DG) e os óbitos nos municípios da Décima Regional de Saúde e correlacionar com o número de casos de outros municípios do Paraná. Avaliar as regiões do município de Cascavel-PR com maior risco de contrair a doença e a influência da temperatura, precipitação e condições ambientais na transmissão da dengue. Metodologia: Esta dissertação consiste em um estudo descritivo, transversal e retrospectivo das notificações dos casos de dengue nas suas diferentes formas clínicas e óbitos confirmados nos municípios da 10ª Regional de Saúde do estado do Paraná em relação a situação epidemiológica da dengue em outros municípios do estado. As informações referentes aos municípios da 10ª Regional de Saúde foram coletadas a partir do banco de dados do Sistema Nacional de Agravos de Notificação da 10ª Regional no período de agosto de 2012 a julho 2017. Os dados referentes a outros municípios no Paraná foram obtidos a partir de dados públicos disponibilizados através dos boletins epidemiológicos no site da Secretaria de Saúde do estado. A comparação dos casos de dengue nos municípios da 10ª Regional e Paraná foram realizadas por meio da análise de Qui Quadrado para k proporções, assumindo um nível de significância de 0,05. Os dados referentes ao município de Cascavel-PR foram obtidos pela Secretaria de Saúde do município no período de 2012 a 2016. Com base no número de casos de dengue deste município foi construído um canal endêmico, o qual torna possível determinar situações de surto e epidemia, definido por meio do cálculo da mediana, 1º e 3º quartis do número de casos confirmados em Cascavel mensalmente no período de janeiro de 2012 a dezembro de 2016. Também, foi feito o Georreferenciamento a partir dos endereços residenciais dos casos confirmados da doença através do Sistema de Informação Geográfica QGIS (2016). Com a identificação das áreas com maior concentração de casos de dengue foram realizadas visitas in loco a regiões estratégicas para verificar as condições ambientais e presença de indicadores que pudessem estar influenciando na ocorrência do número de casos e transmissão da doença. Além disso, foram coletados dados na Vigilância Ambiental referentes ao LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação para Aedes aegypti), que é uma amostragem larvária de Aedes aegypti feita a cada três meses em Cascavel para obter a estimativa da infestação pelo vetor. Os dados referentes a temperatura e precipitação, foram solicitados ao Sistema Meteorológico do Paraná (SIMEPAR). Os números de casos da dengue e as variáveis ambientais foram avaliados mensalmente quanto ao padrão de distribuição dos dados por meio do teste de Shapiro-Wilk. Resultados: Nos municípios da 10ª Regional foram notificados 26 casos de Dengue com sinais de alarme (DSA), 4 casos de Dengue Grave (DG) e 1 óbito. No Paraná ocorreram 1.487 casos de DSA, 381 casos de DG e 117 óbitos. Quanto aos casos de DSA, foi verificado, no total de casos acumulados entre os períodos epidemiológicos de 2012 a 2017, que houve uma menor frequência de casos notificados pela Décima Regional quando comparado ao número notificado em todo o estado (p=0,007). Ao avaliar o número de casos de DG, no total a frequência notificada na Décima Regional é significativamente menor (0,08%) do que no restante do Paraná (0,23%; p=0,031). As frequências do número de óbitos observadas entre as notificações da Décima Regional e as demais do estado do Paraná foram estatisticamente similares em todos os períodos epidemiológicos (p>0,05). No município de Cascavel, através da análise do canal endêmico verificou-se que em 2012, todos os meses estiveram nas zonas de controle, com exceção do mês de outubro; em 2013, todos os meses estiveram nestas zonas; em 2014, 3 meses não se encontraram nestas zonas de segurança (outubro, novembro e dezembro); em 2015, 4 meses estiveram fora destas zonas de segurança (maio, junho, agosto e dezembro); em 2016, apenas o mês de dezembro se mostrou na zona de segurança. Com o georreferenciamento, os mapas de calor mostraram que há um predomínio dos casos positivos de dengue nas regiões oeste, centro sul e central do município, que abrange os bairros Santa Cruz, Alto Alegre, Coqueiral, Neva, Parque São Paulo e Centro, na maioria dos períodos avaliados. Durante a inspeção in loco para verificação das condições ambientais nos bairros em que houve recorrente concentração de casos, conforme verificado nos mapas de calor, foram encontrados inúmeros locais que podem servir como criadouros para o Aedes aegypit, dentre os quais: ferro velho, acúmulo de lixo e entulhos como caixas de água, garrafas, móveis e eletrodomésticos jogados a céu aberto e no entorno. O primeiro ciclo do LIRAa de 2016 apontou um dos maiores índices de infestação do período avaliado, neste período todo o município estava em situação de alerta ou risco de contrair a doença. As correlações dos números de casos de dengue e a temperatura (mínima, média e máxima) e precipitação mostraram associação fraca apenas entre a prevalência dos casos de dengue de Cascavel e a temperatura máxima. A temperatura mínima, média e a precipitação não apresentaram correlações significativas com a incidência dos casos de dengue.Conclusão: A Décima Regional tem apresentado percentuais crescentes de casos de dengue em relação ao Paraná, sendo que no último período epidemiológico representou 10% de todos os casos do estado. São necessários esforços e ações com foco na redução dos casos de dengue, principalmente nos municípios com alta incidência. Apesar de este trabalho demonstrar geograficamente as residências dos indivíduos que contraíram dengue e os locais com maior risco e encontro de criadouros nas regiões de Cascavel, não é possível afirmar, as causas dos casos de dengue no período avaliado. As variáveis ambientais como temperatura e precipitação não apresentaram correlação forte com os casos de dengue em Cascavel. Estudos e análises adicionais são necessários com o intuito de relacionar estas variáveis com as situações apresentadas, as quais estão intervindo na propagação da dengue no município. Recomenda-se que estudos com delineamentos mais específicos sejam elaborados para analisar fatores individuais e ambientais capazes de cooperar para o aumento do número de casos de dengue nestas localidades.
Abstract: Introduction: So-called Neglected Tropical Diseases (NTDs) have been a problem for society for many years. Among the most prevalent NTDs are dengue, a viral disease caused by different serotypes of the dengue virus (DENV), transmitted from the female bite of the Aedes Aegypti (Diptera: Culicidae) mosquito. Dengue can be avoided and treated, but most of the time the vector is not controlled, preventing the fight against the transmission of the disease. Dengue prevention has become a major challenge because its transmission is influenced by several factors, such as environmental, climatic, social and economic factors. The presentation of the disease comprises from mild clinical forms, to severe bleeding and shock, and can progress to death. Objectives: To analyze the cases of classical dengue, dengue fever with signs of alarm (DSA), severe dengue (DG) and deaths in the municipalities of the Tenth Regional Health and correlate with the number of cases in other municipalities of Paraná. To evaluate the regions of the municipality of Cascavel-PR with greater risk of contracting the disease and the influence of temperature, precipitation and environmental conditions on dengue transmission. Methodology: This dissertation consists of a descriptive, cross - sectional and retrospective study of the reports of dengue cases in their different clinical forms and confirmed deaths in the municipalities of the 10th Regional of Health of the State of Paraná in relation to the epidemiological situation of dengue in other municipalities of the state. Information on the municipalities of the 10th Regional Health Service was collected from the National System of Notifiable Diseases System of the 10th Regional from August 2012 to July 2017. Data for other municipalities in Paraná were obtained from of public data made available through the epidemiological bulletins on the website of the State Health Department. The comparison of the dengue cases in the municipalities of the 10th Regional and Paraná were performed by means of the Qui Quadrado analysis for k proportions, assuming a level of significance of 0.05. Data on the municipality of Cascavel-PR were obtained by the Municipal Health Department from 2012 to 2016. Based on the number of dengue cases in this municipality, an endemic channel was constructed, which makes it possible to determine outbreak and epidemic situations, defined by means of the calculation of the median, 1st and 3rd quartiles of the number of confirmed cases in Cascavel monthly from January 2012 to December 2016. Also, the georeferencing was done from the residential addresses of the confirmed cases of the disease through QGIS Geographic Information System (2016). With the identification of the areas with the highest concentration of dengue cases, on-site visits to strategic regions were carried out to verify the environmental conditions and presence of indicators that could be influencing the occurrence of the number of cases and transmission of the disease. In addition, data were collected from the Environmental Surveillance for LIRAa (Rapid Survey of Infestation Index for Aedes aegypti), which is a larval sampling of Aedes aegypti done every three months in Cascavel to obtain the infestation estimate by the vector. The temperature and precipitation data were requested from the Paraná Meteorological System (SIMEPAR). The dengue case numbers and the environmental variables were evaluated monthly on the distribution pattern of the data through the Shapiro-Wilk test. Results: In the municipalities of the 10th Region 26 cases of Dengue with alarm signs (DSA), 4 cases of severe Dengue (DG) and 1 death were reported. In Paraná there were 1,487 cases of DSA, 381 cases of DG and 117 deaths. As for DSA cases, in the total number of cases accumulated between the epidemiological periods from 2012 to 2017, there was a lower frequency of cases reported by the Tenth Regional when compared to the number reported throughout the state (p = 0.007). When evaluating the number of cases of DG, in total the frequency reported in the Regional Tenth is significantly lower (0.08%) than in the rest of Paraná (0.23%, p = 0.031). The frequencies of the number of deaths observed between the Tenth Regional and the Paraná State reports were statistically similar in all epidemiological periods (p> 0.05). In the municipality of Cascavel, through the analysis of the endemic channel, it was verified that in 2012, all months were in the control zones, with the exception of October; in 2013, they were in these areas every month; in 2014, 3 months were not found in these security zones (October, November and December); in 2015, 4 months were outside these security zones (May, June, August and December); in 2016, only the month of December showed up in the security zone. With the georeferencing, the heat maps showed that there is a predominance of positive dengue cases in the western, central and southern regions of the municipality, which includes the Santa Cruz, Alto Alegre, Coqueiral, Neva, Parque São Paulo and Centro neighborhoods. majority of the evaluated periods. During the on-site inspection to verify the environmental conditions in the neighborhoods where there was a recurrent concentration of cases, as verified in the heat maps, numerous sites were found that can serve as breeding sites for Aedes aegypit, among which: old iron, garbage and debris such as water boxes, bottles, furniture and appliances thrown in the open and surrounding. The first cycle of the LIRAa of 2016 showed one of the highest rates of infestation during the period evaluated, during this period the whole municipality was in a situation of alert or risk of contracting the disease. The correlations of dengue cases and temperature (minimum, mean and maximum) and precipitation showed a weak association only between the prevalence of Cascavel the dengue cases and the maximum temperature. The minimum, mean and precipitation temperatures did not present significant correlations with the incidence of dengue cases. Conclusion: The Tenth Regional has presented increasing percentages of dengue cases in relation to Paraná, and in the last epidemiological period it represented 10% of all cases in the state. Efforts and actions are needed to focus on reducing dengue cases, especially in municipalities with high incidence. Although this work demonstrates geographically the residences of individuals who contracted dengue and the places with the highest risk and meeting of breeding sites in the regions of Cascavel, it is not possible to affirm the causes of dengue cases in the period evaluated. The environmental variables such as temperature and precipitation did not present a strong correlation with the cases of dengue in Cascavel. Further studies and analyzes are necessary to relate these variables to the situations presented, which are intervening in the spread of dengue in the municipality. It is recommended that studies with more specific designs be designed to analyze individual and environmental factors capable of cooperating to increase the number of dengue cases in these localities.
Keywords: Dengue
Complicações
Georreferenciamento
Fatores ambientais
Georeferencing
Environmental factors
CNPq areas: CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Médicas e Farmacêuticas
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Campun: Cascavel
Citation: SILVA, Suelem Leite da. Estudo epidemiológico da dengue em Cascavel e outros Municípios da Décima Regional de Saúde do Estado do Paraná. 2018. 98 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3648
Issue Date: 9-Mar-2018
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Farmacêuticas (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Suelem Leite da Silva 02-05-18.pdf1.94 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons