Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3051
Tipo do documento: Dissertação
Title: Corpos em protesto: análise discursiva do movimento Femen
Other Titles: Bodies in protest: discoursive analysis of the Femen movement
Autor: Pereira, Fernanda 
Primeiro orientador: Garcia, Dantielli Assumpção
Primeiro membro da banca: Soares, Alexandre Sebastião Ferrari
Segundo membro da banca: Sousa, Lucília Maria Abrahão e
Resumo: Para a Análise do Discurso (AD) de linha francesa, formulada por Michel Pêcheux, o discurso é efeito de sentido entre interlocutores, sentido que se dá dentro de uma determinada formação discursiva (FD), e que determina aquilo que pode e deve ser dito. Em uma sociedade já habituada à luta histórica dos movimentos feministas por igualdade de direitos e na qual o corpo (tanto masculino quanto feminino) é explorado comercialmente pela mídia, diariamente, parece estranho que a exposição do corpo feminino (semi)nu em protestos, seja vista de forma ofensiva e negativa. O grupo feminista FEMEN, que luta contra o patriarcado em suas três formas (materializadas, segundo o grupo, na exploração sexual da mulher, nas ditaduras e nas principais religiões), é alvo de agressões, durante seus protestos, por expor seus corpos (semi)nus. Por meio da identificação dos elementos utilizados pelas manifestantes em seus protestos e da análise dos enunciados que vestem seus corpos, objetiva-se compreender como a memória discursiva é retomada, produzindo sentidos. Assim, pretende-se com esta dissertação compreender os processos discursivos que possibilitam a produção desses efeitos de sentido, e como o corpo nu se constitui como materialidade discursiva, deslocando os corpos das manifestantes do ideal de feminilidade (KEHL, 2016) de submissão, docilidade, tendo como único objetivo a maternidade, construído ao longo do século XIX e que ressoa ainda no século XXI. Por meio da análise de imagens de três protestos do grupo, os quais questionam o controle exercido sobre os corpos femininos (de mulheres) pelas principais religiões do mundo ocidental, busca-se compreender como o corpo feminino nu, quando utilizado como veículo de protesto, produz efeitos de sentido que rompem com a FD vigente que determina o que pode e deve ser uma mulher, dentro dos ideais que persistem na sociedade. Nesse sentido, o corpo nu, quando utilizado para denunciar e questionar práticas de controle sobre o corpo da mulher, produz o desconforto, o estranhamento, a ruptura com esses discursos tão estabilizados na memória da sociedade.
Abstract: According to the french Discourse Analysis (AD), formulated by Michel Pêcheux, discourse is an effect of meaning among interlocutors, a meaning that occurs within a given discursive formation (FD), and determines what can and should be said. In a society already used to the historical struggle of the Feminist Movements for equal rights and in which the body (both male and female) is exploited commercially, daily, by the media, it seems strange that the exposure of the half naked female body in protests, is still percieved as offensive and negative. The feminist group FEMEN, which fights against patriarchy in its three forms (materialized, according to the group, in sexual exploitation of women, dictatorships and major religions), is constantly attacked, during its protests, by exposing their half-naked bodies. Through the identification of the elements used by the activists in their protests and the analysis of the statements that “dress” their bodies, this work aims to understand how the discursive memory is reclaimed, producing meaning. Thus, this dissertation seeks to understand the discursive processes that allow the production of these effects of meaning, and how the naked body constitutes itself as a discursive materiality, displacing the bodies of the activists from the ideal of femininity (according to Kehl (2016)) or submission, docility, with the sole purpose of maternity) built throughout the nineteenth century. Through the analysis of the images of three protests, which question the control exercised over the female bodies, by the main religions of the Western world, this work aims to understand how the naked female body, when used as a vehicle of protest, produces effects of meaning that break up with the current FD that determines what a woman can and should be, within the ideals that persist in our society. In this sense, the naked body, when used to denounce and question control practices over the women’s body, produces discomfort, estrangement, rupture with these discourses.
Keywords: FEMEN
Feminismo
Análise de discurso francesa
Corpo
FEMEN
Feminism
French discourse analysis
Body
CNPq areas: LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Comunicação e Artes
Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Campun: Cascavel
Citation: PEREIRA, Fernanda. Corpos em protesto: análise discursiva do movimento Femen. 2017. 161 f. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Letras) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3051
Issue Date: 14-Jul-2017
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Administração (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda_Pereira2017.docx5.49 MBMicrosoft Word XMLView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.