Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4057
Tipo do documento: Dissertação
Title: Tuberculose em prisões: conhecimento, atitudes e práticas de agentes penitenciários
Other Titles: Tuberculosis in prison: Knowledge, attitudes and practices among penitenciary system workers
Autor: Colombelli, Fabiana 
Primeiro orientador: Silva-Sobrinho, Reinaldo Antonio
Primeiro coorientador: Wysocki, Anneliese Domingues
Primeiro membro da banca: Zara, Reginaldo Aparecido
Segundo membro da banca: Monroe, Aline Aparecida
Resumo: A tuberculose é a doença infecciosa de agente único que mais ocasiona óbito, superando o HIV-aids. Dentre os grupos de alto risco para a tuberculose estão as Pessoas Privadas de Liberdade. As pesquisas nesta temática estão direcionadas aos detentos e doenças mais frequentes nesse meio, desconsiderando o papel do Agente Penitenciário. O objetivo desta pesquisa foi analisar o conhecimento, atitudes e práticas desses de Agentes Penitenciários. Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo exploratório, a partir de fonte primária. Os participantes responderam um questionário com questões abertas e fechadas do modelo KAP (Knowledge, Attitude and Practice). As repostas foram digitadas (dupla digitação) em uma planilha de cálculos, o coeficiente de concordância Kappa foi de 0,904. Os dados foram analisados no software Statistica 12.0 StatSoft. Foi realizada distribuição sociodemográfica, caracterização do nível de conhecimento, práticas e atitudes dos Agentes Penitenciários, que foi apresentado na forma de número e percentual. Realizou-se também analise (por meio de tabela de contingência) das variáveis de interesse e segundo a variável “contato prévio com o tema tuberculose em curso de formação”. Para esta análise foi considerado a distribuição segundo número e percentual, sendo calculado, o teste estatístico qui-quadrado (χ2) para avaliar análise comparativa entre elas, assumindo nível de significância p<=0,05. Algumas variáveis apresentaram nível de significância de p<=0,05, como perda de peso como sintoma (p=0,028), picada de inseto como forma de transmissão (p=0,036), uso de repelentes como prevenção (p=0,020) e busca ativa dos sintomáticos respiratórios como ação prioritária dentro das penitenciárias (p=0,006). Verificou-se relação entre o conhecimento com a idade, escolaridade, tempo de profissão como Agente Penitenciário, participação em cursos e assistência ao detento com a tuberculose e que a abordagem sobre a doença nos cursos de formação não foram significantes no nível de conhecimento. Concluiu-se que há necessidade de investimentos na educação desses agentes, sugerindo a Educação Permanente como ferramenta para aprimorar os conhecimentos dessa equipe.
Abstract: Tuberculosis is the single-agent infectious disease that most causes death, surpassing HIV-aids. Among the groups at high risk for tuberculosis are the Persons Deprived of Liberty. Research in this area is directed to the inmates and diseases most frequent in this environment, disregarding the role of the Penitentiary Agent. The objective of this research was to analyze the knowledge, attitudes and practices of those of Penitentiary Agents. This is an exploratory descriptive epidemiological study, from a primary source. The participants answered a questionnaire with open and closed questions of the Knowledge, Attitude and Practice (KAP) model. The answers were typed (double typing) in a spreadsheet, the Kappa coefficient of agreement was 0.904. The data were analyzed in Statistica 12.0 StatSoft software. Sociodemographic distribution, characterization of the level of knowledge, practices and attitudes of Penitentiary Agents was performed, which was presented in the form of number and percentage. Analyzes (by means of a contingency table) of the variables of interest were also carried out and according to the variable "previous contact with the tuberculosis theme undergoing training". For this analysis, the distribution according to number and percentage was considered, and the chi-square (χ2) statistical test was used to evaluate the comparative analysis between them, assuming significance level p <= 0.05. Some variables presented significance level of p <= 0.05, as weight loss as a symptom (p = 0.028), insect bite as a form of transmission (p = 0.036), repellent use as prevention (p = 0.020), and active search of the respiratory symptomatic as a priority action within the penitentiaries (p = 0.006). There was a relationship between knowledge with age, schooling, time of profession as Penitentiary Agent, participation in courses and assistance to the detainee with tuberculosis, and that the approach to illness in training courses was not significant at the level of knowledge. It was concluded that there is a need for investments in the education of these agents, suggesting Permanent Education as a tool to improve the knowledge of this team.
Keywords: Prisão
Tuberculose
Educação permanente
Prison
Tuberculosis
Permanent Education
CNPq areas: CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação Letras e Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ensino
Campun: Foz do Iguaçu
Citation: COLOMBELLI, Fabiana. Tuberculose em prisões: conhecimento, atitudes e práticas de agentes penitenciários. 2018. 91 f. Dissertação (Mestrado em Ensino) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4057
Issue Date: 20-Aug-2018
Appears in Collections:Mestrado em Ensino (FOZ)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fabiana_Colombelli_2018.pdf4.41 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons