Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3592
Tipo do documento: Dissertação
Title: Caracterização da comunicação entre professor e alunos com e sem Transtorno do Espectro do Autismo
Other Titles: Characterization of communication between teacher and students with and without autism
Autor: Santos, Andressa Schimiedel Sanches
Primeiro orientador: Moura, Cynthia Borges de
Primeiro membro da banca: Moura, Cynthia Borges de
Segundo membro da banca: Leite, Ana Paula Dassie
Terceiro membro da banca: André, Tamara Cardoso
Resumo: O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um distúrbio do neurodesenvolvimento, caracterizado por prejuízos nas áreas sociocomunicativas e comportamentais. As dificuldades na comunicação de alunos autista acontecem em graus variados, tanto na habilidade verbal quanto na não-verbal. O objetivo deste estudo foi comparar o perfil comunicativo entre professor e alunos com e sem Transtorno do Espectro Autista (TEA). Participaram vinte e dois alunos, onze com Diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (CTEA), onze neurotípicos (STEA) e seus respectivos professores. Os alunos frequentavam o 4º e 5º ano fundamental de escolas públicas. Foram realizadas filmagens de 30 minutos de uma aula indicada pelo professor como interativa, em sala de aula regular. Para análise do perfil comunicativo dos alunos, empregou-se o Protocolo de Pragmática (ABFW), que consiste na caracterização dos atos comunicativos apresentados pelo indivíduo em uma situação de interação com seu professor. Os resultados evidenciaram que de forma geral, o número de atos comunicativos por minuto foi maior para os alunos STEA. Quanto aos meios comunicativos, ambos grupos CTEA e STEA utilizaram meio verbal. No que se refere as funções comunicativas, ambos grupos apresentaram predominância na função mais interativa. Constatou-se também que os professores apresentaram um maior número de atos comunicativos que seus alunos e houve uma correlação positiva entre os atos comunicativos de alunos e professores, principalmente dos alunos CTEA. Conclui-se que os dados confirmam a hipótese que alunos CTEA são capazes de estabelecer comunicação com o professor, mas apresentam desempenhos não satisfatórios quanto ao repertório de linguagem quando comparados aos alunos STEA. Salienta-se que os professores apresentam um papel muito importante para que aconteça a comunicação funcional. Desta forma, este estudo se configura como uma contribuição relevante para a escassa literatura sobre a temática e fornece dados para intervenções educacionais que auxiliem a comunicação desses alunos em sala de aula.
Abstract: Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder characterized by losses in the social and behavioral areas. Difficulties in the communication of autistic students occur to varying degrees, both in verbal and nonverbal ability. The objective of this study was to compare the communicative profile between teacher and students with and without Autistic Spectrum Disorder (ASD). Twenty-two students participated, eleven with diagnosis of Autism Spectrum Disorder (CTEA), eleven neurotypics (STEA) and their respective teachers. The students attended the 4th and 5th elementary year of public schools. 30-minute footage of a teacher-taught lesson was made as interactive in a regular classroom setting. For the analysis of the communicative profile of the students, the Protocol for Pragmatic Analysis (ABFW) was used, which consists in the characterization of the communicative acts presented by the individual in a situation of interaction with his teacher. The results showed that, in general, the number of communicative acts per minute was higher for STEA students. As for the communicative means, both CTEA and STEA groups used verbal means. As far as communicative functions were concerned, both groups had a predominance in the most interactive function. It was also observed that the teachers presented a greater number of communicative acts than their students and there was a positive correlation between the communicative acts of students and teachers, especially the CTEA students. It is concluded that the data confirm the hypothesis that CTEA students are able to establish communication with the teacher, but present unsatisfactory performances regarding the language repertoire when compared to STEA students. It should be noted that teachers have a very important role to play in functional communication. In this way, this study constitutes a relevant contribution to the scarce literature on the subject and provides data for educational interventions that help the communication of these students in the classroom.
Keywords: comunicação
ensino
Transtorno Autístico
communication
teaching
Autistic Disorder
CNPq areas: CIÊNCIAS : LINGUAGENS : TECNOLOGIAS E CULTURA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação Letras e Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ensino
Campun: Foz do Iguaçu
Citation: SANTOS, Andressa Schimiedel Sanches. Caracterização da comunicação entre professor e alunos com e sem transtorno do espectro do autismo. 2018. 76 f.. Dissertação (Mestrado em Ensino) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu, 2018
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3592
Issue Date: 20-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Ensino (FOZ)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andressa_Schimiedel_Sanches_Santos_2018.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons