Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3466
Tipo do documento: Dissertação
Title: Comportamento de acasalamento e atratividade ao ferômonio sexual de Gyropsylla spegazziniana Lizer & Trelles (HEMIPTERA: PSYLLIDAE)
Other Titles: Mating behavior of Gyropsylla spegazziniana (Lizer & Trelles) (Hemiptera: 9 Psyllidae)
Autor: Walerius, Adriana Helena 
Primeiro orientador: Coracini , Miryan Denise Araújo
Primeiro membro da banca: Coracini , Miryan Denise Araújo
Segundo membro da banca: Alves , Luis Francisco Angeli
Terceiro membro da banca: Martins , Camila Borges da Cruz
Resumo: Gyropsylla spegazziniana (Hemiptera: Psyllidae) é um psílideo considerado uma das principais pragas da cultura da erva-mate (Ilex paraguariensis), causando grandes prejuízos econômicos. A maioria dos insetos utiliza sinais químicos, visuais ou acústicos na comunicação interespecífica. Os feromônios sexuais são os principais sinais envolvidos no acasalamento. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo descrever o comportamento de acasalamento de G. spegazziniana, verificar a atratividade entre machos e fêmeas em bioensaios com olfatômetro em Y e identificar o feromônio sexual da espécie. Para a descrição do acasalamento, casais virgens foram colocados em gaiolas contendo uma muda de erva-mate. Foi observado o comportamento dos casais durante a fotofase e escotofase. Para os ensaios de atratividade em olfatômetro em Y, foram utilizados insetos vivos (machos e fêmeas virgens) e um ramo de erva-mate como fonte de odor. Para analisar a presença do feromônio sexual foram feitos extratos do corpo de machos e fêmeas virgens, que foram analisados em cromatógrafo gasoso acoplado à espectrômetro de massas (CG-MS). Foi verificado que a cópula ocorreu somente durante a fotofase, sendo que na escotofase os casais permaneciam imóveis na parte abaxial da folhas. A sequência de acasalamento demonstrou que a fêmea caminha principalmente pela brotação e o macho vai ao seu encontro, ficando frente a frente com a mesma; após um breve toque de antenas entre o casal, o macho vira o abdome e rapidamente ocorre a cópula. Nos bioensaios de atratividade, machos e fêmeas foram atraídos para fêmeas vivas no olfatômetro, porém não foram atraídos para machos vivos, o que sugere a presença de voláteis liberados pelas fêmeas para atração sexual. Foi constatada a presença de um composto fêmea-específico, identificado como 2-nonadecanona, com o possível papel de feromônio sexual. De acordo com os resultados, sugere-se que as fêmeas de G. spegazziniana liberam feromônios sexuais para atrair machos para o acasalamento. Os compostos liberados pelas fêmeas podem interagir com os voláteis emitidos pela erva-mate, resultando na atratividade dos machos de G. spegazziniana.
Abstract: Gyropsylla spegazziniana (Hemiptera: Psyllidae) is considered an important pest of the yerba mate (Ilex paraguariensis), causing considerable economic losses. Most insects use chemical, visual, or acoustic signals in interspecific communication. Sex pheromones are the main signals involved in mating behavior. In this sense, this work aimed to describe the mating behavior of G. spegazziniana, to verify the attractiveness between males and females in Y olfactometer bioassays, and to identify the sex pheromone of this species. To describe the mating behavior virgin couples were placed in cages containing a yerba mate seedling. The insect behavior during the photophase and scotophase was observed. For behavioral tests in Y-olfactometer, virgin males or virgin females and a branch of yerba mate were used as odor source. To verify the presence of a sexual pheromone, body extracts of virgin males or virgin females were obtained and were analyzed by using gas chromatograph coupled to mass spectrometer (GC-MS). Mating occurred only during the photophase, in the scotophase the couples remained immobile in the abaxial surface of the leaves. The mating sequence showed that the female walks on the new leaves and the male goes to meet her, standing face to face with her. After a brief antennal touch between the couple, the male turns the abdomen and attaches to the female. As a result of Y olfactometer bioassays, males and females were attracted to females in the olfactometer but were not attracted to males, suggesting a presence of volatiles released by females for sexual attraction. There was a presence of a single female-specific compound, identified as 2-nonadecanone, that may act as sex pheromone.The results suggest that G. spegazziniana females release sex pheromone to attract males for mating. The compounds released by the females can interact with the volatiles emitted by the yerba mate, resulting in the attractiveness of G. spegazziniana males.
Keywords: Ampola-da-erva-mate
Etograma
Atração sexual
Olfatômetro em Y
Feromônio sexual
Yerba mate gall
Etogram
Sexual attraction
Y-olfactometer
Pheromone
CNPq areas: CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Conservação e Manejo de Recursos Naturais
Campun: Cascavel
Citation: WALERIUS, Adriana Helena. Comportamento de acasalamento e atratividade ao ferômonio sexual de Gyropsylla spegazziniana Lizer & Trelles (HEMIPTERA: PSYLLIDAE). 2017. 63 f. Dissertação( Mestrado em Conservação e Manejo de Recursos Naturais) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3466
Issue Date: 10-Mar-2017
Appears in Collections:Mestrado em Conservação e Manejo de Recursos Naturais (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adriana_Walerius2017.pdfTexto completo910.89 kBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons