Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3451
Tipo do documento: Dissertação
Title: A redefinição do conceito de classe e suas implicações políticas: uma análise sobre Ellen Meiksins Wood
Other Titles: Redefinition of the concept of class and its political implications: an analysis on Ellen Meiksins Wood
Autor: Nascimento, Jefferson Ferreira do 
Primeiro orientador: Dombrowski, Osmir
Primeiro membro da banca: Dombrowski, Osmir
Segundo membro da banca: Cepêda, Vera Alves
Terceiro membro da banca: Neres, Geraldo Magella
Resumo: A presente dissertação empreende análise na obra de Ellen Meiksins Wood, visando compreender: (1) como a concepção de classe social se modifica na renovação do materialismo histórico apresentada por E. Wood; (2) como essa redefinição repercute nas análises sobre o papel político da classe social; (3) e como a referida modificação se relaciona com o conceito de Democracia pensado pela autora. O ponto de partida é a constatação da autora de que a democracia contemporânea não pode enfrentar a exploração de classe, pois a cidadania não é determinada pela condição socioeconômica e a igualdade cívica nas democracias contemporâneas não impacta a desigualdade de classe. Desse modo, a partir de insights e sugestões elaboradas por E. P. Thompson, a historiadora e teórica política Ellen Wood propõe analisar a relevância da política como instrumento de dominação social e o lugar dos conflitos especificamente políticos nos processos de transição entre os diferentes modos de produção e na superação da dominação de classe. Assim, a proposta é aprofundar os esforços teóricos para pensar classe como relação e processo e ampliar o conhecimento sobre o papel político da classe operária na constituição da Democracia Substantiva. O primeiro resultado diz respeito ao conceito de classe operado por E. Wood, que enxerga um avanço teórico na proposição de E. P. Thompson. Isto nos leva ao segundo resultado: a concepção de classe se relaciona a um contexto histórico específico. Em “determinadas condições históricas, situações de classe geram formações de classe”. É a experiência, como efeito das determinações objetivas – relações de produção e exploração de classe –, que reúne grupos heterogêneos. Esse entendimento traz uma nova possibilidade de refletir a classe operária em tempos de acumulação flexível e de teorias que suportam análises fragmentárias do mundo. O terceiro resultado é que vivemos em uma democracia formal onde o trabalho livre é dominante, mas é exaltado a partir de uma ideologia que justifica a sujeição do trabalhador às disciplinas capitalistas. Com a separação da condição cívica da situação de classe, a liberdade civil do trabalhador é neutralizada pelas pressões econômicas do capitalismo. Por exemplo, a igualdade de classe é algo muito diverso da igualdade étnica ou de gênero, pois, em certo sentido, a igualdade formal pode ser extensível para diferentes grupos étnicos ou de gênero, sem ameaçar o sistema capitalista – o mesmo não se pode dizer em relação à igualdade de classe. Assim, respeitar à pluralidade da experiência humana não pode significar “a dissolução da causalidade histórica”.
Abstract: The present dissertation examines the work of Ellen Meiksins Wood in order to understand: (1) how the conception of social class changes in the renewal of historical materialism presented by E. Wood; (2) how this change has repercussions on the analysis of the political role of the social class; (3) and how this change relates to the concept of Democracy thought by the author. The starting point is the author's observation that contemporary democracy cannot face class exploitation, since citizenship is not determined by socioeconomic status and civic equality in contemporary democracies does not impact class inequality. Thus, from the insights and suggestions elaborated by E. P. Thompson, the historian and political theorist Ellen Wood proposes to analyze the relevance of politics as an instrument of social domination and the place of specifically political conflicts in the processes of transition between the different modes of production and in overcoming class domination. Therefore, the proposal is to deepen the theoretical efforts to think class as relation and process and to increase the knowledge about the political role of the working class in the constitution of Substantive Democracy. The first result concerns the concept of class operated by E. Wood, who sees a theoretical advance in the proposition of E. P. Thompson. This leads us to the second result: class conception is related to a specific historical context. In “certain historical conditions, class situations generate class formations.” It is experience, as an effect of objective determinations – relations of production and class exploitation – which brings together heterogeneous groups. This understanding results in a new possibility to reflect the working class in times of flexible accumulation and theories that support fragmentary analyzes of the world. The third result is that we live in a formal democracy where free labor is dominant, but it is exalted from an ideology that justifies the subjection of the worker to capitalist disciplines. With the separation of the civic condition from the class situation, the civil liberty of the worker is neutralized by the economic pressures of capitalism. For instance, class equality is something very different from ethnic or gender equality, since, in some sense, formal equality can be extended to different ethnic or gender groups without threatening the capitalist system – the same cannot be said in relation to class equality. Thus, respecting the plurality of human experience cannot mean “the dissolution of historical causality”.
Keywords: Classe social
Democracia substantiva
Teoria política
Social class
Substantive democracy
Political theory
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Sociais
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Campun: Toledo
Citation: NASCIMENTO, Jefferson Ferreira do. A redefinição do conceito de classe e suas implicações políticas: uma análise sobre Ellen Meiksins Wood. 2018. 166 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3451
Issue Date: 7-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Sociais (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jefferson_Nascimento_2018.pdf1.76 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.