Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3165
Tipo do documento: Dissertação
Title: Como se deu a reviravolta pragmática em J. L. Austin
Other Titles: How the pragmatic turnaround has come in J. L. Austin
Autor: Inocêncio, Luiz Cláudio 
Primeiro orientador: Penna-Forte, Marcelo do Amaral
Primeiro membro da banca: Penna-Forte, Marcelo do Amaral
Segundo membro da banca: Silva, Hélcia Macedo de Carvalho Diniz e
Terceiro membro da banca: Silva, Claudinei Aparecido de Freitas da
Resumo: Esta dissertação tem como objetivos apresentar e investigar as conferências de John Langshaw Austin tais como compiladas na obra Quando dizer é fazer: palavras e ação. Na abordagem proposta, a linguagem em Austin é contrastada com a tradição e, a partir desse confronto, acompanharemos sua nova maneira de analisar a linguagem pautada na ação, ou seja, a linguagem será analisada dentro de um determinado contexto social, com o sujeito em interação com outras pessoas e o meio social. O que permeia todo esse novo horizonte não é mais uma análise semântica absolutamente centrada nos conceitos de sentido e referência, de verdade e falsidade. Para, além disso, outros elementos passam a ser considerados importantes: o sujeito, a fala, as convenções e o meio onde o ato de fala é empregado. Nesse sentido, a ação aparece como elemento central para compreender a comunicação na obra de Austin. O que por vezes foi apresentado como dicotomias entre linguagem e pensamento, ideia e representação do objeto, ou verdade e falsidade, torna-se algo mais complexo. Refere-se a uma nova forma de enfrentar um antigo problema referente, ao fim, à linguagem e sua relação com o mundo. Nesta, os elementos investigados passam a ser analisados dentro de um determinado contexto, aproximando-se do discurso travado por atores reais e da prática cotidiana. Além disso, reorienta-se a análise da linguagem, que passa de algo a ser considerado primeiramente de modo abstrato e conforme suas propriedades formais para algo situado e conforme propriedades relativas às capacidades de seus usuários. Trata-se, enfim, de uma abordagem que explora e organiza a filosofia da linguagem mantendo-se fiel a uma perspectiva onde a linguagem como ação desempenha o papel principal.
Abstract: This dissertation aims to present and investigate John Langshaw Austin's lectures as compiled in How to do things with words. In the proposed approach, language in Austin is contrasted with tradition and, from this confrontation, we will follow its new way of analyzing language based on action, that is, language will be analyzed within a given social context, with the subject interacting with the social environment. What permeates this whole new horizon is no longer a semantic analysis absolutely centered on the concepts of meaning and reference, truth and falsehood. In addition, other elements are considered important: the subject, the speech, the conventions, the medium where the act of speech is employed. In this sense, the action appears as central element to understand the communication in the work of Austin. What has sometimes been presented as dichotomies between language and thought, idea and representation of the object, or truth and falsity, becomes something more complex. It is a new way of dealing with an old problem concerning, in the end, language and its relationship with the world. In this, the elements investigated begin to be analyzed within a given context, approaching the discourse locked by real actors and daily practice. In addition, the analysis of language is reoriented, going from something to be considered first abstractly and according to its formal properties, to something situated and to properties related to the capabilities of its users. It is, finally, an approach that explores and organizes the philosophy of language by remaining true to a perspective where language as action plays the leading role.
Keywords: Linguagem
Sintaxe
Semântica
Pragmática
Ação com palavras
Language
Syntax
Semantics
Pragmatics
Action with words
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Sociais
Program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Campun: Toledo
Citation: INOCÊNCIO, Luiz Cláudio. Como se deu a reviravolta pragmática em J. L. Austin. 2017. 128 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3165
Issue Date: 9-Aug-2017
Appears in Collections:Mestrado em Filosofia (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luiz_C_Inocencio_2017.pdf1.18 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.