Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3089
Tipo do documento: Tese
Title: Atividade antioxidante na emergência e crescimento inicial de mudas de parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan em substratos alternativos com diferentes fontes de carbono
Other Titles: Antioxidant activity on emergence and initial growth of parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan seedlings in alternative substrates with different sources of carbon
Autor: Marcon, Thaís Regina 
Primeiro orientador: Guedes, Luciana Pagliosa Carvalho
Primeiro coorientador: Fortes, Andrea Maria Teixeira
Primeiro membro da banca: Bortolini, Michele Fernanda
Segundo membro da banca: Fogaça, Luciana Alves
Terceiro membro da banca: Corsato, Jaqueline Malagutti
Quarto membro da banca: Costa, Monica Sarolli Silva de Mendonça
Resumo: A Parapiptadenia rigida é uma espécie arbórea nativa que apresenta rápida regeneração natural, por isto é recomendada para reflorestamentos mistos em áreas degradadas. A disponibilidade de mudas de espécies nativas em viveiros é de fundamental importância para a utilização de tal espécie em projetos de recuperação ambiental. A qualidade das mudas em viveiros depende entre outros fatores do uso de um bom substrato. Compostos orgânicos vêm sendo testados como substratos alternativos na produção sustentável de mudas, para o reaproveitamento dos resíduos e minimização dos impactos ambientais. Desta maneira, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência dos substratos na atividade enzimática antioxidante, na emergência de plântulas e no crescimento inicial de mudas de angico-vermelho (Parapiptadenia rigida). Os substratos foram formulados a partir de compostos orgânicos provenientes da compostagem de resíduos agroindustriais com diferentes fontes de carbono, totalizando seis tratamentos: substrato comercial (SC); substrato orgânico à base de algodão (SA); substrato orgânico à base de bagaço de cana-de-açúcar (SB); substrato orgânico à base de capim-napier (SN); substrato orgânico à base de poda de árvores (SP) e substrato orgânico à base de serragem (SS). Foram determinadas as características químicas e físicas dos substratos em condições de laboratório. Foram realizados dois experimentos: o primeiro em laboratório seguindo um delineamento inteiramente casualizado, no qual foram avaliados os seguintes parâmetros de emergência de plântulas de angico-vermelho: frequência relativa de emergência, sincronização de emergência, índice de velocidade de emergência, tempo médio de emergência e atividade das enzimas antioxidantes das plântulas de angico-vermelho. O segundo experimento foi realizado em casa de vegetação e seguiu um delineamento em blocos casualizados. Foram registrados o crescimento inicial pela avaliação mensal da altura, o diâmetro do caule e o número de folíolos das mudas de angico-vermelho. Ao final de 120 dias foram avaliados: a massa seca da raiz, a massa seca da parte aérea, o índice de qualidade de Dickson, o teor de nutrientes das mudas de angico-vermelho, a atividade enzimática e o dano de membrana das mudas de angico-vermelho. De maneira geral, o substrato comercial apresentou os melhores resultados na emergência das plântulas de angico-vermelho, porém, ao longo do crescimento, os substratos orgânicos alternativos apresentaram vantagens sobre o substrato comercial no desenvolvimento final das mudas de angico-vermelho. Os substratos orgânicos à base de algodão e capim-napier proporcionaram baixa porcentagem de emergência das plântulas de angico-vermelho, além dos menores valores de comprimento de raiz e parte aérea e maior atividade da enzima peroxidase nas mudas de angico-vermelho. Esse resultado demonstra que ocorreu estresse oxidativo e que a atividade das enzimas de reparo não foi eficiente contra os danos ocasionados pelos substratos. Já os substratos orgânicos à base de bagaço de cana e serragem apresentaram os melhores resultados na emergência de plântulas e no desenvolvimento de mudas de angico-vermelho e proporcionaram os melhores valores de índice de qualidade de mudas de Dickson. Diante dos resultados, é possível afirmar que os substratos orgânicos formulados pela compostagem com diferentes fontes de carbono afetaram de maneira diferenciada a atividade das enzimas antioxidativas das mudas de angico-vermelho. E substratos mais indicados para a produção de angico-vermelho são os substratos orgânicos à base de serragem e bagaço de cana-de-açúcar.
Abstract: The Parapiptadenia rigida is a native-tree species with fast natural regeneration, so, it has been recommended to mixed reforestation in degraded areas. The seedlings’ availability of native species in nurseries is fundamental to their management in projects of environmental recovery. The quality of nursery seedlings depends on factors such as substrate application with good quality. Organic compounds have been tested as alternative substrates for a sustainable cropping yield, to reuse organic wastes and minimize the environmental impacts. Thus, the present study aimed at evaluating the substrate influence on antioxidant enzymatic activity, for both seedlings’ emergence and initial growth of angico-red seedlings (Parapiptadenia rigida). The substrates were formulated from the composting of agroindustrial wastes with different carbon sources, totaling six treatments: commercial substrate (control); Organic cotton-based substrate; Organic substrate based on sugarcane bagasse; Organic substrate based on Napier grass; Organic substrate based on pruning of trees and organic substrate based on sawdust. The chemical and physical determinations of the studied substrates were carried out under laboratory conditions. Two trials were carried out, the first one in the laboratory, completely randomized, whose following evaluated emergence parameters of angico-red seedlings were: relative emergence frequency, emergency synchronization, emergence speed index, mean emergence time and the activity of antioxidant enzymes of angico-red seedlings. The second experiment was carried out in a greenhouse, following a design of randomized blocks. The following data of initial growth were monthly evaluated: height, stalk diameter and number of leaflets in angico-red seedlings. Root dry mass, aerial part dry mass, Dickson quality index, nutrient content, enzymatic activity and membrane damage of angico-red seedlings were recorded by the end of 120 days. Finally, the commercial substrate presented the best results for angico-red seedlings’ emergence, but during their growth, the alternative organic substrates showed advantages over the commercial one in the final development of angico-red seedlings. The organic substrates based on cotton and Napier grass provided a low percentage of emergence of angico-red seedlings, as well as the lowest root and shoot length answers, and the highest activity of peroxidase enzyme. This result has shown that an oxidative stress had occurred and the activity of repair enzymes was not enough when compared to the damages caused by the substrates. On the other hand, the organic substrates based on cane bagasse and sawdust showed the best results in emergence and development of angico-red seedlings. They also provided the highest values of Dickson`s seedlings quality index. According to these results, it is possible to assert that the organic substrates formulated by the composting from different carbon sources affected in a different way antioxidative enzymes activity of angico-red seedlings. And that the best indicated substrates to produce angico-red are based on sawdust and sugarcane bagasse.
Keywords: Angico-vermelho
Compostagem
Enzimas antioxidantes
Leguminosae
Angico-red
Compost
Antioxidant enzymes
Leguminosae
CNPq areas: CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola
Campun: Cascavel
Citation: MARCON, Thaís Regina. Atividade antioxidante na emergência e crescimento inicial de mudas de parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan em substratos alternativos com diferentes fontes de carbono. 2017. 83 f. Tese (Doutorado - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3089
Issue Date: 8-Feb-2017
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia Agrícola (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thaís_Marcon2017.pdf1.29 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.