Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3088
Tipo do documento: Dissertação
Title: Relacionamento ambiental e percepção de risco de desastres em crianças (10-12 anos) da cidade de Cascavel-PR
Other Titles: Environmental relationship and perception of risk of disasters in children (10-12 years) of the city of Cascavel-PR
Autor: Ames, Andressa Roseno 
Primeiro orientador: Fávero, Eveline
Primeiro membro da banca: Lindino, Terezinha Corrêa
Segundo membro da banca: Ribeiro, Ivano
Terceiro membro da banca: Barbosa, Claudia
Quarto membro da banca: Favero, Eveline
Resumo: O presente estudo teve como objetivo compreender como as crianças com idade entre 10-12 anos se relacionam com o ambiente e como percebem os diferentes riscos ambientais. Buscou ainda analisar se existe relação entre satisfação ambiental e atitudes ambientais, avaliar e comparar como as crianças percebem os riscos de desastres locais e outros riscos que afetam o planeta como um todo, bem como se existem diferenças por sexo no que diz respeito às atitudes ambientais.O estudo utiliza metodologia mista, tendo como técnicas de coleta de dados o questionário e o grupo focal. Foram utilizados os seguintes instrumentos no estudo quantitativo: a escala The 24 Risk Itens de Slimak e Dietz (2006) reduzida para 13 itens; a Escala de Atitudes Ambientais para Crianças (Galli, 2014; Leeming & Dwyer 1995); A Escala Infantil de Satisfação com o Ambiente (EISA) de Galli (2014) e uma escala ad hoc que avaliou a Percepção de Risco de Exposição à Desastres (EPRED). O grupo focal teve como temas norteadores os problemas ambientais, percepção de risco de desastres, satisfação ambiental e atitudes ambientais. Participaram do estudo quantitativo 886 crianças, sendo 478 (54%) do sexo feminino e 405 (46%) do sexo masculino, com média de idade de 10,66 anos (DP=0,62). Os dados quantitativos foram analisados por meio de técnicas de estatística descritiva e multivariada (análise fatorial, correlação, regressão linear, teste t para amostras independente e dependentes), com o auxílio do Statistical Package for Social Sciences (SPSS, v. 23.0). Do estudo qualitativo, participaram 24 alunos, sendo sete do sexo feminino e dezessete do sexo masculino. Todos os estudantes cursavam o sexto ano do ensino fundamental da rede pública de Cascavel-PR. Os dados qualitativos foram analisados através do método de Análise de Conteúdo. Os resultados obtidos indicaram que as atitudes ambientais exercem influência na satisfação ambiental das crianças. Por sua vez, quanto maior a percepção de risco de desastres, menor a satisfação ambiental da criança. As crianças do sexo feminino apresentaram maiores médias nas atitudes ambientais quando comparadas às do sexo masculino, sendo que essas diferenças foram significativas nas variáveis “Desliga a água da pia quando escova seus dentes para economizar água” e “Pede para sua família reciclar algumas das coisas que vocês usam”. O estudo mostrou que as crianças possuem maiores médias na percepção sobre a importância dos riscos relacionados ao contexto global do que local e que essa percepção sobre a importância dos riscos globais prediz atitudes ambientais.
Abstract: The present study aimed to understand how children aged 10-12 years old get involved with the environment and how they perceive the different environmental risks. It also sought to analyze if there is a relationship between environmental satisfaction and environmental attitudes, to evaluate and compare how children perceive the risks of local disasters and other risks that affect the planet as a whole, as well as whether there are differences by sex with regard to environmental attitudes. The study used a mixed methodology, using as data collection techniques the questionnaire and the focus group. The following instruments were used in the quantitative study: the scale The 24 Risk Items of Slimak and Dietz (2006) reduced to 13 items; The Environmental Attitudes Scale for Children (Galli, 2014; Leeming & Dwyer 1995); The Children's Scale of Environmental Satisfaction (CSES) of Galli (2014), and an ad hoc scale that assessed the Perception of Disaster Risk Exposure (PDRE). The focus group has emphasized issues such as environmental problems, disaster risk perception, environmental satisfaction and environmental attitudes. 886 children participated in the quantitative study, of which 478 (54%) were female and 405 (46%) were males, with an average age of 10.66 years (SD = 0.62). Quantitative data were analyzed using descriptive and multivariate statistical techniques (factorial analysis, correlation, linear regression, t-test for independent and dependent samples), with the assistance of Statistical Package for Social Sciences (SPSS, v. 23.0). Twenty-four students participated in the qualitative study, seven of them female and seventeen male, all of them students of the sixth grade of the public school in Cascavel-PR. Qualitative data were analyzed using the Content Analysis method. The results indicated that environmental attitudes influence the environmental satisfaction of children. In turn, the greater the perception of disaster risk, the lower the environmental satisfaction of the child. Female children had higher mean environmental attitudes when compared to males, and these differences were significant in the variables "Turn off water from the sink when brushing your teeth to save water" and "Close the refrigerator door while deciding what to catch". The study showed that children have higher averages in the perception about the importance of risks related to the global context than local and that this perception about the importance of global risks predicts environmental attitudes.
Keywords: Relação pessoa-ambiente
Satisfação ambiental
Atitudes ambientais
Percepção de risco
Relationship between person and environment
Environmental satisfaction
Environmental attitudes
Risk perception
CNPq areas: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Engenharias e Ciências Exatas
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
Campun: Toledo
Citation: AMES, Andressa Roseno. Relacionamento ambiental e percepção de risco de desastres em crianças (10-12 anos) da cidade de Cascavel-PR. 2017. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3088
Issue Date: 23-Feb-2017
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andressa_R_Ames_2017.pdf2.07 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.