Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2965
Tipo do documento: Dissertação
Title: Avaliação da atividade de micocinas livres e imobilizadas obtidas de Wickerhamomyces anomalus frente a coliformes fecais
Other Titles: Evaluation of the activity free and immobilized mycocins obtained from Wickerhamomyces anomalus against fecal coliforms
Autor: Persel, Cristiane 
Primeiro orientador: Gandra, Rinaldo Ferreira
Primeiro membro da banca: Gandra, Rinaldo Ferreira
Segundo membro da banca: Auler, Marcos Ereno
Terceiro membro da banca: Silva, José Luis da Conceição
Resumo: Wickerhamomyces anomalus é uma levedura produtora de micocinas, estas substâncias são glicoproteínas secretadas por algumas leveduras e possuem ação antimicrobiana com amplo espectro de atividade. Escherichia coli é a bactéria predominante do grupo de coliformes, sua presença na água indica contaminação fecal, sendo utilizada como indicador em análises microbiológicas de água. Apesar de pertencer à microbiota humana e animal pode ser patogênica, causando diversos tipos de infecções. A imobilização de células e substâncias demonstra grande potencial de aplicação biotecnológica em diversas áreas. Desta maneira, este trabalho objetivou avaliar a atividade de micocinas livres e imobilizadas, obtidas de W. anomalus, frente às cepas de E. coli e coliformes fecais. Utilizou-se o método de microdiluição em caldo para avaliar a ação das micocinas livres, em diferentes diluições, frente a 45 cepas multirresistentes de E. coli isoladas de amostras clínicas. As micocinas foram imobilizadas em diferentes concentrações de alginato de sódio e cloreto de cálcio, e testadas para verificar a atividade antimicrobiana frente à cepa de E. coli ATCC25922 e coliformes fecais presentes em amostras de água contaminadas com fezes. As micocinas foram capazes de inibir todas as cepas utilizadas na microdiluição em caldo, sendo que 100% das cepas foram inibidas pelas micocinas utilizadas puras e, mesmo diluídas, as micocinas apresentaram ação inibitória, a diluição de 1:2 inibiu 78,2% das cepas de E. coli multirresistentes. A concentração de alginato de sódio influenciou no formato dos grânulos obtidos na imobilização, resultado não observado ao variar a concentração de cloreto de cálcio. As micocinas imobilizadas com alginato de sódio a 2% e CaCl2 0,2 mol/L apresentaram melhor atividade antimicrobiana frente à cepa de E. coli ATCC25922. Os coliformes fecais foram inibidos pelas micocinas imobilizadas após 48h de incubação. Em síntese, neste estudo, as micocinas foram hábeis em inibir E. coli e coliformes presentes em amostras de água contaminada com fezes. Considerando a problemática de cepas multirresistentes a antibióticos e a necessidade de novas alternativas para melhorar a qualidade da água e efluentes de esgoto, tais resultados demonstram uma possível aplicação como alternativa para agente antimicrobiano.
Abstract: Wickerhamomyces anomalus is mycocin-producing yeast, these substances are glycoproteins secreted by some yeasts and have antimicrobial action with broad spectrum of activity. Escherichia coli is the predominant bacterium of the coliform group, its presence in the water indicates fecal contamination, being used as indicator in microbiological analyzes of water. Although belonging to the human and animal microbiota can be pathogenic, causing various types of infections. The immobilization of cells and substances shows great potential of biotechnological application in several areas. In this way, this work aimed to evaluate the activity of free and immobilized mycocins, obtained from W. anomalus, against strains of E. coli and fecal coliforms. The broth microdilution method was used to evaluate the action of the free mycocins, in different dilutions, against 45 multiresistant strains of E. coli isolated from clinical samples. Mycocins were immobilized at different concentrations of sodium alginate and calcium chloride and tested for antimicrobial activity against E. coli strain ATCC25922 and fecal coliforms present in fecal contaminated water samples. The free mycocins were able to inhibit all the strains used in the broth microdilution, with 100% of the strains being inhibited by the pure used mycocins and, even when diluted, the mycocins showed an inhibitory action, the dilution of 1:2 inhibited 78.2% of the multiresistant strains of E. coli. The concentration of sodium alginate influenced the shape of the granules obtained in immobilization, a result not observed when the calcium chloride concentration varied. The mycocins immobilized with 2% sodium alginate and 0.2 mol/L CaCl2 showed better antimicrobial activity against E. coli strain ATCC25922. Fecal coliforms were inhibited by immobilized mycocins after 48h of incubation. In summary, in this study, mycocins were able to inhibit E. coli and coliforms present in samples of water contaminated with feces. Considering the problem of multiresistant strains of antibiotics and the need for new alternatives to improve water quality and sewage effluents, these results demonstrate a possible application as an alternative to antimicrobial agents.
Keywords: W. anomalus
Micocinas
Imobilização
E. coli
Alginato de sódio
CNPq areas: CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Médicas e Farmacêuticas
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Campun: Cascavel
Citation: PERSEL, Cristiane. Avaliação da atividade de micocinas livres e imobilizadas obtidas de Wickerhamomyces anomalus frente a coliformes fecais. 2017. 53 f. Dissertação(Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2965
Issue Date: 3-Feb-2017
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Farmacêuticas (CVL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
cristiane Persel.pdf944.04 kBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons