Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2344
Tipo do documento: Dissertação
Title: Um estudo descritivo sobre as manifestações da ambiguidade lexical em Libras.
Other Titles: A descriptive study on the manifestations of lexical ambiguity in LIBRAS.
Autor: Martins, Tânia Aparecida 
Primeiro orientador: Bidarra, Jorge
Resumo: Esta dissertação objetiva realizar um estudo descritivo acerca da ambiguidade lexical na Língua Brasileira de Sinais Libras por meio de investigações na literatura especializada, culminando com a construção de um corpus com itens lexicais ambíguos lematizados, respectivamente em dois dicionários bilíngues: O dicionário da Língua Brasileira de Sinais/LIBRAS versão 2.0, 2008 (digital) e o Dicionário Enciclopédico Ilustrado Trilíngue Novo Deit-Libras (2012). Para os estudos gerais sobre o assunto, tomamos como base a semântica lexical estruturalista baseada em trabalhos de pesquisadores, dentre outros, Ullmann (1964), Saussure (1987), Câmara Jr (2002) e Silva (2006). Apoiando-nos também em Emmorey (2002), Johnston & Schembri (2007), Ferreira Brito (1995) e Quadros e Karnopp (2004), traçamos critérios que subsidiaram os levantamentos dos dados para os registros e análises. Este estudo foi conduzido por um conjunto de questões das quais incluem nossa preocupação em saber como a ambiguidade lexical se manifesta na Libras; como os utentes dessa língua lidam com esse tipo de situação; quais efeitos esse tipo de fenômeno acarreta na compreensão do surdo e ainda que competências e habilidades os surdos desenvolvem ou precisam desenvolver para clarificar ao máximo os signos ambíguos. À luz da literatura especializada com estudos sobre significados e sentidos de palavras, assumimos que a ambiguidade lexical é ocasionada quando um signo/palavra sustenta dois ou mais significados/sentidos, quando expostos ao contexto. A partir do critério geral de distinção entre polissemia e homonímia, observamos que em Libras, diferentemente da Língua Portuguesa, a ambiguidade lexical pode se manifestar de três formas distintas: (i) pela homonímia; (ii) pela polissemia; e (iii) pelo conhecimento de mundo e determinantes evocativos (religiosos, culturais e outros). Consideramos homonímia a situação em que os significados de uma mesma palavra não mantêm entre si qualquer tipo de relacionamento semântico e polissemia quando os significados/sentidos admitidos pela palavra/signo encontram pontos de contato semânticos. O signo representivo para SEXTA-FEIRA e PEIXE, a título de exemplo, embora semanticamente não relacionados entre si, faz parte de um conjunto significativo de outros signos em que o mesmo acontece. Por estarem relacionados de algum modo, chamamos de traços evocativos, não podendo classificá-los como casos de homonímia e tampouco, polissemia. Desse modo, criamos um terceiro tipo de ambiguidade. Quando se estuda ambiguidade lexical, em geral, alguns autores preconizam que, de fato, ela não existiria, tendo em vista os recursos disponíveis na língua, os marcadores, tais como: referentes no espaço enunciativo, expressões não manuais e outros, seriam suficientes para desambiguá-los. Todavia, para muitos casos apresentados e analisados ao longo do trabalho, observamos que, embora útil, eles não são capazes de resolver ou clarificar todos os itens ambíguos.
Abstract: This essay has the aim to fulfill a descriptive study regarding the lexical ambiguity of the Brazilian Sign Language Libras through the investigation of the specialty literature, culminating with the construction of a data with ambiguous lexical items containing, respectively in two dictionaries considered bilingual: The dictionary of the Brazilian Sign Language/Libras version 2.0, 2008 (digital) and the The New Deit-Libras Trilingual Illustrated Encyclopedic Dictionary (2012). To the general studies about this subject, it was regarded the basis of the structuralist semantics founded in researches of investigators, some of them were: Ullmann (1964), Saussure (1987), Câmara Jr (1970) and Silva (2006). Based also in Emmorey (2002), Johnston & Schembri (2007), Ferreira Brito (1995) and Quadros & Karnopp (2004), the criteria that would found the setting of data was established so that the records and analysis were made. This study was conducted by a collection of questions that include our concern to know how the lexical ambiguity that is shown in Libras; how the users of this language deal with this kind of situation, which effects this phenomenon causes in the comprehension of the deaf and yet what competences and abilities the deaf develop or need to develop to clarify mostly the sings that are lexically ambiguous. In the bias of the specialized literature regarding the studies of the meanings and the significations of the words, it´s assumed that the lexical ambiguity is caused when a sign/word has two or more meanings/significations, when comparing the contexts. Through the general distinction between polysemy and homonymy, it was concluded that in Libras, differently from the Portuguese Language, the lexical ambiguity can be shown in three different forms: (i) through the homonymy; (ii) through the polysemy; and through the world knowledge and determining evocative (religious, cultural, social and others). This way, homonymy is considered the situation in which the meanings of the same word don´t show any semantic relation and polysemy when the meanings/significations admitted by a word/sing meet the points of a semantic contact. The representative meaning of FRIDAY and FISH, for instance, although semantically not related, are part of a meaningful group of others signs that the same effect occurs. We call them evocative traces (traces determined by relations either religious or cultural or others), we couldn t classify them as cases of homonymy, neither polysemy. Thus, we created a third kind of ambiguity. When the phenomenon of the lexical ambiguity is analyzed, in general, some authors will say that, in fact, the marks of the available resources of the language (the marks, such as, the references of the enunciatively space, the alteration of the movement of the hands or the other expressions), they would be enough to differ them. Anyway, many cases and analyzed this study, it could be observed that, even being useful, they are not able to solve or clarify all the ambiguous items.
Keywords: Ambiguidade lexical
Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS
Sinais ambíguos
Descrição e análise
Lexical ambiguity
Brazilian Sign Language - LIBRAS
Ambiguous signs
Description and analysis
CNPq areas: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Linguagem e Sociedade
Program: Programa de Pós-Graduação "Stricto Sensu" em Letras
Citation: MARTINS, Tânia Aparecida. A descriptive study on the manifestations of lexical ambiguity in LIBRAS.. 2013. 159 f. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Sociedade) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Cascavel, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2344
Issue Date: 1-Mar-2013
Appears in Collections:Mestrado em Letras (CVL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tania.pdf6.17 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.