Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/682
Tipo do documento: Dissertação
Title: Sanidade de populações de macaco-prego Sapajus nigritus (Goldfuss 1809) em fragmentos de floresta atlântica do sul do Brasil
Autor: Delgado, Luís Eduardo da Silveira 
Primeiro orientador: Mikich, Sandra Bos
Resumo: A avaliação das variáveis abióticas e bióticas pode prover informações para o entendimento da estrutura e do funcionamento dos sistemas lóticos. O rio Iguaçu é considerado de grande porte e, portanto, com condições de desenvolver o plâncton verdadeiro. As análises da variação da composição e estrutura da comunidade de diatomáceas em relação às variáveis abióticas foram realizadas com o objetivo de qualificar a água em estações a montante (E1) e a jusante (E2) das cataratas do rio Iguaçu, ao longo de um ciclo anual. A estação de amostragem E1 foi classificada como oligotrófica à mesotrófica, e a jusante (E2) de ultraoligotrófica a oligotrófica. Um total de 98 espécies de diatomáceas distribuídas entre 39 gêneros foi registrado, não apresentando espécies dominantes, mas 36 espécies abundantes. Foi observado temporalmente mudança na composição. No final do período seco observou-se um pico para as espécies da classe Bacillariophyceae, pela recuperação de nutrientes e pela elevada transparência. Já no período chuvoso, pela elevada pluviosidade, gerou um processo decorrente com maior turbulência e turbidez, exercendo um papel significativo na composição voltada para a classe Coscinodiscophyceae. A composição das espécies foi temporalmente heterogênea, mas com estrutura similar entre as estações. A diversidade de diatomáceas foi alta, pela presença de muitas espécies raras de origem perifítica e uma comunidade de diatomáceas planctônicas com maior densidade, mas pouco diversa, como é característico de rios devido à dinâmica física do ambiente e a escassez dos nutrientes, característica adquirida pela descontinuidade do rio
Abstract: he evaluation of biotic and abiotic variables can provide information to understand the structure and function of lotic systems. The Iguassu River is considered a large river and, therefore, able to develop true plankton. The analysis of the variation in composition and community structure of diatoms in relation to abiotic variables were performed with the purpose of qualify the water at stations upstream (E1) and downstream (E2) from the Iguassu s waterfalls, along an annual cycle. The E1 station was defined as oligotrophic to mesotrophic and E2 as oligotrophic to ultraoligotrophic. A total of 98 species of diatoms, distributed among 39 genera, were recorded, showing no dominant species, but 36 abundant species. Temporally changes were observed in the composition. At the end of the dry season was observed an increase in species of the class Bacillariophyceae, because the recovery of nutrients and high transparency of the water. During the rainy period, due the turbulence and turbidity of the water, the class Coscinodiscophyceae played a significant role in the composition of the system. The species composition was temporally heterogeneous, but with similar structure between stations. The diversity of diatoms was high, because of the presence of many rare periphyton diatoms and a community of planktonic diatoms with higher density, but less diverse. This is characteristic of rivers due to the physical dynamics of the environment and shortage of nutrients, characteristic acquired by the discontinuity the river
Keywords: Escassez de nutrientes
Índice trófico
Sul do Brasil
Nutrient shortage
Southern Brazil
Trophic index
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Conservação e Manejo de Recursos Naturais
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Conservação e Manejo de Recursos Naturais
Citation: DELGADO, Luís Eduardo da Silveira. Sanidade de populações de macaco-prego Sapajus nigritus (Goldfuss 1809) em fragmentos de floresta atlântica do sul do Brasil. 2013. 86 f. Dissertação (Mestrado em Conservação e Manejo de Recursos Naturais) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Cascavel, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/682
Issue Date: 18-Jun-2013
Appears in Collections:Mestrado em Conservação e Manejo de Recursos Naturais (CVL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
luiz eduardo.pdf943.01 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.