Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4544
Tipo do documento: Dissertação
Title: O papel do Brasil no comércio internacional de água virtual: uma análise insumo-produto
Other Titles: The role of Brazil in the international trade of virtual water: an input-output analysis
Autor: Bergmann, Ana Claudia 
Primeiro orientador: Gonçalves Junior, Carlos Alberto
Primeiro membro da banca: Gonçaves Júnior, Carlos Alberto
Segundo membro da banca: Staduto, Jefferson Andronio Ramundo
Terceiro membro da banca: Visentin, Jaqueline Coelho
Resumo: Diante da importância da água na sobrevivência de seres vivos e ecossistemas, e no desenvolvimento econômico das nações, destaca-se a necessidade em compreender sua situação de oferta e demanda e entender o papel das relações comerciais internacionais, as quais explicam a dependência por recursos hídricos entre os países. O termo água virtual está relacionado com a quantidade de água embutida no processo de produção de um bem ou serviço e pode estar relacionada ao suprimento e à necessidade de um país, levando-se ao questionamento acerca do quanto de água uma nação é capaz de economizar, em termos de recursos nacionais, se importar um produto ao invés de produzi-lo. Compreendendo que a indústria de alimentos do Brasil se destaca e garante ao país o título de segundo maior exportador agrícola do mundo e entendendo que o setor agrícola é o que possui maior demanda por recursos hídricos, o presente trabalho investigou a interdependência existente entre o Brasil e os demais países no que se refere à quantidade de água embutida nos produtos importados e exportados, ou seja, no fluxo de água virtual. Por meio da adaptação do método de extração hipotética proposto por Los et al. (2016) e das bases de dados de matriz insumo produto mundiais e as contas ambientais de 1995 a 2009, fornecidas pela World Input-Output, verificou-se que, de forma geral, as exportações brasileiras de água virtual doméstica azul, cinza e verde estão na proporção média aproximada de 12; 7 e 129 bilhões de m³ ao ano, respectivamente. Enquanto que as importações brasileiras de água virtual doméstica azul, cinza e verde, dos países e blocos econômicos estudados, estão em média na ordem de 4; 3 e 16 bilhões de m³, respectivamente. As comparações indicam uma situação deficitária do Brasil, uma vez que exportam mais do que importam recursos hídricos embutidos em processos produtivos. Além disso, ao analisar as exportações do Brasil para seus principais parceiros econômicos observou-se uma relação média entre o valor agregado doméstico pelo volume de água virtual exportada na ordem de U$0,67/m³ para o período de 1995 a 2009. Enquanto que, ao comparar a relação entre o valor agregado doméstico e a água virtual gerada nas outras regiões estudadas devido às exportações para o Brasil, resultou-se em um custo médio de U$ 22,29/m³. Isso indica que a água virtual exportada pelo Brasil para as outras regiões custa, em termos de valor adicionado, em média, 33 vezes menos do que a água virtual exportada pelas outras regiões custa para o Brasil. Tal resultado se faz coerente com os tipos de produtos importados e exportados pelo Brasil.
Abstract: Water is essential in the survival of living beings and ecosystems, and for economic development, understanding its supply and demand and comprehending the international trade relations explain the dependence on water resources between countries. Therefore, the term virtual water is related to the amount of water required in the production of a good or a service. Also, virtual water is related to the needs of a nation, leading to questioning how much water a nation can save, in terms of national water, if import a product rather than producing it. Understanding that Brazil is the second largest agricultural exporter in the world and knowing that the agricultural sector requires the greatest demand for water resources, this study investigated the interdependence between Brazil and the other countries regarding the amount of domestic virtual water in imports and exports. By adapting the hypothetical extraction method proposed by Los et al. (2016) and the input-output tables with environmental accounts from 1995 to 2009 (WIOD, 2012), it was found that, in general, the average export of Brazilian domestic virtual water of blue, gray and green resources are 12, 7 and 129 billion m³ per year, respectively. On the other hand, the Brazilian average imports of domestic virtual water of blue, gray and green resources are 4, 3 and 16 billion m³ per year, respectively. Consequently, it indicates a deficit situation in Brazil, once the country exports more than imports water resources embedded in the products. In addition, the research analyzed the relation between the domestic value added of Brazil with the amount of exported virtual water, resulting in an average of U$ 0,67/m³ of water. Whereas, when comparing the relation between domestic value added of the other economic groups related to exports to Brazil, the virtual water average was U$ 22,29/m³. Finally, it indicates that the water resources embedded in the production processes of Brazilian products represents 33 time less in domestic value added that Brazil generates in other countries when related to the amount of virtual water imported by Brazil. The result consists with the types of products imported and exported by Brazil.
Keywords: Água virtual
Recursos hídricos
Insumo-produto
Virtual water
Water resources
Input-output table.
CNPq areas: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Sociais Aplicadas
Program: Programa de Pós-Graduação em Economia
Campun: Toledo
Citation: BERGMANN, Ana Claudia. O papel do Brasil no comércio internacional de água virtual: uma análise insumo-produto. 2019. 73 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4544
Issue Date: 6-Jun-2019
Appears in Collections:Mestrado em Economia (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana_Bergmann_2019.pdf1.3 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.