Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4434
Tipo do documento: Dissertação
Title: A territorialização da produção de fumo na mesorregião oeste do Paraná: sujeição da renda da terra e as formas de resistência do campesinato
Autor: Vicini, Jennifer Paola 
Primeiro orientador: Roos, Djoni
Primeiro membro da banca: Roos, Djoni
Segundo membro da banca: Zeneratti, Fábio Luiz
Terceiro membro da banca: Fabrini, João Edmilson
Resumo: A presente pesquisa busca analisar e compreender as contradições que envolvem a produção de tabaco na mesorregião Oeste do Paraná, sobretudo com o enfoque em 6 municípios os quais possuem maior produção sendo estes: São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Mercedes e Marechal Cândido Rondon. Neste recorte espacial questiona-se a compreensão sobre um conjunto de contradições que tangem a agricultura camponesa e o capital. Procura-se pesquisar como o capitalismo se apropria de relações não capitalistas de produção para a acumulação, a monopolização capitalista do território camponês pelo sistema de integração e as estratégias de existência e resistência que os camponeses desenvolvem diante da subordinação e sujeição da renda da terra á que estão submetidos nesta relação de produção de tabaco, bem como os efeitos econômicos e morais da cadeia produtiva do fumo. Nesse sentido, é feito também uma discussão para a compreensão teórica do conceito de camponês, para ressaltar e justificar a importância da utilização do mesmo, além de contextualizar as contradições existentes no que tange a expansão do capitalismo no campo a partir do termo, agronegócio e agricultura familiar. Sendo assim, é importante compreender as contradições que existem na produção de fumo, sobretudo os motivos pelos quais ocorre na pequena propriedade. Nesse contexto é relevante ainda abranger como cada vez mais acontece uma concentração fundiária no campo, bem como através desta pesquisa desvendar os laços intrínsecos à integração da agricultura e indústria nas pequenas propriedades para o cultivo do tabaco haja vista que são várias as contradições que giram em torno do capitalismo, primordialmente, quando esse se insere no campo e exclui o camponês, ou então, o subordina para garantir sua reprodução ampliada. Assim, objetivou-se compreender a territorialização da produção de fumo na mencionada região, bem como, entender o contexto que leva os camponeses a aderirem pelo cultivo de tabaco e os desdobramentos contraditórios neste processo.
Abstract: The present research seeks to analyze and understand the contradictions involved in the production of tobacco in the western mesoregion of Paraná, especially with the focus on 6 municipalities, which have the highest production: São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Mercedes and Marechal Cândido Rondon. In this spatial clipping, one questions the understanding about a set of contradictions that touches peasant agriculture and capital. It seeks to investigate how capitalism appropriates non-capitalist relations of production for the accumulation, the capitalist monopolization of peasant territory by the system of integration and the strategies of existence and resistance that the peasants develop before the subordination and subjection of the income of the land to which are subject to this relationship of tobacco production, as well as the economic and moral effects of the tobacco production chain. In this sense, a discussion is also made for the theoretical understanding of the peasant concept, in order to emphasize and justify the importance of its use, as well as to contextualize the existing contradictions regarding the expansion of capitalism in the countryside from the term, agribusiness and family farming. Therefore, it is important to understand the contradictions that exist in the production of tobacco, especially the reasons why it occurs on small property. In this context, it is still important to cover how land concentration in the field is increasingly happening, as well as through this research to unveil the intrinsic links to the integration of agriculture and industry in the small properties for tobacco cultivation, given that there are several contradictions that revolve around capitalism, primarily, when it enters the countryside and excludes the peasantry, or subordinates it to ensure its expanded reproduction. Thus, the objective was to understand the territorialization of tobacco production in this region, as well as to understand the context that leads peasants to adhere to tobacco cultivation and the contradictory developments in this process.
Keywords: Tabaco
Campesinato
Capital
Subordinação
Resistência
CNPq areas: CIÊNCIAS HUMANAS:GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas, Educação e Letras
Program: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: VICINI, Jennifer Paola. A territorialização da produção de fumo na mesorregião oeste do Paraná: sujeição da renda da terra e as formas de resistência do campesinato. 2019. 230 f. Dissertação ( Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4434
Issue Date: 9-May-2019
Appears in Collections:Mestrado em Geografia (MCR)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jennifer_Vicini_2019.pdf3.38 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons