Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4128
Tipo do documento: Dissertação
Title: Extração e caracterização de óleo de vísceras de rã-touro (Rana catesbeiana)
Other Titles: Extraction and characterization of bullfrog oil viscera (Rana catesbeiana)
Autor: Perina, Henrique Alipio 
Primeiro orientador: Fiorese, Monica Lady
Primeiro coorientador: Borba, Carlos Eduardo
Primeiro membro da banca: Fiorese, Mônica Lady
Segundo membro da banca: Scheufele, Fabiano Bisinela
Terceiro membro da banca: Bariccatti, Reinaldo Aparecido
Resumo: O processamento da carne de rã-touro (Rana catesbeiana) produz um resíduo chamado corpo gorduroso, rico em óleo e/ou gordura. Na extração de óleos vegetais e animais, tradicionalmente, são empregados métodos como a prensagem e/ou a utilização de solventes orgânicos, porém o método de extração com solventes apresenta diversos inconvenientes. Dentro deste contexto, este projeto de investigação tevee por objetivo caracterizar o corpo gorduroso, avaliar a influência da temperatura tanto na extração por prensagem quanto na extração supercrítica e por fim realizar a modelagem matemática do processo de extração supercrítica empregando um modelo fenomenológico. Na caracterização do corpo gorduroso o teor médio de umidade foi de 4,23%, teor de proteínas de 2,98%, teor de cinzas de 0,18% e um teor de lipídios de 92,52%. Empregando-se a extração mecânica obteve-se rendimentos entre 62,78% e 68,54% de óleo final. Ao passo que na extração supercrítica com dióxido de carbono obtiveram-se rendimentos de 17,24%, 31,78% e 52,61% de óleo final. O óleo obtido por extração mecânica apresentou valores de índice de acidez entre 2,32 a 2,86 KOH g-1 e valores de índice de peróxido entre 0,47 a 1,26 mEq kg-1. Os ensaios de viscosidade cinemática para as amostras obtidas por diferentes temperaturas de extração mecânica indicam que os óleos apresentam viscosidades cinemáticas similares, sugerindo que as composições também sejam similares. A técnica de espectroscopia por FT-IR sugeriu que os óleos obtidos por extração mecânica (40ºC) e por extração supercrítica (80ºC) apresentam espectros vibracionais similares. No que se refere à ácidos graxos observa-se que as diferentes técnicas empregadas de extração apresentaram composição similar, sendo esta de 75,5% de ácidos graxos insaturados e 24,5% de ácidos graxos saturados. A análise calorimétrica para avaliação da estabilidade oxidativa (EO) demostrou que o óleo extraído a 40ºC apresentou a melhor EO. Desta forma, este trabalho mostrou o potencial do corpo gorduroso como fonte de obtenção de óleo. As extrações por prensagem obtiveram rendimentos elevados e a temperatura do processo apresentou pouca influência. As extrações supercríticas empregando dióxido de carbono foram influenciadas diretamente pela temperatura e apresentaram rendimento inferior a extração por prensagem.
Abstract: The processing of bullfrog meat (Rana catesbeiana) produces a residue called fat body, rich in oil and/or fats. For the extraction of vegetable and animal oils the traditionally employed methods are pressing and/or the use of organic solvents, but the solvent extraction method has several drawbacks. In this sense, this research project aimed to characterize the fat body, to investigate the influence of temperature both in the press extraction as well as supercritical extraction. In the characterization of the fat body the observed average content of moisture was 4,23%, protein was 2,98%, ash was 0,18% and lipids was 92,52%. The extraction by pressing reached yields of 62.78% and 68.54% of final oil. The supercritical extraction with carbon dioxide achieved yields of 17.24%, 31.78% and 52.61% final oil. The observed acid value ranged between 2.32 and 2.86 KOH g-1. The peroxide values varied from 0.47 to 1.26 mEq kg-1. The fatty acid composition consisted of 75.5% of unsaturated fatty acids and 24.5% saturated fatty acids. The viscosity tests for oils obtained at different temperatures of mechanical extraction indicated that oils have a similar composition. The FTIR spectroscopy suggested that the oils obtained by both processes are similar. Calorimetric analysis was employed to evaluate the oxidative stability (OS), wherein that the extracted oil at 40°C presented the best OS. The obtained results evidence an alternative the potential of the fat body as a source of obtaining oil. Press extraction obtained high yields and was not influenced by the process temperature. On the contrary, the supercritical extraction using carbon dioxide was directly influenced by temperature and reached lower yields when compared to press extraction.
Keywords: Rã-touro
Óleos e gorduras
Extração mecânica .
Extração supercrítica
Bullfrog
Oils and fats
Press extraction
Supercritical extraction
CNPq areas: ENGENHARIA QUIMICA::PROCESSOS INDUSTRIAIS DE ENGENHARIA QUIMICA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Engenharias e Ciências Exatas
Program: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química
Campun: Toledo
Citation: PERINA, Henrique Alipio. Extração e caracterização de óleo de vísceras de rã-touro (Rana catesbeiana). 2016. 87 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4128
Issue Date: 26-Feb-2016
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Química (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Henrique_Perina_2016.pdf2.05 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.