Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3989
Tipo do documento: Tese
Title: Dissonâncias cognitivas regionais no desenvolvimento de uma economia do conhecimento na região oeste do Paraná
Other Titles: Regional cognitive dissonances in the development of a knowledge economy in the west region of Parana state (Brazil)
Autor: Colling, Marcel Augusto 
Primeiro orientador: Piffer, Moacir
Primeiro coorientador: Westeren, Knut Ingar
Primeiro membro da banca: Piffer, Moacir
Segundo membro da banca: Siedenberg, Dieter Rugard
Terceiro membro da banca: Santoyo, Alain Hernández
Quarto membro da banca: Rocha Junior, Weimar Freire da
Quinto membro da banca: Staduto, Jefferson Andronio Ramundo
Resumo: A economia comportamental recentemente vem ganhando mais espaço no meio acadêmico. As teorias pautadas na racionalidade dos atores têm dado lugar a estudos que contemplam seus sistemas cognitivos, formas de pensar e emoções. Nesse contexto, os recentes estudos na área da economia do conhecimento têm se aproximado do arcabouço comportamental para analisar a atuação e influência das instituições nas organizações e vice-versa. Ocorre que nas relações entre diferentes grupos em uma região, as cognições dos atores são suscetíveis a dissonâncias entre crenças e atitudes. Tais desequilíbrios são amenizados pela utilização de vieses cognitivos. A influência dessas dissonâncias e vieses nas relações entre grupos para o desenvolvimento regional é o tema tratado neste trabalho. Nessa perspectiva, o objetivo deste trabalho é analisar a influência e os impactos da dissonância cognitiva nas relações entre os atores locais dos grupos Governo, Universidade e Empresa na Região Oeste do Estado do Paraná tendo em vista a economia do conhecimento. A pergunta que se buscou responder é como esses processos cognitivos podem representar barreiras para uma compreensão mais ampla por parte dos grupos a respeito de seu papel na região em um contexto de desenvolvimento. A fim de responder a esses questionamentos, o presente trabalho se propôs a caracterizar a Região Oeste do Estado do Paraná e os municípios selecionados (Cascavel, Toledo, Foz do Iguaçu, Marechal Cândido Rondon, Palotina e Medianeira) de acordo com as abordagens relacionais da economia do conhecimento; pesquisar as crenças dos atores locais que representam governo, universidade e empresas com vistas à ocorrência de dissonâncias cognitivas entre crenças; estudar as atitudes de cada grupo de atores locais em relação aos aspectos relacionais abordados pela economia do conhecimento em termos de vieses cognitivos e subcategorias de dissonância; e explicar a redução ou eliminação da dissonância cognitiva e a utilização de heurísticas e vieses de maneira integrada por parte dos atores locais quando consideram as relações entre os diferentes grupos. A metodologia utilizada foi quantitativa e qualitativa. Inicialmente, foram levantados dados referentes ao Valor Adicionado Bruto; Quantidade de estabelecimentos por atividade; Quantidade de empregos por atividade; Despesas municipais por função; IDH; Total de universidades públicas; Quantidade de matrículas e de concluintes no ensino superior público; Associações formadas pelos grupos; Conselhos municipais. Em seguida, foram analisados dados obtidos por meio de questionários com os métodos de Análise de média, Correlações de Pearson e Regressão stepwise. O próximo passo foi a análise dos dados qualitativos levantados por entrevistas semiestruturadas utilizando análise de discurso de acordo com as subcategorias de dissonância cognitiva e vieses cognitivos. Por fim, os dados quantitativos e qualitativos foram comparados sistematicamente de acordo com as subcategorias de dissonância cognitiva e vieses cognitivos. Os resultados da pesquisa mostraram que, de fato, há uma série de barreiras cognitivas causadas pelas heurísticas e vieses presentes nos grupos. Tais barreiras os impedem de pensar em formas de inovação das instituições e do ambiente relacional para que o desenvolvimento da região Oeste do Paraná possa ser orientado para a economia do conhecimento.
Abstract: Behavioral economics has recently been gaining more space in academic studies. The theories based on the rationality of the actors have given place to studies that contemplate their cognitive systems, ways of thinking and emotions. In this context, recent studies in the area of knowledge economy have approached the behavioral framework to analyze the performance and influence of institutions in organizations and vice versa. It occurs that in the relations between different groups in a region, the cognitions of the actors are susceptible to dissonances between beliefs and attitudes. Such imbalances are mitigated by the use of cognitive biases. The influence of these dissonances and biases in the relations between groups in the regional development is the theme addressed in this work. In this perspective, the objective of this dissertation is to analyze the influence and impacts of cognitive dissonance in the relations between the groups of local actors represented by the Government, University and Companies in the Western Region of the State of Parana in view of the knowledge economy. The question that has been sought to answer is how these cognitive processes can represent barriers to a broader understanding by groups about their role in the region in a development context. In order to answer these questions, the present work has proposed to: characterize the Western Region of the State of Parana and the selected municipalities (Cascavel, Toledo, Foz do Iguaçu, Marechal Cândido Rondon, Palotina and Medianeira) according to the relational approaches of the knowledge economy; research the beliefs of local actors representing government, university, and business with a view to the occurrence of cognitive dissonances between beliefs; study the attitudes of each group of local actors regarding the relational aspects addressed by the knowledge economy in terms of cognitive biases and subcategories of dissonance; and explain the reduction or elimination of cognitive dissonance and the use of heuristics and biases in an integrated way by local actors when considering the relations between the different groups. The methodology used was quantitative and qualitative. Initially data were collected regarding Gross Added Value; Number of establishments per activity; Number of jobs per activity; Municipal expenses by function; HDI; Number of public universities; Number of enrollments and graduates in public higher education; Associations formed by groups; Municipal councils. Then, data obtained through questionnaires were analyzed using the methods of Mean Analysis, Pearson Correlations and Stepwise Regression. The next step was the analysis of qualitative data obtained by semi-structured interviews using discourse analysis according to subcategories of cognitive dissonance and cognitive bias. Finally, quantitative and qualitative data were systematically compared according to the subcategories of cognitive dissonance and cognitive bias. The research results showed that, in fact, there are a number of cognitive barriers caused by the heuristics and biases in the three groups. Such barriers prevent them from thinking about innovative ways of institutional action and relational environment so that it hinders the development of the West region of Parana oriented to the knowledge economy.
Keywords: Economia comportamental
Dissonância cognitiva
Heurísticas e vieses cognitivos
Inovação institucional
Economia do conhecimento
Desenvolvimento regional
Behavioral economics
Cognitive dissonance
Heuristics and cognitive biases
Iinstitutional innovation
Knowledge economy
Regional development
CNPq areas: CRESCIMENTO, FLUTUACOES E PLANEJAMENTO ECONOMICO::CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONOMICO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Sociais Aplicadas
Program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Campun: Toledo
Citation: COLLING, Marcel Augusto. Dissonâncias cognitivas regionais no desenvolvimento de uma economia do conhecimento na região oeste do Paraná. 2018. 311 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3989
Issue Date: 14-Aug-2018
Appears in Collections:Doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcel_Colling_2018.pdf3.16 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.