Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3862
Tipo do documento: Dissertação
Title: Ação do ácido salicílico nas características morfofisiológicas e bioquímicas em mudas de Schinus terebinthifolius Raddi. E Cedrela fissilis VELL.
Autor: Rocha, Maria Eunice Lima 
Primeiro orientador: Malavasi, Ubirajara Contro
Primeiro coorientador: Malavasi, Marlene de Matos
Primeiro membro da banca: Malavasi, Ubirajara Contro
Segundo membro da banca: Malavasi, Marlene de Matos
Terceiro membro da banca: Dranski, João Alexandre Lopes
Resumo: O estudo objetivou avaliar as alterações morfológicas e fisiológicas em mudas de Schinus terebinthifolius e Cedrela fissilis em resposta ao uso de ácido salicílico. Adicionalmente foi determinado as respostas bioquímicas quando mudas foram submetidas à deficiência hídrica, após a aplicação do regulador. A pesquisa foi realizada em duas etapas, inicialmente, doses de ácido salicílico (0, 100, 200 e 300 mg L-1) foram aplicadas em mudas de cedro e aroeira, semanalmente por 2 meses. Os parâmetros avaliados após a aplicação do ácido consistiram dos incrementos em altura, no diâmetro, massa de matéria seca de raízes e parte aérea, área foliar das mudas, perda de eletrólitos, teor de lignina nas raízes e caule, compostos fenólicos, pigmentos clorofilianos e trocas gasosas. Após esse período as mudas, com 7 meses de idade, anteriormente em tubetes foram transplantadas para vasos de 5 litros, preenchidos com uma mistura de solo local e húmus na proporção de 3:1 e submetidas a suspensão hídrica. O delineamento experimental foi arranjado em parcelas subdivididas e constituído de 4 doses de ácido salicílico, 4 tempos de estresse e 3 repetições. As avaliações realizadas constaram dos teores de nitrato, amônio livre, aminoácidos e proteínas solúveis totais, prolina, glicinabetaína, amido, carboidratos, sacarose, conteúdo relativo de água e pigmentos clorofilianos. Em mudas de Schinus terebinthifolius a dose de 300 mg L-1 resultou em maior equilíbrio entre parte aérea e sistema radicular. Para primeira parte do experimento, a altura, massa de matéria seca da parte aérea e raiz e área foliar reduziram, o diâmetro e o teor de lignina, no entanto, aumentaram em função da evolução das doses do ácido salicílico. Para as plantas de Cedrela fissilis, doses menores foram capazes de modificar características de qualidade de interesse, pois são mais sensíveis às variações do meio e, por isso, doses mais altas intensificaram o efeito do estresse. A dose de 300 mg L-1 do ácido salicílico aumentou os conteúdos de compostos fenólicos, perda de eletrólitos e lignina e por isso não seria recomendada, pois pode gerar desiquilíbrio no conteúdo celular. Nas mudas de Cedrela fissilis a dose de 200 mg L-1 resultou em maior fixação de CO2 por molécula de água perdida e neste sentido, o aumento nas doses de ácido salicílico melhorou a eficiência fotossintética, porém o aproveitamento de água foi menor. Assim, para ambas as espécies doses mais baixas são mais recomendadas, pois deve existir um equilíbrio entre a quantidade fixada de CO2, ou seja, quanto à planta gera de fotoassimilados e a quantidade de água perdida, a fim de não gerar um potencial negativo no metabolismo vegetal. Os metabolismos de nitrogênio e carbono foram modificados quando houve intensificação dos dias de estresse e aplicação de ácido salicílico, porém, das avaliações realizadas o CRA foi o maior influenciador da variação existente nos solutos compatíveis, pois a estratégia é equilibrar o conteúdo de água em função da alteração do componente osmótico das células.
Abstract: The study aimed to evaluate the morphological and physiological changes in seedlings of Schinus terebinthifolius and Cedrela fissilis in response to the use of salicylic acid. In addition, biochemical responses were determined when seedlings were submitted to water deficiency, after the application of the regulator. The research was performed in two stages, initially, doses of salicylic acid (0, 100, 200 and 300 mg L-1) were applied in cedar and aroeira seedlings, weekly for 2 months. The parameters evaluated after the application of the acid consisted of the increases in height, diameter, dry mass of roots and shoot, leaf area of the seedlings, loss of electrolytes, lignin content in roots and stem, phenolic compounds, chlorophyll pigments and gas exchange. After this period, the 7-month-old seedlings previously in tubes were transplanted into 5-liter pots, filled with a mixture of local soil and humus in the proportion of 3: 1 and submitted to water suspension. The experimental design was arranged in subdivided plots and consisted of 4 doses of salicylic acid (0, 100, 200 e 300 mg L-1), 4 times of stress (0, 4, 8 e 12 days) and 3 replicates. The evaluations were the contents of nitrate and free ammonium content, total soluble amino acids, proteins, proline, glycine betaine, starch, total soluble carbohydrates, sucrose, relative water content and chlorophyll pigment content. Nitrogen and carbon metabolism were altered as a function of days of stress and salicylic acid application, in addition, it was observed that CRA was the major influent of the variation in compatible solutes, based on the fact that, due to the imbalance the osmotically adjusts the cellular content. In Schinus terebinthifolius seedlings the 300 mg L-1 dose resulted in a higher balance between shoot and root system. For the first part of the experiment, the height, dry matter mass of shoot and root and leaf area reduced, the diameter and the lignin content, however, increased as the doses of salicylic acid evolved. Cedrela fissilis plants, smaller doses were able to alter quality characteristics of interest, because they are more intensely reduced in the middle and, therefore, higher doses intensify the effect of stress. The dose of 300 mg L-1 of salicylic acid increased the contents of phenolic compounds, loss of electrolytes and lignin and therefore would not be recommended as it may generate imbalance in cellular content. In the Cedrela fissilis seedlings the 200 mg L-1 dose resulted in higher CO2 fixation per molecule of water lost and in this sense, the increase in salicylic acid doses improved the photosynthetic efficiency, but the water use was lower. Therefore, for both species, lower doses are more recommended because there must be a balance between the fixed amount of CO2, that is, the plant generated photoassimilates and the amount of water lost, in order not to generate a negative potential in the plant metabolism. The nitrogen and carbon metabolism were modified when stress days intensified and salicylic acid was applied, but the CRA was the major influence of the variation in compatible solutes, since the strategy is to balance the water content in function of the osmotic component of the cells.
Keywords: Compostos fenólicos
Intensificação
Potencial
Qualidade
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: ROCHA, Maria Eunice Lima. Ação do ácido salicílico nas características morfofisiológicas e bioquímicas em mudas de Schinus terebinthifolius Raddi. E Cedrela fissilis VELL. 2018. 150 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3862
Issue Date: 28-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria_Rocha_20181.43 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons