Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3748
Tipo do documento: Dissertação
Title: Desempenho agronômico de cultivares de rúcula em cultivo de primavera e inverno sob sombreamento
Autor: Abade, Mayra Taniely Ribeiro 
Primeiro orientador: Klosowski, Élcio Silvério
Primeiro coorientador: Stangarlin, José Renato
Primeiro membro da banca: Klosowski, Élcio Silvério
Segundo membro da banca: Stangarlin, José Renato
Terceiro membro da banca: Viecelli, Clair Aparecida
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a morfometria, crescimento, fisiologia e composição química de duas cultivares de rúcula em quatro ambientes de cultivo (pleno sol, 30%, 50% e 70% de sombreamento) na primavera e inverno e em ambiente protegido na primavera. Os experimentos em ambiente de cultivo foram conduzidos em blocos ao acaso,com quatro repetições, enquanto que o conduzido em ambiente protegido contou com oito blocos. Na primavera e verão foram testados sombreamentos, nas cultivares de rúcula Folha Larga e Cultivada. Na primavera em casa de vegetação foram testadas três cultivares de rúcula (Folha Larga, Cultivada e Donatella). Os parâmetros analisados em todos os experimentos foram: área foliar; número de folhas; diâmetro do coleto e massa de matéria seca, também foi realizada análise de crescimento e determinação de pigmentos fotossintetizantes, e analise de qualidade no experimento de inverno. Os resultados do artigo I demonstram que o uso de sombreamento na cultura da rúcula só é benéfico até certo ponto, reduções bruscas de radiação solar afetam negativamente a morfologia, fisiologia e bioquímica da planta. No segundo artigo obteve-se que as cultivares de rúcula Folha Larga e Cultivada são agronomicamente mais eficientes que a cv. Donatella, nas condições estudadas, por apresentarem melhor desempenho quantitativo e qualitativo, além de melhores índices morfofisiológicos, quando cultivadas em ambiente protegido. Em determinados períodos a temperatura do ar foi maior que o limite da cultura, no entanto, não houve prejuízos ao crescimento do vegetal e à produção. No terceiro artigo teve-se que a morfometria da rúcula é influenciada pela quantidade de radiação a qual a planta é exposta, plantas cultivadas em ambientes mais sombreado (70%) apresentaram menores valores de área foliar, número de folhas, diâmetro do coleto, massa de matéria seca e altura. Plantas submetidas a maiores regimes de luz atingiram maiores taxa de crescimento absoluto, taxa de crescimento relativo, taxa de assimilação liquida e taxa de crescimento relativo da área foliar, quando comparadas a plantas submetidas a menores intensidades luminosas, as quais apresentaram maior razão de área foliar. Fatores ambientais como a luz, temperatura afetam sensivelmente a taxa de assimilação liquida, taxa de crescimento relativo, taxa de crescimento absoluto, destas plantas. Quanto à produção os resultados obtidos para pleno sol, 30% e 50% não diferiram estatisticamente entre si e foram satisfatórios, enquanto que 70% de sombreamento resultou em menores médias de produção. Para qualidade de plantas de rúcula demonstrada no quarto artigo, observou-se que a mesma é diretamente influenciada pelas condições ambientais e também varia dependendo da cultivar utilizada. Para cultivo de rúcula no inverno o ambiente que proporcionou plantas com melhores resultados de qualidade química foi 30% de sombreamento.
Abstract: The objective of this work was to evaluate the morphometry, growth, physiology and chemical composition of two arugula cultivars in four growing environments (full sun, 30%, 50% and 70% shading) in spring and winter and in protected environment in the spring . The experiments in culture environment were conducted in randomized blocks with four replicates, while the one conducted in a protected environment had eight blocks. In the spring and summer shades were tested, in the cultivars of Arugula Folha Larga and Cultivada. In the spring in a greenhouse, three cultivars of arugula (Folha Larga, Cultivada and Donatella) were tested. The parameters analyzed in all the experiments were: leaf area; number of leaves; diameter of the collection and mass of dry matter, was also performed growth analysis and determination of photosynthetic pigments, and quality analysis in the winter experiment. The results of article I demonstrate that the use of shading in arugula culture is only beneficial to some extent, abrupt reductions in solar radiation negatively affect plant morphology, physiology and biochemistry. In the second article it was obtained that the cultivars of Arugula Folha Larga and Cultivada are agronomically more efficient than the cv. Donatella, under the conditions studied, because they present better quantitative and qualitative performance, besides better morphophysiological indexes, when cultivated in a protected environment. At certain periods the air temperature was higher than the crop limit, however, there were no damages to the plant growth and production. In the third article, the arugula morphometry was influenced by the amount of radiation to which the plant is exposed; plants grown in more shaded environments (70%) had lower values of leaf area, leaf number, collection diameter, mass of dry matter and height. Plants submitted to higher light regimes reached higher absolute growth rate, relative growth rate, net assimilation rate and relative growth rate of leaf area, when compared to plants submitted to lower light intensities, which presented higher leaf area ratio. Environmental factors such as light, temperature significantly affect the net assimilation rate, relative growth rate, absolute growth rate, of these plants. Regarding production, the results obtained for full sun, 30% and 50% did not differ statistically from each other and were satisfactory, while 70% shading resulted in lower production averages. For the quality of arugula plants demonstrated in the fourth article, it was observed that it is directly influenced by environmental conditions and also varies depending on the cultivar used. For arugula cultivation in winter, the environment that provided plants with the best chemical quality results was 30% shading.
Keywords: Eruca sativa Miller
Análise de crescimento
Morfometria
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: ABADE, Mayra Taniely Ribeiro. Desempenho agronômico de cultivares de rúcula em cultivo de primavera e inverno sob sombreamento. 2018. 93 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3748
Issue Date: 27-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mayra_Abade_20181.69 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons