Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3720
Tipo do documento: Dissertação
Title: A hermenêutica fenomenológica na obra inicial de Heidegger
Other Titles: The phenomenological hermeneutics in Heidegger's early work
Autor: Onate, Neusa Maria Rudek 
Primeiro orientador: Kahlmeyer-Mertens, Roberto Saraiva
Primeiro membro da banca: Kahlmeyer-Mertens, Roberto Saraiva
Segundo membro da banca: Sá, Alexandre Guilherme Barroso de Matos Franco de
Terceiro membro da banca: Cardoso Neto, Libanio
Resumo: O objetivo deste trabalho é analisar como se torna possível uma investigação fenomenológica em Heidegger, o que implica num questionamento acerca da anterioridade da matéria e do conteúdo sensível do qual o próprio mundo é constituído. Como parâmetro desta análise, adotaremos uma linha conceitual e argumentativa de passagens presentes no conjunto selecionado dos textos iniciais da obra do filósofo, contemplando, sobretudo, as lições de Marburgo. A partir dos quais defenderemos que a fenomenologia é o como de uma investigação filosófica que, por sua vez, só é possível mediante uma via de acesso livre e direta. Tal via é, para Heidegger, a hermenêutica da faticidade. Ao desenvolver a hermenêutica enquanto método fenomenológico, Heidegger empreende a Abbau confrontando-se com os problemas conceituais inerentes à história da própria filosofia. Sob esta conjectura, pretendemos assinalar a abordagem do filósofo no tocante aos problemas metodológicos da fenomenologia de Husserl através das análises críticas efetuadas por Heidegger em relação às Investigações Lógicas e às Ideias I. A pesquisa visa apresentar elementos fundamentais para se compreender a trajetória do projeto filosófico de Heidegger no que tange à apropriação crítica dos conceitos fenomenológicos. Para tanto, o objetivo geral, concernente à presente pesquisa é: 1) Expor os aspectos centrais que compõem e tornam possível uma descrição originária do âmbito estrutural, portanto, da hermenêutica como um método fenomenológico. 2) Analisar o quanto este método investigativo pode ser considerado um acesso livre e direto para descrever tais estruturas. 3) Avaliar o quanto a fenomenologia de Husserl viabiliza a fenomenologia hermenêutica.
Abstract: The objective of this work is to analyze how a phenomenological investigation is possible in Heidegger, which implies a questioning about the anteriority of matter and the sensitive content of which the world itself is constituted. For Heidegger, the world can not be understood by all its objects, for they do not make up the world, but only from the world do objects come to be. As a parameter of this analysis, we will adopt a conceptual and argumentative line of passages present in the selected set of the initial texts of the philosopher's work, contemplating, above all, the lessons of Marburg. From which we will argue that phenomenology is that of a philosophical inquiry which, in turn, is only possible through a direct and free access, is, for Heidegger, the hermeneutics of fatigue. In developing hermeneutics as a phenomenological method, Heidegger establishes the Abbau by confronting the conceptual problems inherent in the history of philosophy itself. In this conjecture, we intend to point out the philosopher's confrontation with the methodological problems of Husserl's phenomenology through Heidegger's critical analyzes of Logical Investigations and Ideas I. The research aims to present fundamental elements to understand the trajectory of Heidegger's philosophical project in which refers to the critical appropriation of phenomenological concepts.To this end, the general objective of the present research is: 1) To expose the central aspects that make up and make possible an original description of the structural scope, therefore, of hermeneutics as a phenomenological method. 2) Analyze how this investigative method can be considered a free and direct access to describe such structures. 3) To evaluate how Husserl's phenomenology makes hermeneutic phenomenology feasible.
Keywords: Heidegger
Investigação fenomenológica
Intencionalidade
Indicação formal
Intuição categorial
Phenomenological investigation
Intentionality
Formal indication
Categorial intuition
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Sociais
Program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Campun: Toledo
Citation: ONATE, Neusa Maria Rudek. A hermenêutica fenomenológica na obra inicial de Heidegger. 2018. 161 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3720
Issue Date: 9-Mar-2018
Appears in Collections:Mestrado em Filosofia (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Neusa_Onate_2018.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.