Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3092
Tipo do documento: Dissertação
Title: Aspectos ecológicos e biotecnológicos das microalgas para conservação e preservação do Rio Toledo
Other Titles: Ecological and biotechnological aspects of microalgae for conservation and preservation of the Toledo River
Autor: Castro, Guilherme Miola de 
Primeiro orientador: Sébastien, Nyamien Yahaut
Primeiro coorientador: Lindino, Cleber Antonio
Primeiro membro da banca: Sébastien, Nyamien Yahaut
Segundo membro da banca: Lindino, Cleber Antônio
Terceiro membro da banca: Gomes, Luis Fernando Souza
Quarto membro da banca: Sanches, Paulo Vanderlei
Resumo: Este trabalho objetivou abordar aspectos ecológicos e biotecnológicos das microalgas para fins de preservação e conservação do Rio Toledo. O estudo foi realizado em cinco pontos no Rio Toledo, com coletas mensais de 300 mL de amostras, filtradas em redes de fitoplâncton de 20 μm de diâmetro, no período de julho/2015 a junho/2016. Foram identificados em nível de gênero a comunidade fitoplanctonica e a concentração de clorofila a. Os parâmetros abióticos pH, condutividade, turbidez, amônia, nitrito, nitrato, ortofosfato, fósforo total e, DBO assim que os Índices de Estado Trófico de Carlson modificado por Lamparelli e de Nygaard foram determinados. Na avaliação do crescimento das microalgas coletadas do Rio Toledo, foram utilizadas quatro cepas, sendo duas mistas (com dois ou mais gêneros) e duas isoladas de Chlorella sp, divididas em quatro tratamentos, todos no meio sintético BM, durante 18 dias com acompanhamento da cinética de crescimento e do pH a cada 2 dias. A qualidade da água do rio Toledo foi diretamente afetada pelas atividades urbanas no seu entorno, principalmente nos pontos P4 e P5. Foram identificados 41 gêneros de algas, divididos em 5 classes, 10 ordens e 20 famílias, com predominância das Chlorophyceae (44%). Espacialmente, o ponto P4 foi o mais representativo em número de gêneros com 28 táxons e, temporalmente, a estação verão apresentou 30 táxons, a maior dentre as quatro estações do ano. No IET de Lamparelli, o rio foi classificado como oligotrófico e, no de Nygaard de oligotrófico a mesotrófico. O crescimento das microalgas foi influenciado pelo número de gêneros presentes na cepa e pelo inóculo algal do cultivo. A cepa unialgal T4 apresentou a maior densidade celular máxima – DCM de 4960 x 105 cel mL-1 e a menor DCM foi registrada pelo cultivo misto T2 com 513 x 105 cel mL-1. O pH permaneceu em condição alcalina em grande parte do experimento, favorecendo a disponibilidade da fração de ortofosfato HPO4-. Nos aspectos ecológicos avaliados, a composição do fitoplâncton do Rio Toledo foi diretamente afetada pelas atividades antrópicas do seu entorno, principalmente no trecho urbano e não foi possível afirmar o real estado trófico do Rio Toledo, pelos dois modelos utilizarem metodologias completamente diferentes entre si, devendo ser testado um terceiro índice para confirmar o grau trófico do rio. Na biotecnologia, o crescimento dos cultivos não mistos foram maiores de que os mistos e o pH alcalino é a condição de cultivo mais adequada para o crescimento das microalgas analisados.
Abstract: This work aimed to address the ecological and biotechnological aspects of microalgae for the preservation and conservation of the Toledo River. The study was carried out in five points in the Toledo River, with monthly collections of 300 mL of samples, filtered in phytoplankton networks of 20 μm in diameter, from July / 2015 to June / 2016. The phytoplankton community and the concentration of chlorophyll a were identified at the genus level. The abiotic parameters pH, conductivity, turbidity, ammonia, nitrite, nitrate, orthophosphate, total phosphorus and, BOD as the Carlson Trophic State Indexes modified by Lamparelli and Nygaard were determined. In the evaluation of the growth of the microalgae collected from the Toledo River, four strains were used, two mixed (with two or more genera) and two isolates of Chlorella sp, divided into four treatments, all in the synthetic medium BM, during 18 days with monitoring of Kinetics of growth and pH every 2 days. The water quality of the Toledo river was directly affected by the urban activities in its surroundings, mainly in the points P4 and P5. 41 genera of algae were identified, divided into 5 classes, 10 orders and 20 families, with predominance of Chlorophyceae (44%). Spatially, point P4 was the most representative in number of genera with 28 taxa and, seasonally, the summer season presented 30 taxa, the largest of the four seasons of the year. In the IET of Lamparelli, the river was classified as oligotrophic and, in Nygaard from oligotrophic to mesotrophic. The growth of microalgae was influenced by the number of genera present in the strain and by the algal inoculum of the culture. The unialgal T4 strain had the highest maximum cell density - DCM of 4960 x 105 cells mL-1 and the lowest DCM was recorded by mixed T2 cultivation with 513 x 105 cells mL-1. The pH remained in alkaline condition in most of the experiment, favoring the availability of the HPO4- orthophosphate fraction. In the ecological aspects evaluated, the composition of the phytoplankton of the Toledo River was directly affected by the anthropic activities of its surroundings, mainly in the urban stretch and it was not possible to affirm the real trophic state of the Toledo River, by the two models using completely different methodologies, A third index should be tested to confirm the trophic degree of the river. In biotechnology, the growth of the non-mixed cultures was higher than the mixed ones and the alkaline pH is the most adequate cultivation condition for the growth of the analyzed microalgae.
Keywords: Fitoplâncton
Grau trófico
Crescimento algal
Oeste do Paraná
Phytoplankton
Trophic degree
Algal growth
West of Parana
CNPq areas: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Engenharias e Ciências Exatas
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
Campun: Toledo
Citation: CASTRO, Guilherme Miola de. Aspectos ecológicos e biotecnológicos das microalgas para conservação e preservação do Rio Toledo. 2017. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3092
Issue Date: 3-Mar-2017
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Guilherme_M_Castro_2017.pdf1.45 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.