Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2804
Tipo do documento: Dissertação
Title: Avaliação da produção biotecnológica de 2-feniletanol em resíduo líquido de fecularia
Autor: Oliveira, Simone Maria Menegatti de 
Primeiro orientador: Gomes, Simone Damasceno
Resumo: O 2-feniletanol é a fragrância mais utilizada na indústria de alimentos, cosmética e de perfumes. É produzido principalmente por processo químico, porém com muitas impurezas. O processo biotecnológico de produção é viável e está sendo estudado com vários microrganismos, entre eles, o Geotrichum fragrans (GF), Saccharomyces cerevisiae (SC) e Kluyveromyces marxianus (KM). O uso de resíduo líquido de fecularia como substrato neste processo torna-o menos dispendioso, além de reduzir a poluição ambiental causada pelo mesmo. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de 2-feniletanol no cultivo de GF, SC e KM em resíduo líquido de fecularia, analisando o efeito de duas fontes de carbono na produção do aroma, além de aumentar a produção de 2-feniletanol até a maior eficácia de conversão fonte de carbono/2-feniletanol, variando as concentrações da fonte de carbono e de fenilalanina no resíduo líquido de fecularia. Para isso, os três microrganismos citados foram cultivados em 50 ml de resíduo líquido de fecularia, acrescidos de 50 g.L-1 de glicose e 3 g.L-1 de L-fenilalanina, em frascos erlenmeyers estéreis, em agitador a 150 rpm, 24 ºC, por 120 h, para verificar o tempo de maior produção de 2-feniletanol e qual microrganismo maior produtor. Foi então verificada a produção de aroma com 50g.L-1 de glicose e frutose, mantendo a mesma quantidade de L-fenilalanina. E finalmente, através de planejamento fatorial, foram testadas concentrações de glicose e L-fenilalanina, a fim de se obter maior produção e bioconversão de 2-feniletanol. O modelo experimental foi validado. Analisou-se o pH, a DQO, os açúcares redutores, a L-fenilalanina e o 2-feniletanol. No precipitado foi quantificada a biomassa indiretamente como sólidos suspensos voláteis. Os resultados obtidos demonstraram que SC foi o melhor produtor de 2-feniletanol em água residual de fecularia de mandioca, obtendo 0,74 g.L-1, seguido pelo K. marxianus, com 0,19 g.L-1 e por último pelo G. fragrans, com 0,08 g.L-1. A glicose foi a melhor fonte de carbono para obtenção do 2-feniletanol para S. cerevisiae e K. marxianus. Não houve diferença significativa entre a produção de 2-feniletanol utilizando glicose ou frutose para o G. fragrans. A melhor conjugação dos níveis de glicose e L-fenilalanina para produção de 2- feniletanol foi de 20,0 e 5,5 g.L-1 respectivamente, obtendo produção de 1,33 g.L-1do aroma na validação.
Abstract: 2-phenylethanol is the most used fragrance in the food, cosmetics and fragrance industry. It is mainly produced by chemical process, but with many impurities. The biotechnological process of production is feasible and is being studied with various microrganisms, among them, Geotrichum fragrans, Saccharomyces cerevisiae and Kluyveromyces marxianus. The use of cassava wastewater as substrate in this process makes it less expensive and reduce environmental pollution caused by it. The objective or this work was to evaluate the production of 2-phenylethanol in the cultivation of Geotrichum fragrans, Saccharomyces cerevisiae and Kluyveromyces marxianus in cassava wastewater, analyzing the effect of two carbon sources on production of the aroma, besides increasing the production of 2 - phenylethanol to the greater efficiency of conversion carbon source/2-feniletanol, varying concentrations of carbon source and phenylalanine at cassava wastewater. For this, the three microrganisms mentioned were cultured in 50mL cassava wastewater plus 50g.L-1 of glucose and 3g.L-1 of L-phenylalanine in sterile Erlenmeyer flasks, on shaker at 150 rpm, 24 ° C for 120 hours, to check the time of peak production of 2-phenylethanol and what microrganism largest producer. It was then checked the production of aroma with 50g.L-1 of glucose and fructose, while maintaining the same amount of L-phenylalanine. And finally, by fatorial design, were tested concentrations of glucose and L-phenylalanine, in order to obtain higher yield and bioconversion of 2-phenylethanol. The experimental model was validated. It was analyzed in the pH, COD, reducing sugars, L-phenylalanine and 2-phenylethanol. In the precipitate was quantified indirectly as biomass, the Volatile Suspended Solids. The results showed that S. cerevisiae was the best producer of 2-phenylethanol in the effluent of cassava starch, obtaining 0.74 g.L-1, followed by K. marxianus, with 0.19 g.L-1 and finally by G. fragrans with 0.08 g.L-1. Glucose was the best carbon source for obtention of 2- phenylethanol for S. cerevisiae and K. marxianus. There was no significant difference between the production of 2-phenylethanol using glucose or fructose for G. fragrans. The best combination of glucose and L-phenylalanine for production of 2-phenylethanol, was 20,0 and 5.5 g.L-1 respectively, obtaining production of 1.33 g.L-1of aroma in the validation.
Keywords: aroma
cultivo aeróbio
L-fenilalanina
aroma
aerobic cultivation
L-phenylalanine
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Engenharia
Program: Programa de Pós-Graduação "Stricto Sensu" em Engenharia Agrícola
Citation: OLIVEIRA, Simone Maria Menegatti de. Avaliação da produção biotecnológica de 2-feniletanol em resíduo líquido de fecularia. 2010. 70 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Cascavel, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2804
Issue Date: 7-Jul-2010
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Agrícola (CVL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Simone Maria Menegatti de Oliveira.pdf727.71 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.