Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2785
Tipo do documento: Tese
Title: Lixiviação, formação de resíduos ligados e biorremediação de atrazina em solo subtropical submetido à aplicação de água residuária da suinocultura
Other Titles: Leaching, bound residues formation and bioremediation of the atrazine in subtropical soil submitted of swine wastewater application
Autor: Gonçalves, Morgana Suszek 
Primeiro orientador: Sampaio, Silvio César
Resumo: A atrazina é um herbicida triazínico, empregado largamente na agricultura para o controle de plantas daninhas nas culturas de milho e cana-de-açúcar. Entretanto, a atrazina é considerada um pesticida moderadamente persistente no ambiente e a aplicação de águas residuárias ao solo pode afetar seu comportamento ambiental. Neste estudo, os efeitos da aplicação de água residuária da suinocultura (ARS) na lixiviação, dissipação e formação de resíduos ligados de atrazina em solo subtropical argiloso foram avaliados. Também, neste trabalho, realizou-se o isolamento e identificação de micro-organismos presentes na ARS, resistentes a atrazina e com possibilidade de utilização em biorremediação de solos contaminados. Para os testes de lixiviação utilizou-se colunas de solo preenchidas com amostras de um Latossolo Vermelho Distroférrico, que receberam a aplicação de atrazina na dose de 5 L ha-1, e foram incubadas durante 7 dias de acordo com os seguintes tratamentos: T1 (Solo estéril + ARS); T2 (Solo estéril + água destilada); T3 (Solo não estéril + ARS) e T4 (Solo não estéril + água destilada). Nos tratamentos T1 e T3 a quantidade de ARS aplicada foi correspondente a cinco vezes a dose de nitrogênio recomendada para a cultura do milho. Para o estudo da dissipação e formação de resíduos ligados de atrazina, conduziu-se experimento em laboratório, sob condições controladas, onde amostras do mesmo Latossolo receberam a aplicação de 168,61 mg kg-1 de atrazina e foram incubadas durante 60 dias de acordo com os mesmos tratamentos considerados nos ensaios de lixiviação. Os resíduos extraíveis de atrazina e resíduos ligados foram extraídos e analisados por cromatografía líquida de alta eficiência. No isolamento e identificação dos micro-organismos, cultivou-se os mesmos, em condições controladas, em meio líquido contendo 0,01 e 0,1 g L- 1 de atrazina e repicados em meio sólido contendo 10 mg L-1 de atrazina, para observação do crescimento. Os resultados demonstraram que a aplicação de ARS ao solo, acima da dosagem recomendada agronomicamente, proporcionou o aumento da lixiviação de atrazina no perfil do solo e, consequentemente, o risco de contaminação de águas subterrâneas. Não houve efeito da aplicação de água residuária da suinocultura na dissipação de atrazina. Entretanto, a adição de ARS ao solo favoreceu o aumentou da formação de resíduos ligados, o que pode aumentar a persistência da atrazina no ambiente e diminuir sua biodisponibilidade. Foram isoladas três bactérias do gênero Corynebacterium spp e três fungos das espécies Cladosporium cladosporioide, Rhizopus stolonifer e Penicillium purpurogenum, presentes na ARS e com resistência ao herbicida. O crescimento das bactérias e fungos em meio enriquecido com atrazina, indicou a possibilidade de utilização desses micro-organismos na biorremediação de solos contaminados com atrazina.
Abstract: Atrazine is a triazine herbicide, widely used in agriculture to control weeds in corn and cane sugar farming. However, atrazine is considered a pesticide moderately persistent in the environment and the application of wastewater to the soil can affect its environmental performance. In this study, the effects of wastewater from swine (ARS) in leaching, dissipation, and bound residue formation of atrazine in a subtropical clay soil were evaluated. Also, this work was carried out to isolate and identify micro-organisms present in the ARS, resistant to atrazine and possible use in bioremediation of contaminated soils. For the leaching test soil columns filled with samples of a distroferric Red Latossol were used, which received the application of atrazine at a dose of 5 L ha-1, and were incubated for 7 days according to the following treatments: T1 (Sterile soil + ARS), T2 (Sterile soil + distilled water), T3 (Non sterile soil + ARS) and T4 (Non sterile soil + distilled water). In T1 and T3 the amount of ARS was applied corresponding to five times the recommended dose of nitrogen for the corn crop. To study the formation and dissipation of atrazine bound residues, we conducted experiments in the laboratory under controlled conditions, where samples of the same Latossol received the application of 168.61 mg kg-1 of atrazine and incubated for 60 days according with the same treatments considered in the leaching tests. The extractable residues of atrazine and bound residues were extracted and analyzed by high performance liquid chromatography. The isolation and identification of micro-organisms, they were cultivated under controlled conditions in liquid medium containing 0.01 and 0.1 g L-1 atrazine and peaked on solid medium containing 10 mg L-1 for atrazine, for observation of growth. The results showed that the application of ARS to the ground, above the agronomically recommended dosage, the higher the leaching of atrazine in the soil profile, and consequently the risk of contamination of groundwater. There was no effect of wastewater from swine in the dissipation of atrazine. However, the addition of ARS the soil favored the increased formation of bound residues, which can increase the persistence of atrazine in the environment and reduce its bioavailability. We isolated three bacteria of the genus Corynebacterium spp and three fungi of the species Cladosporium cladosporioide, Rhizopus stolonifer and Penicillium purpurogenum present in the ARS and herbicide resistance. The growth of bacteria and fungi in medium supplemented with atrazine indicated the possibility of using these micro-organisms in the bioremediation of soils contaminated with atrazine.
Keywords: herbicida
suíno
transporte
sorção
biodegradação
herbicide
swine
transport
sorption
biodegradation
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Engenharia
Program: Programa de Pós-Graduação "Stricto Sensu" em Engenharia Agrícola
Citation: GONÇALVES, Morgana Suszek. Leaching, bound residues formation and bioremediation of the atrazine in subtropical soil submitted of swine wastewater application. 2010. 40 f. Tese (Doutorado em Engenharia) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Cascavel, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2785
Issue Date: 11-Mar-2010
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia Agrícola (CVL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Morgana Suszek Goncalves.pdf225.42 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.