Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2036
Tipo do documento: Dissertação
Title: Mais do que a terra, queremos soberania: Liga Nacional dos Carperos e as soberanias no Assentamento de Santa Lucía no Paraguai.
Other Titles: More than the land, we want sovereignty :National League of Carperos and the sovereignties in the Settlements in Santa Lucía
Autor: Pereira, Milene Brandão 
Primeiro orientador: Arantes, Marco Antonio
Primeiro coorientador: Alves, Gustavo Biasoli
Primeiro membro da banca: Fogel, Ramon Bruno
Segundo membro da banca: Silva, Vania Sandeleia Vaz da
Resumo: As novas teorias dos movimentos sociais levam em consideração os movimentos antiglobalização ou alterglobalização que ocorreram na virada deste novo milênio, como uma das principais novidades na arena política no cenário da sociedade civil. O movimento antiglobalização ou alterglobalização criou um novo ator sociopolítico de caráter mundial que pautou, na agenda dos grandes problemas internacionais, um dos maiores desafios do século XXI. No âmbito dos movimentos sociais rurais percebe-se a luta por demandas acompanhadas do termo soberania : soberania alimentar, soberania energética, soberania territorial, soberania nacional, soberania popular e soberania cultural. Estas soberanias são utilizadas no discurso tanto para tratar do Estado, nação, país, povo, mas também das comunidades campesinas e indígenas. Diante do enfraquecimento dos Estados, da atuação dos organismos supranacionais, do processo de globalização e da tomada de decisões políticas fortemente influenciadas pelas transnacionais, ocorreu um regaste pelos movimentos sociais do significado de soberania, com o objetivo de contrapor os ditames das políticas neoliberais na produção dos alimentos, da cultura, da produção de energia, da representação política e na dinâmica e pertencimento do território. No Paraguai estas soberanias são constantemente afetadas pelo domínio das empresas transnacionais que são contra as políticas sociais, a reforma agrária e também são propagadores de desigualdade. A lógica econômica e social defendida pela Liga Nacional de Carperos, que após forte luta resultou no assentamento na Colônia de Santa Lucía, é divergente da lógica neoliberal. Eles defendem que a cultura do lucro deve ser substituída pela cultura do ser humano pleno, com direito à vida, à terra, à saúde, à defesa da identidade cultural e o respeito aos direitos humanos fundamentais. Vários fatores internos e externos impossibilitam a concretização da soberania alimentar no assentamento de Santa Lucía. A Soberania Territorial visa o desenvolvimento territorial com autonomia e a substituição da ideia de economia regionalizada (região) pela concepção moderna de território. Nesta concepção levam-se em consideração os componentes de cada território, não mais apenas os aspectos econômicos, mas também os culturais, os políticos, os sociais e os ambientais. Ser soberano é poder ajustar as técnicas e as tecnologias aos lugares, e não os lugares às técnicas e as tecnologias do mundo moderno. A Soberania Cultural é a capacidade de um país de tomar suas próprias decisões culturais. O país nesta concepção não se resume no Estado, mas sim se refere ao povo, com sua tradição política e cultural na esfera nacional e local defendendo-se dos interesses estrangeiros neoliberais e globalizantes. A Soberania Popular envolve os processos de participação direta do povo e na efetivação da vontade de maioria nas políticas públicas. Esta soberania é afetada quando a atuação estatal privilegia a minoria detentora de poder econômico.O objetivo desta pesquisa consistiu na análise e compreensão das percepções e efetivação das soberanias alimentar, popular, cultural, nacional e territorial no assentamento na Colônia de Santa Lucía, distrito de Itakyry, no Paraguai. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com o objetivo de identificar as presenças e ausências das características destas soberanias no assentamento. O método utilizado foi o monográfico, que consistiu em uma investigação que analisou todos os fatores que influenciam o grupo estudado permitindo a aplicação de várias técnicas de pesquisa e de coleta de dados. As fontes e técnicas que serão utilizadas para a coleta de dados são: documentação indireta e direta, jornais, entrevista e observação direta intensiva não participante. As técnicas de registro que utilizadas englobaram o diário de campo, gravações de áudio, fotografias, fichas, fichamento e vídeos.
Abstract: The new theories of social movements take into account the anti-globalization movements or alter-globalization (GOHN, 2003) that occurred at the turn of the new millennium, as one of the main innovations in the political arena in the civil society scene. The anti-globalization movement or alter-globalization created a new sociopolitical actor worldwide, which marked the agenda of major international problems, one of the greatest challenges of the twenty-first century. In the context of rural social movements, we see the struggle for demands accompanied by the term "sovereignty": food sovereignty, energy sovereignty, territorial sovereignty, national sovereignty, popular sovereignty and cultural sovereignty. These sovereignties are used in speech to not only address the state, nation, country, people, but also the peasant and indigenous communities. Faced with the weakening of states, the actions of supranational institutions, the process of globalization and political decision-making strongly influenced by transnational companies, there was a revival of the sovereignty meaning by the social movements, in order to oppose the dictates of neoliberal policies in food production, culture, energy production, political representation and dynamics and belonging of the territory. The aim of this research was the analysis and understanding of the perceptions and realization of food, popular, cultural, national and territorial sovereignty in the settlements of Santa Lucía village, district of Itakyry in Paraguay. In Paraguay, these sovereignties are constantly affected by the dominance of transnational companies that are against social policies, agrarian reform and are also propagators of inequality. The economic and social logic advocated by the National League of Carperos, which after strong fight resulted in the settlement of Santa Lucía, is divergent from the neoliberal logic. They argue that the profit culture should be replaced by the culture of whole human being with the right to life, land, health, protection of cultural identity and respect for fundamental human rights. Several internal and external factors make it impossible to achieve food sovereignty in the settlement of Santa Lucía. Territorial sovereignty aims territorial development with autonomy and replacing the idea of regionalized economy (region) by the modern conception of territory. This design takes into account the components of each territory, not only economic, but also cultural, political, social and environmental. The cultural Sovereignty is the ability of a country to make its own cultural decisions. The country in this design is not just the state but rather refers to the people, with its political and cultural tradition at the national and local sphere defending themselves from neo-liberal and globalizing foreign interests. The Popular Sovereignty involves the processes of direct participation of the people and in the effectiveness of the will of the majority in public policy. This is a qualitative research aiming to identify the presence and absence of the characteristics of sovereignties in the settlement. The method used was the monographic, which consisted of an investigation that analyzed all the factors that influence the study group allowing the application of various research techniques and data collection. The sources and techniques that will be used for data collection are indirect and direct documentation, newspapers, interviews and intensive direct non-participant observation. The recording techniques that will be used comprise the field diary, audio recordings, photographs, records, reports and videos.
Keywords: Movimento social
Soberanias
Assentamento
Paraguai
Social movements
Sovereignties
Settlements
Paraguay
CNPq areas: CNPQ::OUTROS::CIENCIAS SOCIAIS
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Fronteiras, Identidades e Políticas Públicas
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Sociais
Citation: PEREIRA, Milene Brandão. More than the land, we want sovereignty :National League of Carperos and the sovereignties in the Settlements in Santa Lucía. 2016. 173 f. Dissertação (Mestrado em Fronteiras, Identidades e Políticas Públicas) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2036
Issue Date: 6-Sep-2016
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Sociais (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Milene B Pereira.pdf8.09 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.