Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1818
Tipo do documento: Dissertação
Title: Dieta de larvas de Salminus brasiliensis (CUVIER, 1816) (CHARACIDAE, SALMININAE) em ambiente natural: relações morfométricas presa x predador
Other Titles: Diet of larvae Salminus brasiliensis (CUVIER, 1816) (CHARACIDAE, SALMININAE) in natural environment: morphometric relationships prey x predator
Autor: Fucks, Luana Wieczorek 
Primeiro orientador: Sanches, Paulo Vanderlei
Primeiro membro da banca: Baumgartner, Gilmar
Segundo membro da banca: Delariva, Rosilene Luciana
Resumo: Com o objetivo de avaliar a dieta de larvas de Salminus brasiliensis em ambiente natural, foi analisado o conteúdo estomacal de 200 de indivíduos com comprimento padrão variando entre 7.00 a 13.99 milímetros. Para tanto, os itens alimentares foram identificados e quantificados quanto à frequência numérica e de ocorrência. Foram obtidos alguns dados morfométricos tanto das larvas de S. brasiliensis como das presas ingeridas. Para as larvas foram avaliados o comprimento padrão e tamanho da boca, enquanto que das presas foi avaliado a altura máxima do corpo. O material analisado foi coletado na região do Parque Nacional de Ilha Grande em um trecho do remanescente lótico do rio Paraná, em 18 estações distribuídas na calha principal, seus tributários e lagoas marginais. A dieta das larvas foi composta predominantemente por larvas de peixes, principalmente de Characiformes e Siluriformes. Casos de canibalismo foram registrados demonstrando que este é um comportamento característico da espécie, e independe da disponibilidade de outros itens alimentares. As larvas do dourado apresentam uma relação alométrica negativa entre a proporção do tamanho da maxila superior e o comprimento padrão, isto é, essas variáveis não se desenvolvem proporcionalmente ao longo do crescimento. Pôde-se observar também que não há uma seletividade alimentar quando se leva em consideração a altura das presas consumidas, mas que seus tamanhos mantiveram-se dentro do limite máximo de ingestão, sendo que tanto as alturas das presas e quanto a abertura da boca foram um fator limitante na ingestão.
Abstract: In order to evaluate the Salminus brasiliensis larval diet in natural environment was analyzed the stomach contents of 200 individuals with standard length ranging between 7.00 to 13.99 millimeters. For that, the food items have been identified, classified and quantified by numeric frequency and occurrence. Were also obtained some morphometric data of both S. brasiliensis larvae and prey captured by them. For the larvae were assessed standard length and size of the mouth, while the prey has been evaluated the maximum height of the body. The material analyzed was collected in the Ilha Grande National Park region in a lotic remaining stretch of the Paraná River, in 18 stations distributed in the main channel, its tributaries and oxbow lakes. The diet of the larvae was predominantly composed of fish larvae, especially of Characiformes and Siluriformes. Cannibalism cases were reported demonstrating that this is a characteristic behavior of the species, and is independent on the availability of other food items. Dorado's larvae show a negative allometric relationship between the proportion size of the upper jaw relative to the standard length, it means, those variables do not grow proportionally throughout the growth. It was observed that there is no selectivity when taking into consideration the height of consumed prey, but their sizes remained within the maximum intake limit, and neither the heights of prey or even the height of the mouth were a factor limiting of intake.
Keywords: Alimentação natural
Ictioplâncton
Canibalismo
Piscivoria
Natural feed
Ichthyoplankton
Cannibalism
Piscivory
CNPq areas: CNPQ::OUTROS::CIENCIAS
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Ecossistemas e dinâmicas Sócio-ambientais e Tecnologias aplicadas ao Meio Ambiente
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais
Citation: FUCKS, Luana Wieczorek. Diet of larvae Salminus brasiliensis (CUVIER, 1816) (CHARACIDAE, SALMININAE) in natural environment: morphometric relationships prey x predator. 2015. 31 f. Dissertação (Mestrado em Ecossistemas e dinâmicas Sócio-ambientais e Tecnologias aplicadas ao Meio Ambiente) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1818
Issue Date: 30-Jul-2015
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Luana Wieczorek Fucks.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.