Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1257
Tipo do documento: Dissertação
Title: Efeito do extrato aquoso de cúrcuma (Curcuma longa L.) em Xanthomonas axonopodis pv. manihotis
Other Titles: Efect of aqueous extract from turmeric (Curcuma longa L.) in Xanthomonas axonopodis pv. manihotis.
Autor: Kuhn, Odair José 
Primeiro orientador: Stangarlin, José Renato
Primeiro membro da banca: Schwan-Estrada, Kátia Regina Freitas
Segundo membro da banca: Czepack, Marcio Paulo
Resumo: A Bacteriose da mandioca causada por Xanthomonas axonopodis pv. manihotis é considerada a doença de maior importância para a cultura e está distribuí­da por todos os locais onde esta é cultivada. Manivas infectadas se constituem na principal forma de disseminação da bactéria para novas áreas de cultivo. O controle quí­mico de fitobactérias é difí­cil devido à escassez de produtos, bem como, os existentes são usados exclusivamente em culturas de alto valor econômico. Por outro lado, o controle alternativo de doenças de plantas mostra-se promissor, com a descoberta de muitos compostos secundários de plantas medicinais que apresentam atividade antimicrobiana. Nesse contexto, a cúrcuma Curcuma longa (Zingiberaceae) planta originária do sudeste da Á sia, apresenta em seus rizomas compostos que possuem ação antimicrobiana que podem ser utilizados no controle de doenças bacterianas em plantas. Desta forma, os objetivos deste trabalho foram avaliar os efeitos do uso de extrato aquoso de quatro genótipos de cúrcuma em X. axonopodis pv. manihotis in vitro provenientes de cultivos de Jaboticabal-SP, Mara Rosa-GO, Maringá-PR e Mercedes-PR e também, verificar o efeito curativo, através do tratamento de manivas de mandioca infectadas com o patógeno, em plantio em solo esterilizado e em condições de campo. No ensaio in vitro foram utilizados extratos aquosos dos quatro genótipos de cúrcuma nas concentrações de 1, 5, 10, 15 e 20%, enquanto que in vivo, apenas nas concentrações de 1 e 10% para os genótipos de Maringá e Mercedes. Á gua destilada e antibiótico (22,5 mg L-1 de oxitetraciclina + 225 mg L-1 de estreptomicina) foram os tratamentos controle negativo e positivo, respectivamente. As manivas (com 12 cm de comprimento) foram tratadas por imersão parcial (1/2 do seu comprimento) durante 72 h (± 28ºC - condição de laboratório) em cada solução. Foram utilizadas três manivas por tratamentos para o plantio em solo estéril e 36 para plantio em campo, com cinco e quatro repetições, respectivamente. No experimento in vitro o extrato de cúrcuma impediu completamente o crescimento da bactéria na concentração de 10% para o material proveniente de Mercedes, enquanto que para a cúrcuma de Jaboticabal houve controle total a 15% e de Mara Rosa a 20%. O tratamento quí­mico com antibiótico, embora tenha reduzido a população, não inibiu completamente o crescimento bacteriano na dosagem utilizada. A cúrcuma proveniente de Maringá, embora apresente a tendência de controle, não inibiu completamente o crescimento em nenhuma das concentrações testadas. Já no experimento in vivo, tanto em solo esterilizado como em campo, as brotações foram extremamente baixas, dado ao grau de infecção das manivas. O extrato bruto de cúrcuma a 10% proveniente de Mercedes, embora apresentasse efeito in vitro contra X. axonopodis pv. manihotis, comportou-se como prejudicial para a mandioca em condição de campo, pois houve redução do estande em relação aos tratamentos controle. Possivelmente, houve ação tóxica direta sobre a fisiologia da planta ou indução de suscetibilidade. Já na concentração de 1% da cúrcuma proveniente de Maringá, não houve diferença estatí­stica em relação as testemunhas para o parâmetro estande de plantas. O controle quí­mico utilizado não foi eficiente, uma vez que comportou-se igual a testemunha água. Com relação a severidade e produtividade não se observou diferenças significativas entre os tratamentos. Os resultados indicam que, embora apresentem atividade antibacteriana a X. axonopodis pv. manihotis, os extratos de cúrcuma, nas concentrações utilizadas, não apresentam efeito curativo em manivas de mandioca infectadas com o patógeno
Abstract: The cassava bacterial blight caused by Xanthomonas axonopodis pv. manihotis is the most importance disease of the culture and it is distributed in all the places where it is cultivated. Infected stems constitute themselves in the principal way of the bacterium dissemination to new cultivation areas. The chemical control of phytobacteria is difficult due to the products shortage, as well as, the existing ones are used exclusively in plantations of high economic value. By the other hand, the alternative control of the plants diseases is promising, with the discovery of many secondary compounds of medicinal plants that present antimicrobial activity. In this context, the turmeric (Curcuma longa - Zingiberaceae) native plant from the southeast of Asia, presents rhizomes that have compounds with an antimicrobial action that can be used in the control of bacterial diseases in plants. In this way, the objectives of this study were to evaluate the effect of using of aqueous extract of four turmeric genotypes in X. axonopodis pv. manihotis in vitro proceeding from Jaboticabal-SP, Mara Rosa-GO, Maringá-PR and Mercedes-PR, and verify the curative effect through the treatment of the infected stems of cassava with the pathogen and plantation in sterilized soil and in field conditions. In the experiment in vitro aqueous extracts from the four genotypes of curcuma were used in concentrations of 1, 5, 10, 15 and 20%, while in vivo only in the concentrations of 1 and 10% for the genotypes of Maringá and Mercedes. Distilled water and antibiotic (22.5 mg L-1 of oxytetracycline + 225 mg L-1 of streptomycin) were the negative and positive control treatments, respectively. The stems (12 cm long) were treated by partial immersion (1/2 of its length) during 72 hours (± 28ºC) in each solution. Three stems for treatment were used for the plantation in sterile soil with five repetitions and 36 in field with four repetitions. In the in vitro experiment the curcuma extract inhibited completely the bacterium growth in the concentration of 10% for the material proceeding from Mercedes, while for the Jaboticabal curcuma there was a total control at 15% and for Mara Rosa at 20%. Although the chemical treatment with antibiotic has reduced the population, it hasn't completely inhibited the bacterial growth in the used dosage. Though the curcuma proceeding from Maringá presents the control trend, it did not inhibited completely the growth in any of the experiment concentrations. But in the in vivo experiment, as well in sterilized soil as in field, the sproutings were extremely low, due to the stems infection degree. The curcuma raw extract at 10% proceeding from Mercedes, although presented in vitro effect against X. axonopodis pv. manihotis, behaved as harmful to the cassava in field condition, thus there was a stand reduction in relation to the control treatments. Possibly there was a direct toxic action on the plant physiology or susceptibility induction. But in the 1% concentration of the curcuma proceeding from Maringá, there was not statistical difference in relation to witnesses to the plants stand parameter. The used chemical control was not efficient, once it behaved the same as the water witness. In relation to the severity and productivity it was not observed significative differences among the treatments. The results indicate that, while presenting antibacterial activity to X. axonopodis pv. manihotis, the curcuma extracts, in the used concentrations, they do not present curative effects in cassava stems infected with the pathogen
Keywords: Mandioca
Fitopatologia
Curcuma
Cassava
Phytopathology
Turmeric
Control of diseases
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: KUHN, Odair José. Efeito do extrato aquoso de cúrcuma (Curcuma longa L.) em Xanthomonas axonopodis pv. manihotis. 2003. 54 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2003.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1257
Issue Date: 3-Feb-2003
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Odair_Kuhn_2003678.08 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.