Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1189
Tipo do documento: Dissertação
Title: Registro paleoambiental em cabeceira de drenagem inscrita no remanescente de superfície aplainada VIII (A.R.I.E. do Buriti - SW PR).
Other Titles: Paleoenvironmental records in head of drainage entered in the remaining at planed surface VIII (A.R.I.E. DO BURITI - SW PR)
Autor: Bertoldo, Edson 
Primeiro orientador: Paisani, Julio Cesar
Primeiro membro da banca: Pontelli, Marga Eliz
Segundo membro da banca: Calegari, Marcia Regina
Terceiro membro da banca: Oliveira, Paulo Eduardo de
Resumo: O presente estudo identifica registros paleoambientais no remanescente de superfície aplainada VIII, no município de Pato Branco (SW PR), mais precisamente na Unidade de Conservação - A.R.I.E. do Buriti, através da análise de palinomorfos de uma turfeira, caracterização das formações superficiais e datação pelo método do 14C. Ao longo de um testemunho de 130 cm, foram identificados 37 táxons diferentes, os quais foram separados em cinco categorias ecológicas (árvores, arbustos, ervas terrestres, algas e esporos de pteridófitas). A datação estimada sugere que a base da turfeira formou-se à aproximadamente 13.700 anos A.P, período relacionado ao Último Máximo Glacial (UMG). Nessa época a cabeceira de drenagem não teria uma ligação canalizada com a rede de drenagem do rio Independência, nível de base local. De acordo com os dados obtidos, pode-se afirmar que na região da área de estudo, durante a passagem do Pleistoceno/Holoceno até o presente, não há registros de cerrado, apenas de áreas campestres no Pleistoceno, inferido pela presença de ervas terrestres, principalmente Asteraceae e Borreria encontrados em 12.700 anos A.P. (est.) e total ausência de algas e grãos de pólen de espécies arbóreas, sugerindo regime hidrológico mais seco. Eventualmente, fenômenos de alta precipitação ocorreram nas encostas e promoveram a degradação dos horizontes de solo na alta encosta (nose), promovendo a deposição de camadas coluviais até o novo regime hídrico, mais úmido, propiciando a instalação de uma vegetação herbácea acompanhada de pteridófitas, principalmente nas áreas mais baixas. Há cerca de 10.600 anos A.P. 14C (est.), a manutenção da elevação de umidade se estabelece e altos índices de precipitação fizeram com que o lençol freático aflorasse no hollow constantemente, acelerando a hidromorfização do paleohorizonte A húmico e desenvolvendo, nas estações chuvosas, uma pequena lagoa no eixo central da cabeceira. Fato evidenciado pela presença de algas e por uma expansão significativa de Araucaria angustifolia, a qual necessita de um regime pluviométrico superior a 1.400 mm.ano-1, sem estação seca definida. A vegetação predominante passa a ser de Floresta Ombrófila Mista e Floresta Pluvial Atlântica composta por gêneros arbóreos, ervas terrestres e pteridófitas. A máxima expansão da Floresta Ombrófila Mista é registrada a cerca de 6.880 anos A.P. (est.), face o aumento de todos os táxons registrados, principalmente Araucaria. A presença de algas ficou mais acentuada, sugerindo novamente a ocorrência de uma lâmina de água, conservada por um regime pluviométrico abundante e regular. Nos anos que se seguiram, provavelmente à 1.060 anos A.P. (est.), ocorreu uma redução da vegetação de modo generalizado, modificando-se apenas no presente com o plantio de araucárias após a criação da A.R.I.E. do Buriti. Em algum momento desse período o hollow da cabeceira de drenagem passou a desenvolver canais de drenagem perenes, que permitiram a drenagem eficiente na cabeceira, diminuindo os níveis de umidade da turfeira
Abstract: This study identifies paleoenvironmental records in the remaining at planed surface VIII, in Pato Branco (SW PR), more precisely in conservation area (A.R.I.E. do Buriti) by analysis of palynomorphs in a bog, characterization of the surface formations and the 14C dating method. Throughout the testimony of 130 cm, 37 different taxa were identified, which were separated into five ecological categories (trees, shrubs, ground herbs, algae and fern spores). The dating estimated suggests that the base of the bog was formed approximately 13,700 years BP, a period related to the Last Glacial Maximum (LGM). At that time the head of drainage would not have a connection to the piped drainage waterway of Independence river, local base level. According to the data obtained, we can affirm that in the region of the study area during the transition from the Pleistocene / Holocene to the present, there are no records of savannah, only grassland areas in the Pleistocene, inferred by the presence of ground herbs, especially Borreria and Asteraceae found in 12,700 years BP 14C (estimated) and total absence of algae and pollen grains of tree species, suggesting drier hydrological regime. Occasionally, high precipitation phenomeno occurred on the slopes and promoted the degradation of soil horizons in the upper slope (nose), promoting the deposition of colluvial layers until the new water regime, wetter, allowing the establishment of a herbaceous vegetation accompanied by ferns, mainly in the lower areas. In about 10,600 years BP 14C (est.), maintenance of high humidity is established and high precipitation caused the water table surface in the hollow constantly accelerating the hidromorfization paleohorizonte A humic, and developing in the rainy seasons, a small pond in the central axis of the headboard. Fact evidenced by the presence of algae and a significant expansion of Araucaria angustifolia, which requires an annual rainfall exceeding 1,400 mm.yr-1, without a dry season. The predominant vegetation is replaced by the Araucaria Forest and Atlantic Rain Forest composed of genres trees, ground herbs and ferns. The maximum expansion of the Araucaria Forest is logged about 6,880 years BP 14C (est.), face the increase of all taxa recorded, mainly from Araucaria. The presence of algae was more pronounced, again suggesting the occurrence of a blade of water conserved by an abundant and regular rainfall. In the years that followed, probably to 1,060 years BP 14C (est.), a reduction of vegetation as a general rule, changing only in the present with the planting of araucaria after the creation of A.R.I.E. do Buriti. Sometime in this period, the hollow head of the drainage began to develop perennial drainage channels, allowing efficient drainage at the head of drainage, reducing moisture levels in the bog
Keywords: Araucária
Cabeceira de drenagem
Cronologia
Palinomorfos
Pleistoceno/Holoceno
Sudoeste (PR)
Taxonomia
Araucaria
Chronology
Grassland
Head of drainage
Palynomorphs
Pleistocene / Holocene
Southwest (PR)
Taxonomy
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Produção do Espaço e Meio Ambiente
Program: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Citation: BERTOLDO, Edson. Paleoenvironmental records in head of drainage entered in the remaining at planed surface VIII (A.R.I.E. DO BURITI - SW PR). 2010. 79 f. Dissertação (Mestrado em Produção do Espaço e Meio Ambiente) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Francisco Beltrão, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1189
Issue Date: 15-Dec-2010
Appears in Collections:Mestrado em Geografia (FBE)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Edson Bertoldo.pdf5.48 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.