Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/820
Tipo do documento: Dissertação
Title: Avaliação da estabilidade a oxidação de óleo vegetal de crambe (Crambe abyssinica Hochst)
Other Titles: Evaluation of oxidation stability of vegetable oil from crambe (Crambe abyssinica Hochst) how insulating fluid, with different strengths and percentages of antioxidants
Autor: Primieri, Cornélio 
Primeiro orientador: Bariccatti, Reinaldo Aparecido
Primeiro coorientador: Secco, Deonir
Resumo: A presente pesquisa teve como objetivo geral a avaliação de um novo fluído vegetal isolante, utilizando como matéria prima o óleo vegetal da cultura do crambe (Crambe abyssinica Hochst). Como objetivo específico a avaliação da estabilidade à oxidação do óleo de crambe com diversos tipos de antioxidantes típicos utilizados em óleos vegetais comestíveis disponíveis no mercado nacional, visando um novo fluído vegetal isolante, utilizando matéria prima um óleo vegetal que não compete com a cadeia alimentar humana/animal. O experimento foi conduzido no Laboratório de Pesquisas em Óleo Química da Faculdade Assis Gurgacz-FAG, no município de Cascavel/PR, a uma Latitude 24º56 Sul, Longitude de 53º30 Oeste e altitude de 682 m, no período de setembro a dezembro de 2011. A metodologia utilizada foi a do equipamento denominado de Rancimat, equipamento este que simula os dois principais parâmetros que afetam a estabilidade a oxidação das matérias graxas, que são a ação das temperaturas elevadas e a presença de oxigênio, o que apresenta como resultados um período de indução que é representado por períodos em horas. A partir dos dados coletados nos ensaios das amostras elaborados no Rancimat utilizando temperaturas de 110ºC e 130ºC, foi calculada uma média para cada tipo de antioxidante, bem como suas concentrações e misturas. Os resultados da pesquisa demonstraram que a amostra que apresentou a melhor estabilidade a oxidação a 110ºC foi obtida do uso do antioxidante TBHQ com uma concentração de 0,3% m/m (52,96 h). O pior caso foi o DBPC a 0,1% m/m (6,72 h). Para temperaturas de 130ºC, o melhor resultado foi o TBHQ a 0,3% m/m (12,67 h) e o pior caso foi o DBPC a 0,1% m/m (0,61 h). Deste modo, conclui-se que para obter-se um novo fluído vegetal isolante a base de crambe é viável a utilização do antioxidante TBHQ, com uma concentração de 0,3% m/m.
Abstract: This research aimed overall assessment of a new plant insulating fluid, using as raw vegetable oil culture of crambe (Crambe abyssinica Hochst). Specific objectives were to evaluate the oxidation stability of crambe oil with various types of typical antioxidants used in edible vegetable oils available in the domestic market, aiming at a new plant insulating fluid, using a raw vegetable oil that does not compete with human food chain / animal. The experiment was conducted at the Research Laboratory of Oil Chemistry of College Assis Gurgacz-FAG. In the municipality of Cascavel / PR, a Latitude 24 º 56 'South, Longitude 53 º 30' W and altitude of 682 m in the period from September to December 2011. The methodology used was called Rancimat equipment, a device which simulates the two main parameters that affect the oxidation stability of greases matters, which are the action of high temperatures and the presence of oxygen, which presents results as an induction period which is represented by periods in hours. From the data collected during testing of the samples prepared using the Rancimat temperatures of 110 ° C and 130 ° C, an average was calculated for each typ e of antioxidant, as well as their concentrations and mixtures. The survey results showed that the sample that showed the best oxidation stability at 110 ° C was obtaine d from the use of antioxidant TBHQ in a concentration of 0.3% m / m (52.96 h). The worst case was the DBPC 0.1% m / m (6.72 h). At temperatures of 130 ° C, the best re sult was TBHQ 0.3% m / m (12.67 h) and DBPC worst case was 0.1% m / m (0.61 h). Thus, we conclude that to obtain a new fluid-based insulation plant crambe is feasible to use the antioxidant TBHQ, with a concentration of 0.3% m / m.
Keywords: Período de indução
inibidores
fluído vegetal isolante
Stability oxidation
antioxidants
vegetable insulating fluid
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Agroenergia
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Energia na Agricultura
Citation: PRIMIERI, Cornélio. Evaluation of oxidation stability of vegetable oil from crambe (Crambe abyssinica Hochst) how insulating fluid, with different strengths and percentages of antioxidants. 2012. 55 f. Dissertação (Mestrado em Agroenergia) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Cascavel, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/820
Issue Date: 24-Feb-2012
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia de Energia na Agricultura (CVL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cornelio Primieri.pdf3.63 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.