Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/789
Tipo do documento: Dissertação
Title: Estudo da estabilidade oxidativa do biodiesel de babaçu e soja
Autor: Trindade, Daniela Martins 
Primeiro orientador: Bariccatti, Reinaldo Aparecido
Primeiro membro da banca: Siqueira, Jair Antonio Cruz
Segundo membro da banca: Martin, Clayton Antunes
Resumo: O biodiesel é um biocombustível de destaque, em virtude da capacidade de substituir parcial ou totalmente o diesel, com as vantagens de ser um combustível limpo, no entanto, o biodiesel está sujeito à degradação oxidativa. Assim o estudo da estabilidade oxidativa de diferentes biodiesel é grande importância para o desenvolvimento tecnológico. A degradação oxidativa ocorre devido à ação do ar, da luz, temperatura e umidade sendo essa ação acelerada quando os biodieseis são expostos a temperaturas elevadas ou em contato com agentes catalisadores. O presente trabalho tem como objetivo o estudo da estabilidade do biodiesel produzido a partir do óleo vegetal de babaçu e soja. Para o estudo da estabilidade dos biodieseis as amostras foram submetidas a stress térmico em estufa, a 130ºC por um período de 8 horas. As analises realizadas para acompanhar o nível de oxidação dos biodieseis foram analise do índice de ácido, índice de refração e técnicas de espectroscopia UV-Vis e infravermelho. No estudo também foi abordados efeitos catalíticos dos metais na reação de oxidação do biodiesel de soja e biodiesel de babaçu comparando o efeito do metal em relação ao biodiesel sem o metal. Os resultados obtidos pelo índice de acidez indicou um aumento desde índice conforme o tempo de stress térmico no biodiesel de soja e no biodiesel de babaçu, também foi verificado o efeito catalítico dos metais ferro e cobre no biodiesel de soja e com menor intensidade no biodiesel de babaçu. Analisando o índice de refração do biodiesel do babaçu puro com biodiesel babaçu contaminado com metal não se verifica uma diferença significativa entre os índices de refração. As alterações nos espectros de UV-Vis do biodiesel de babaçu são de menor intensidade se comparado ao biodiesel de soja indicando uma maior estabilidade do biodiesel de babaçu. Os espectros de infravermelho indicaram que o biodiesel de babaçu sofre pouca alteração quando comparado ao de soja, indicando uma maior resistência à formação produtos da oxidação característica da região analisada.
Abstract: The biodiesel is a biofuel prominent, because of the ability to partially or totally replace the diesel fuel with the advantages of being a clean fuel, however, biodiesel is subject to oxidative degradation, thus the study of the different oxidative stability of biodiesel and great importance for technological development. The oxidative degradation occurs due to the action of air, light, temperature and humidity with this fast-paced action when biodiesels are exposed to elevated temperatures or in contact with catalytic agents. The present work aims to study the stability of biodiesel produced from vegetable oil babassu and soybean. To study the stability of biodiesels samples were subjected to thermal stress in an oven at 130 ° C for a period of 8 hours. The analyzes performed to monitor the level of oxidation of biodiesels were analysis of acid value, refractive index and techniques UV-Vis spectroscopy and infrared. The study was also addressed catalytic effects of metals on the oxidation of soybean biodiesel and biodiesel from babassu comparing the effect of metal relative to biodiesel without the metal. The results obtained by the acid number indicated an increase as time since index of heat stress in soybean biodiesel and biodiesel from babassu, also the catalytic effect of iron and copper was found in soy biodiesel and less intensively in biodiesel babassu. Analyzing the refractive index of pure biodiesel with babassu biodiesel babassu not contaminated with metal is a significant difference between the refractive indices. Changes in UV-Vis spectra of babassu biodiesel are lower intensity compared to soybean biodiesel indicating greater stability of biodiesel from babassu. Infrared spectra indicated that the biodiesel Babassu suffers little change when compared to soybean, indicating a higher resistance to the formation of oxidation products characteristic of the area studied.
Keywords: Biodiesel
Babaçu
Estabilidade
Espectroscopia
Biodiesel
babassu
stability
spectroscopy
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Agroenergia
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Energia na Agricultura
Citation: TRINDADE, Daniela Martins. Estudo da estabilidade oxidativa do biodiesel de babaçu e soja. 2014. 57 f. Dissertação (Mestrado em Agroenergia) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Cascavel, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/789
Issue Date: 24-Jun-2014
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia de Energia na Agricultura (CVL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
DissertacaoDanielaMTrindade.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.