Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4338
Tipo do documento: Dissertação
Title: Influência dos fatores socioeconômicos familiares na escolha dos cursos de nível superior para os ingressos na UDESC em 2018
Other Titles: Influence of family socio-economic factors in the choice of the graduate courses for ingressants in udesc in 2018
Autor: Luca, Camila de Almeida 
Primeiro orientador: Pontili, Rosangela Maria
Primeiro membro da banca: Pontili, Rosangela Maria
Segundo membro da banca: Staduto, Jefferson Andronio Ramundo
Terceiro membro da banca: Wink Junior, Marco Vinicio
Resumo: A teoria do capital humano postula que o investimento em educação é baseado em seu retorno em termos de salário futuro comparado ao custo da educação. Os custos e retornos heterogêneos em função de diferentes habilidades, preferências familiares ou ainda diferenças nos mercados locais podem gerar diferentes decisões de investimento entre famílias. No modelo de decisão educacional entende-se que existe um mecanismo central de aversão ao risco, em que o jovem e sua família decidem pela aquisição de determinado nível educacional com base em sua classe social e no poder aquisitivo da própria família. Contudo, nas situações em que as dificuldades socioeconômicas afetam a baixa qualificação, o Estado deve atuar como interventor, oferecendo educação de qualidade gratuitamente. Diante este cenário, a UDESC se apresentou como forte propulsora de investimento em capital humano nas diversas microeconomias regionais do Estado de Santa Catarina. Assim, o objetivo da presente pesquisa foi de investigar a influência dos fatores socioeconômicos familiares no processo de escolha nos cursos de graduação ofertados pela Universidade Estadual de Santa Catarina para o ano de 2018. Para testar e verificar empiricamente a relevância dessas variáveis socioeconômicas sobre as possibilidades de escolha dos cursos de graduação, foi realizado um exercício econométrico a partir do Modelo Linear Generalizado. Os resultados encontrados na regressão foram ao encontro da teoria e indicaram que os fatores socioeconômicos mostraram influência significativa na escolha. Ingressos que possuíam características como realizar o ensino médio em escola particular, frequentar cursinho preparatório para o vestibular, não trabalhar, pertencer à classe econômica com renda bruta familiar acima de 10 salários mínimos e ter pai com alto nível de escolaridade têm maior possibilidade de ingressar em um curso com índice candidato/vaga maior. Ingressante ou postulantes a um curso de ensino superior com tais características têm um poder maior de escolha, frente aos que tem, estatisticamente, uma probabilidade menor de ingressar nos cursos concorridos. Contudo, os acadêmicos de raça/cor preta e parda apresentaram uma estatística positiva para ingressos aos cursos mais concorridos devido à uma política da própria universidade em definir cotas separadas para estes grupos. Outras medidas ainda podem ser patrocinadas pela universidade para garantir uma maior universalização do acesso às vagas aos cursos superiores, tais como: cursinho pré-vestibular gratuito para alunos de baixa renda, promoção de marketing institucional nas escolas públicas e uma maior abrangência de auxílio-financeiro aos alunos em vulnerabilidade estudantil.
Abstract: The theory of human capital postulates that investment in education is based on its return in terms of future salary compared to the cost of education. Heterogeneous costs and returns due to different skills, family preferences or differences in local markets can lead to different investment decisions between families. In the educational decision model it is understood that there is a central mechanism of risk aversion, in which the young person and his family decide to acquire a certain educational level based on their social class and the purchasing power of the family itself. However, in situations where socioeconomic difficulties affect low qualification, the state should act as an intervener, offering quality education free of charge. Given this scenario, the UDESC presented itself as a strong propeller of investment in human capital in the various regional microeconomies of the State of Santa Catarina. Thus, the objective of the present research was to investigate the influence of family socioeconomic factors on the graduation process offered by the State University of Santa Catarina for the year 2018. To test and empirically verify the relevance of these socioeconomic variables on the possibilities of the undergraduate courses, an econometric exercise was performed based on the Generalized Linear Model. The results found in the regression were in agreement with the theory and indicated that the socioeconomic factors showed a significant influence on the choice. Tickets that had characteristics such as high school in private school, attending a preparatory course for the university entrance examination, not working, belonging to the economic class with gross family income above 10 minimum wages and having a father with a high level of schooling have a greater possibility of joining a course with a higher candidate / vacancy rate. Ingressors or postulants to a course of higher education with such characteristics have a greater power of choice, in front of those who have, statistically, a lower probability of joining the concurrent courses. However, race / black / brown color academics presented a positive statistic for entry to the most popular courses due to a university's own policy of setting separate quotas for these groups. Other measures can still be sponsored by the university to ensure greater universalization of access to higher education courses, such as: free pre-university courses for low-income students, promotion of institutional marketing in public schools, and greater coverage of financial aid to students in student vulnerability.
Keywords: Teoria do capital humano
Teoria da escolha
Ensino superior
Santa Catarina
UDESC
Human capital theory
Theory of choice
University graduate
Santa Catarina state
CNPq areas: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Sociais Aplicadas
Program: Programa de Pós-Graduação em Economia
Campun: Toledo
Citation: LUCA, Camila de Almeida. Influência dos fatores socioeconômicos familiares na escolha dos cursos de nível superior para os ingressos na UDESC em 2018. 2019. 130 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2019
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4338
Issue Date: 15-Mar-2019
Appears in Collections:Mestrado em Economia (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Camila_Luca_2019.pdf2.94 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.