Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4167
Tipo do documento: Tese
Title: Azospirillum brasilense e reguladores vegetais na mitigação dos efeitos da intoxicação por mesotriona no milho e do déficit hídrico na soja
Autor: Bulegon, Lucas Guilherme 
Primeiro orientador: Guimarães, Vandeir Francisco
Primeiro coorientador: Costa, Neumárcio Vilanova da
Primeiro membro da banca: Guimarães, Vandeir Francisco
Segundo membro da banca: Costa, Neumárcio Vilanova da
Terceiro membro da banca: Braga, Gilberto Costa
Quarto membro da banca: Fiorenze, Samuel Luiz
Quinto membro da banca: Zucareli, Valdir
Resumo: O uso de herbicidas no controle de plantas daninhas é fundamental na produtividade agrícola, todavia, alguns herbicidas mesmo seletivos resultam em intoxicação das culturas. Outra condição de suma importância é a limitação hídrica que reduz a produtividade das culturas. Assim, a presente tese teve como objetivo avaliar a inoculação da bactéria promotora de crescimento vegetal Azospirillum brasilense via semente ou foliar bem como a aplicação de reguladores vegetais via foliar, na redução dos estresses oxidativos causado por herbicida inibidores da síntese de carotenoides no milho e da deficiência hídrica na soja. Para isso, foram desenvolvidos três experimentos com a cultura do milho, sendo um em casa de vegetação para avaliação das variáveis biométricas, fisiológicas e bioquímicas e dois em condições de campo para avaliação da produtividade. Em ambos os locais os experimentos foram desenvolvidos em delineamento de blocos casualizados em esquema fatorial 4x2 e quatro repetições. O primeiro fator foi composto dos tratamentos: controle; inoculação das sementes com A. brasilense; aplicação foliar de A. brasilense; e aplicação foliar de regulador vegetal com auxina, giberelina e citocinina. Os tratamentos foliares foram aplicados em mistura de tanque com o herbicida mesotriona (192 g ha-1) no estádio V3 da cultura. O segundo fator foi formado pela presença ou ausência de mesotriona. Os resultados obtidos demonstram que a aplicação de mesotriona reduz as trocas gasosas da cultura do milho e que os tratamentos aplicados não protegem o milho da intoxicação provida pelo herbicida, bem como não incrementam a produtividade da cultura. Para a cultura da soja adotou-se um delineamento de blocos casualizados com cinco tratamentos e cinco repetições: controle irrigado; controle seco; inoculação das sementes com A. brasilense em déficit hídrico; aplicação foliar de A. brasilense em déficit hídrico; aplicação foliar de auxina, giberelina e citocina em déficit hídrico. A imposição do déficit hídrico ocorreu no florescimento pleno, com avaliações diárias. As avaliações constituíram-se de umidade gravimétrica do solo, teor relativo de água, curvas de respostas fotossintéticas em função de diferentes densidades de fluxo de fótons, trocas gasosas, fluorescência da clorofila a, atividade das enzimas do sistema antioxidante, teores de pigmentos fotossintéticos, e componentes de produção por planta ao final do ciclo da cultura. De forma geral os resultados evidenciam que a aplicação foliar de A. brasilense ou de regulador vegetal mitigam os efeitos do déficit hídrico na curva fotossintética, nas trocas gasosas, na fluorescência da clorofila a, nos pigmentos fotossintéticos e elevam a atividade do sistema enzimático reduzindo a peroxidação de lipídeos. Quando se considera a produção por plantas todos os tratamentos empregados minimizaram as perdas em relação ao tratamento controle seco. Portanto, o uso de A. brasilense via semente ou foliar, bem como reguladores vegetais não atenua a intoxicação de mesotriona no milho. No entanto, ao considerar o déficit hídrico na cultura da soja, os tratamentos reduzem as perdas em produção por planta, por mitigarem os danos no sistema fisiológico e bioquímico das plantas.
Abstract: The use of herbicides in the control of weeds is fundamental in agricultural productivity, however, some even selective herbicides result in crop intoxication. Another condition of very important condition is the water limitation that reduces the productivity of crops. Thus, this thesis was to evaluate the inoculation of plant growth promoting bacteria Azospirillum brasilense in seeds or foliar spray as well plant growth regulator in foliar spray, in reduction of oxidative stress caused by herbicide inhibitors of carotenoid synthesis in maize and drought in soybean. For this, three experiments were developed in corn, one in greenhouse for evaluation of the biometric, physiological and biochemical variables and two under field conditions for evaluation of the production components. In both the local experiments were carried out in randomized blocks in a 4x2, and four replications. The first factor was composed of treatments: control; seed inoculation with A. brasilense; foliar spray application with A. brasilense; and foliar spray application of plant growth regulation with auxin, gibberellin and cytokinin. Foliar spray treatments were applications in tank mix with herbicide mesotrione (192 g ha-1) in V3 stage. The second factor was formed for presence or absence of mesotrione. The results obtained demonstrate that the application of mesotrione reduces the gas exchanges of maize and the treatments applied not protect the maize from the intoxication provided by the herbicide, and do not increase the productivity of the crop. A randomized block design was used for soybean with five treatments and five replications: irrigated control; drought control; seed inoculation with A. brasilense in drought; foliar spray application A. brasilense in drought; foliar spray application auxin, gibberellin and cytokinin in drought. The imposition of drought occurred in full bloom, with daily evaluations. The evaluation consisted of soil gravimetric moisture, relative water content, photosynthetic response curves in function of different photon flux densities, gas exchange, chlorophyll a fluorescence, antioxidant enzyme activity, photosynthetic pigment content, and production components per plant at the end of the crop. In general, the results show that the foliar spray application of A. brasilense or plant growth regulator alleviates the effects of the drought in photosynthetic curves, in gas exchange, in chlorophyll a fluorescence, in photosynthetic pigment content and increase the activity of the enzyme system by reducing lipid peroxidation. When considering the production by plants all the treatments employed mitigate the losses in relation to the drought control. Therefore, the use of A. brasilense via seed or foliar spray application and plant regulators via foliar spray do not bring beneficial effects on the intoxication of corn with mesotrione. However, when considering the drought in the soybean, the treatments soften the losses in yield per plant due to mitigate the effects on plant biochemical and physiological system.
Keywords: Inibidores da biossíntese de carotenoides
Trocas gasosas
Atividades enzimática
Estresse oxidativo
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: BULEGON, Lucas Guilherme. Azospirillum brasilense e reguladores vegetais na mitigação dos efeitos da intoxicação por mesotriona no milho e do déficit hídrico na soja. 2019. 192 f. Tese ( Doutorado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/4167
Issue Date: 21-Feb-2019
Appears in Collections:Doutorado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lucas_Bulegon_20192.9 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons