Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3859
Tipo do documento: Dissertação
Title: A influência do processo de construção da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu na reconfiguração territorial dos municípios atingidos nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná-Brasil
Autor: Mendes, Jhones Donizetti 
Primeiro orientador: Dias, Edson dos Santos
Primeiro membro da banca: Dias, Edson dos Santos
Segundo membro da banca: Rocha, Humberto José da
Terceiro membro da banca: Roos, Djoni
Resumo: A implantação de usinas hidrelétricas no Brasil é vista como sinônimo de progresso e de desenvolvimento por parte de muitos sujeitos sociais, hoje somos dependentes dela, embora 30% da energia gerada por hidrelétricas seja para alimentar a produção industrial. Muitos ambientalistas manifestam-se contrários à implantação de hidrelétricas pelo fato de seus inúmeros impactos ambientais. Contudo, em menor publicidade, existem os impactos sociais ocasionados pela implantação desses projetos hidrelétricos que não podem passar por despercebidos, devido às complexidades das reconfigurações multiterritoriais acarretadas pelo empreendimento. Seguindo esta vertente, o presente trabalho aborda a influência do processo de construção da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu na reconfiguração territorial dos municípios atingidos nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná, compreendendo os processos de territorialização, desterritorialização e reterritorialização da população atingida pelo processo de construção da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu (prevista para operar no segundo semestre de 2018), nos municípios de Capanema, Capitão Leônidas Marques, Planalto, Realeza e Nova Prata do Iguaçu. Pretende-se enquanto objetivos específicos compreender as relações de: a) desterritorialização; b) as propostas de reterritorialização e; c) as negociações entre os representantes pelo empreendimento e os agentes atingidos. Para executar a pesquisa, foram realizadas leituras específicas a fim de compreender a concepção dessa categoria social - de atingido. Ainda, foram realizadas consultas a diversos meios de informação que abordaram o assunto e, também, entrevistas semiestruturadas gravadas em áudio, com os diversos sujeitos sociais envolvidos. Através da pesquisa, pôde-se compreender a reconfiguração das multiterritorialidades por meio dos processos de desterritorialização e de reterritorialização da população atingida, assim como, as negociações dos territórios e os conflitos gerados. As manifestações dos atingidos ocorreram sob a forte aliança e organização da população atingida, com acampamentos e confronto com a polícia para não deixarem que seus direitos continuem sendo violados, afinal, não foi o atingido que pediu para a usina se instalar ali e, sim, ela que veio ocupar esse espaço e ainda não quer indenizar o atingido conforme o que lhe é de direito. A prática de entrevistar os atingidos permitiu conhecer detalhes do apego ao lugar e das tensões geradas ante as negociações. A memória do atingido, traz as lembranças de sua vivência nesse espaço que posteriormente, poderá ser o canteiro de obras, ficar debaixo d’água ou pertencente a uma Área de Proteção Permanente.
Abstract: The establishment of hydroelectric plants in Brazil is seen as a synonymous with progress and development by many social subjects. Nowadays, we are dependent on it, even though 30% of the energy generated by hydroelectric plants is to feed industrial production. Many environmentalists are opposed to the implementation of hydroelectric plants because of their innumerable environmental impacts. Furthermore, in a less notorious way, there are social impacts caused by the implementation of these hydroelectric projects that cannot go unnoticed, due to the complexities of the multi-territorial reconfigurations entailed by such an endeavor. Based on this thought, the present work addresses the influence of the construction process of the Baixo Iguaçu Hydroelectric Power Plant in the territorial reconfiguration of the municipalities affected in the western and southwestern regions of Paraná state, Brazil, including the processes of territorialization, deterritorialization and reterritorialization of the population affected by the construction of the Baixo Iguaçu Hydroelectric Plant (expected to operate in the second semester of 2018), in the municipalities of Capanema, Capitão Leonidas Marques, Planalto, Realeza and Nova Prata of Iguaçu. It is intended as specific objectives to understand the relations of: a) deterritorialization; b) the proposals for reterritorialization and; c) the negotiations between the representatives by the hydroelectric projects and the affected agents. To carry out the research, specific readings were studied to understand the conception of this social category: the affected subject. Several types of media were also consulted about their approach on the subject. Semi-structured interviews were also recorded in audio with various social subjects involved in the case. Through this research, it was possible to understand the reconfiguration of multiterritorialities by the processes of deterritorialization and reterritorialization of the population affected, as well as the negotiations of the territories and the conflicts generated. The claims of the victims occurred under the strong alliance and organization of the population affected, with camps and even confrontation with the police to not let their rights continue being violated, after all, it was not the affected ones that asked the plant to be settled in their region, but it was the plant which came to occupy the space and still does not want to recompense the victims according to what is rightfully theirs. The practice of interviewing the affected subjects allowed an acquaintance of the details of their attachment to the place and the tensions generated before the negotiations. The memory of the victims brings the memories of their experience in this space that can later be a construction site, be underwater, or be within a Permanent Protection Area.
Keywords: Multiterritorialidade
Atingidos
Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu
CNPq areas: CIÊNCIAS HUMANAS:GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas, Educação e Letras
Program: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: MENDES, Jhones Donizetti. A influência do processo de construção da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu na reconfiguração territorial dos municípios atingidos nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná-Brasil. 2018. 285 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3859
Issue Date: 29-Jun-2018
Appears in Collections:Mestrado em Geografia (MCR)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jhones_Mendes_20189.77 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons