Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3852
Tipo do documento: Dissertação
Title: Qualidade fisiológica e armazenamento de sementes de Myrcianthes pungens (Berg) Legr.
Autor: Gibbert, Patrícia 
Primeiro orientador: Malavasi, Marlene de Matos
Primeiro coorientador: Dranski, João Alexandre Lopes
Segundo coorientador: Malavasi, Ubirajara Contro
Primeiro membro da banca: Malavasi, Marlene de Matos
Segundo membro da banca: Malavasi, Ubirajara Contro
Terceiro membro da banca: Dranski, João Alexandre Lopes
Quarto membro da banca: Schneider, Cristina Fernanda
Resumo: A produção irregular de sementes arbóreas nativas, torna importante a conservação do material genético disponível. Myrcianthes pungens (guabiju) possui sementes recalcitrantes, logo o desafio é preservar o potencial fisiológico destas por métodos ex-situ. Sabe-se que a redução da eficiência respiratória é um bom indicador do início da deterioração de sementes. A determinação da atividade das desidrogenases (teste de tetrazólio (TZ) e mensuração da atividade respiratória (MAR)) poderão auxiliar na definição das condições adequadas para manter a longevidade das sementes. Objetivou-se padronizar a metodologia do TZ. Adicionalmente, estudou-se o comportamento fisiológico e bioquímico de sementes de guabiju armazenadas em diferentes embalagens por até 10 meses. Coletou-se sementes em Toledo (M1), Pato Bragado (M2) e Marechal Cândido Rondon (M3). Determinou-se o teor de água (TA). Para padronização do TZ, testou-se preparo e pré-condicionamento das sementes. Testouse as temperaturas de 30 e 40 °C e concentrações de 0,50, 0,75, 1,00, 1,25 e 1,50% de sal de tetrazólio por 24 horas. Adicionalmente realizou-se o teste de germinação (TG). Para o armazenamento, avaliou-se inicialmente as sementes pelo TA, TG e teste de emergência (TE). Armazenou-se sementes em câmara fria e seca em embalagens de plástico, vidro e papel com TA inicial por zero, dois, quatro, seis, oito e dez meses. Para cada período de armazenamento realizou-se o TA, TG, TZ e MAR. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado e análise não paramétrica de Friedman. Sementes recém colhidas apresentaram 39,4, 40,4 e 39,3% de TA para M1, M2 e M3. Sementes sem embebição e com tegumento não coloriram, as com corte, coloriram excessivamente. As porcentagens de TZ foram similares as do TG. Inicialmente a germinação foi de 92, 86 e 85% e a emergência 82, 84 e 53% para M1, M2 e M3 respectivamente. Durante o armazenamento o TA manteve-se para as sementes armazenadas no vidro e plástico e diminuiu para o papel. A germinação para sementes armazenadas no plástico permaneceu elevada até os dez meses. Para vidro e papel apenas até os dois meses. A porcentagem de sementes mortas e não germinadas, porém viáveis, índice de velocidade e tempo médio de germinação, comprimento e massa de matéria seca de plântulas diminuíram de acordo com o TG para vidro e papel e variaram para plástico. O TZ apontou viabilidade até os dez, dois e quatro meses para plástico, vidro e papel respectivamente. A MAR para papel aumentou, para vidro diminuiu e para plástico manteve-se com pequenas variações. Deve-se realizar o TZ com pré-condicionamento das sementes sem tegumento por 24 horas seguido de embebição em solução de tetrazólio 0,75% por 24 horas a 30 °C. O plástico foi a melhor embalagem de armazenamento das sementes de guabiju, mantendo a viabilidade e vigor das mesmas pelo período de 10 meses. As demais embalagens, mantiveram a viabilidade e vigor por apenas 2 meses, não sendo recomendada para a espécie.
Abstract: The irregular production of native tree seeds, makes it important to the conservation of the genetic material available. Myrcianthes pungens has recalcitrant seeds, then the challenge is to preserve the physiological potential by ex-situ methods. It is known that the reduction of respiratory efficiency is a good indicator of the beginning of seed deterioration. The determination of dehydrogenases activity (tetrazolium test (ZT) and measurement of respiratory activity (MRA)) may assist in defining the adequate conditions to maintain the longevity of seeds. The aim was to standardize the ZT methodology. Additionally, the physiological and biochemical behavior of guabiju seeds stored in different packages for up to 10 months was studied. Seeds were collected in Toledo (M1), Pato Bragado (M2) and Marechal Cândido Rondon (M3). The water content (WC) was determined. For ZT standardization, seed preparation and pre-conditioning were tested. The temperatures of 30 and 40 °C and concentrations of 0,50, 0,75, 1,00, 1,25 and 1,50% of tetrazolium salt were tested for 24 hours. In addition, the germination test (GT) was performed. For storage, the seeds were initially evaluated by WC, GT and emergency test (ET). Seeds were stored in cold and dry chamber in plastic, glass and paper containers at initial WC for zero, two, four, six, eight and ten months. For each storage period, the WC, GT, ZT and MRA were carried out. A completely randomized design and non-parametric Friedman analysis were used. Freshly harvested seeds had 39,4, 40,4 and 39,3% WC for M1, M2 and M3. Seeds without imbibition and with tegument did not color, with cut, colored excessively. The percentages of ZT were similar to those of GT. Initially germination was 92, 86 and 85% and emergence 82, 84 and 53% for M1, M2 and M3 respectively. During storage WC kept for seeds stored in glass and plastic and decreased for paper. Germination for seeds stored in the plastic remained high up to ten months. For glass and paper only up to two months. The percentage of dead and non-germinated but viable seeds, speed index and mean germination time, seedling dry mass and mass decreased according to GT for glass and paper and varied for plastic. The ZT indicated viability up to ten, two and four months for plastic, glass and paper respectively. The MRA for paper increased, for glass decreased and for plastic remained with slight variations. The ZT must be performed with preconditioning of the seeds without integument for 24 hours followed by soaking in 0,75% solution of tetrazolium for 24 hours at 30 °C. The plastic was the best storage packaging of the guabiju seeds, maintaining the viability and vigor of the seeds for the period of 10 months. The other packages, maintaining the viability and vigor for only 2 months, and are not recommended for the species.
Keywords: Guabiju
Espécie florestal
Germinação
Vigor
Viabilidade
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: GIBBERT, Patrícia. Qualidade fisiológica e armazenamento de sementes de Myrcianthes pungens (Berg) Legr. 2018. 59 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3852
Issue Date: 2-May-2018
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patrícia_Gibbert_20181.13 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons