Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3824
Tipo do documento: Dissertação
Title: “Nono, vem aqui que tem gente”: cultura e identidade na comunidade São Pio X – km 20, Francisco Beltrão, Paraná
Other Titles: “Grandpa, come here that there are people": culture and identity in São Pio X - Km 20 Community, Francisco Beltrão, Paraná
Autor: Oliveira, Aline Tortora de 
Primeiro orientador: Marques, Sônia Maria dos Santos
Primeiro membro da banca: Marques, Sônia Maria dos Santos
Segundo membro da banca: Castanha, André Paulo
Terceiro membro da banca: Schneider, Claídes Rejane
Quarto membro da banca: Bernartt, Maria de Lourdes
Quinto membro da banca: Wenczenovicz, Thaís Janaina
Resumo: A dissertação analisa a identidade cultural da comunidade São Pio X – Km 20, de Francisco Beltrão, Paraná. Na investigação, estabelecemos como problema de pesquisa o questionamento: Como os moradores da Comunidade, constroem a identidade cultural? Traçamos como objetivo geral registrar a história da comunidade São Pio X, compreendendo o processo de identidade e identificação cultural. Os objetivos específicos enunciados foram: a) identificar os marcadores culturais selecionados pelos moradores da comunidade São Pio X como elementos de identidade; b) apontar as correlações entre a herança cultural dos descendentes italianos e o processo de identificação da comunidade; c) estabelecer os significados da escola e da igreja para a identidade cultural assumida pelos moradores da comunidade São Pio X; d) analisar o significado das festas para a construção do processo de identidade e identificação. Tratase de uma pesquisa qualitativa de tipo etnográfica, na qual utilizamos os seguintes instrumentos para a coleta de dados: a) observação e descrição; b) registro fotográfico (registrados pela pesquisadora e constante no acervo pessoal dos moradores da comunidade; c) análise documental (Livros Atas, Jornal de Beltrão e documentos oficiais); d) Diário de Campo; e) entrevistas narrativas. Selecionamos a igreja, a escola e a festa da Cultura Italiana – Fest Vin, como os principais espaços de socialidade, nos quais os moradores participam e moldam suas identidades. A alimentação, as crenças religiosas e as festividades, compõem os costumes diários dos moradores. A principal intenção da investigação é perceber como os moradores constroem a identidade cultural nesses espaços e lugares e as relações com as identidades que estes sujeitos assumem. Para dar suporte teórico-metodológico às ações utilizamos as contribuições de Bauman (2005), Costa (1985), Geertz (1981), Hall (2015), Iotti (2001, 2010), Kossoy (2009), Lazier (2003, 1997, 1986), Marques (2008), Martins (1986), Scheneider (2012), Vannini (2003), Wenczenovicz (2014), entre outros. Nos anos de 2016 e 2017, buscamos as informações que compõem a dissertação. A totalidade do material coletado e analisado indica que os moradores do lócus da pesquisa usam marcadores culturais para emoldurar os processos de identidade e identificação. Dentre estes destacam-se: a produção e usufruto dos alimentos, o uso de expressões da língua italiana para demarcar uma conexão com o passado e seus ancestrais que vieram da Itália; A religiosidade como elemento agregador e produtor do vínculo social e a vivência da festa. Há que se ressaltar o lugar ocupado pela escola: produção e disseminação de uma representação da etnia italiana. Tais marcadores foram identificados como determinantes de como os sujeitos se veem e são vistos.
Abstract: This dissertation analyzes the cultural identity of São Pio X – Km 20 community, from Francisco Beltrão, Paraná. In the investigation, we established as a research problem the question: How do community dwellers build cultural identity? We have as a general objective to record the history of São Pio X community, including the process of identity and cultural identification. The specific objectives stated were: a) to identify the cultural markers selected by residents of São Pio X community as elements of identity; b) to point out the correlations between the cultural heritage of the Italian descendants and the process of community identification; c) to establish the meanings of the school and the church to the cultural identity assumed by the residents of São Pio X community; d) to analyze the significance of the parties to the construction of the process of identity and identification. It is a qualitative research of ethnographic type, in which we use the following instruments for data collection: a) observation and description; b) photographic record (registered by the researcher and kept in the personal collection of the community residents; c) documentary analysis (Atas Books, Beltrão Journal and official documents); d) Field Diary; e) narrative interviews. We selected the church, the school and the feast of the Italian Culture – Fest Vin, as the main sociality spaces, in which the inhabitants participate and shape their identities. Food, religious beliefs and festivities make up the daily customs of the residents. The main intention of the research is to understand how the inhabitants construct the cultural identity in these spaces and places and the relations with the identities that these subjects assume. In order to give theoretical and methodological support to the actions we use the contributions of Bauman (2005), Costa (1985), Geertz (1981), Hall (2015), Iotti (2001, 2010), Kossoy 1986), Marques (2008), Martins (1986), Scheneider (2012), Vannini (2003), Wenczenovicz (2014), among others. In the years 2016 and 2017, we sought the information that compose the dissertation. The totality of the collected and analyzed material indicates that the locus of the research uses cultural markers to frame the processes of identity and identification. These include: the production and usufruct of food, the usage of Italian language expressions to demarcate a connection with the past and its ancestors that came from Italy; The religiosity as an aggregating element and producer of the social bond and the experience of the party. It is necessary to emphasize the place occupied by the school: production and dissemination of a representation of the Italian ethnicity. Such markers have been identified as determinants of how subjects see and perceive themselves.
Keywords: Identidade Cultural
Comunidade São Pio X – Km 20
Cultura Italiana
Saberes e Fazeres
Cultural Identity
São Pio X – Km 20 Community
Italian Culture
Knowing and doing
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Campun: Francisco Beltrão
Citation: OLIVEIRA, Aline Tortora de. “Nono, vem aqui que tem gente”: cultura e identidade na comunidade São Pio X – km 20, Francisco Beltrão, Paraná. 2018. 223 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3824
Issue Date: 29-Mar-2018
Appears in Collections:Mestrado em Educação (FBE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Aline Tortora de Oliveira - PDF.pdf14.74 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons