Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3202
Tipo do documento: Tese
Title: Silício e ácido giberélico na produção de gladíolos em ambiente protegido
Autor: Zanão, Maristela Pereira Carvalho 
Primeiro orientador: Fabíola, Villa
Primeiro membro da banca: Klosowski, Élcio Silvério
Segundo membro da banca: Braga, Gilberto Costa
Terceiro membro da banca: Fogaça, Luciana Alves
Quarto membro da banca: Magalhães, Hélida Mara
Quinto membro da banca: Fabíola, Villa
Resumo: A floricultura é uma atividade extremamente lucrativa. A cultura do gladíolo está entre as mais importantes flores de corte do país. A aplicação de silício e ácido giberélico tem apresentado resultados positivos em algumas flores de corte. Objetivou-se com o presente trabalho avaliar a aplicação de silício e ácido giberélico na cultura do gladíolo cultivado em vaso, em ambiente protegido. No primeiro experimento avaliou-se a aplicação de silício no substrato de cultivo de três cultivares de gladíolo. O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso, em esquema fatorial 3x4 [três cultivares de gladíolo (White Friendship, Rose Friendship e Red Beauty) x quatro doses de silício (0, 150, 300 e 600 mg dm-3)], com cinco repetições. Cada unidade experimental foi constituída de um vaso com duas plantas. Foram avaliadas características fitotécnicas, além dos teores foliares de nutrientes e silício. No segundo experimento avaliou-se a produção de hastes florais e cormos de gladíolo cv. White Friendship submetido a modos de aplicação e concentrações de ácido giberélico. O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso, em esquema fatorial 2x4 [dois modos de aplicação de GA3 (imersão dos cormos e pulverização foliar) x quatro concentrações (0, 250, 500 e 1000 mg L-1 de GA3)], contendo seis repetições e duas plantas por unidade experimental. As cultivares de gladíolo White Friendship e Red Beauty produziram plantas mais altas, com hastes florais de maior comprimento, diâmetro e massa seca do que a cultivar Rose Friendship. A ordem do teor de nutrientes nas folhas das três cultivares foi a mesma, sendo K > N > Ca > Mg > S > P > Fe > Mn > B > Zn > Cu. As cultivares de gladíolo foram classificadas como não acumuladoras de Si. A aplicação de Si no substrato de cultivo das cultivares de gladíolo não influenciou nenhuma variável fitotécnica e absorção de nutrientes. Altas concentrações de GA3 não são recomendadas para a produção de hastes florais e cormos de gladíolo cv. White Friendship. O modo de aplicação por imersão do cormo antecipa o ponto de colheita das hastes florais e produz maior número de cormilhos por planta. Independentemente do modo de aplicação, 550 mg L-1 de GA3 incrementam a produção de cormilhos da cv. White Friendship.
Abstract: Floriculture is an extremely lucrative activity. The gladiolus is among the most important cut flowers in the country. The application of silicon and gibberellic acid has shown positive results in some cut flowers. The objective of this work was to evaluate the application of silicon and gibberellic acid in the gladiolus cultivated in a pot in a protected environment. In the first experiment the silicon application in drench to the cultivation substrate of three gladiolus cultivars was evaluated. The experimental design was a randomized block design in a 3x4 factorial scheme [three gladiolus cultivars (White Friendship, Rose Friendship and Red Beauty) x four doses of silicon (0, 150, 300 and 600 mg dm-3)], with five replicates. Each experimental unit consisted of a pot with two plants. Phytotechnical characteristics were evaluated in addition to nutrients and silicon foliar contents. In the second experiment were evaluated high concentrations and application methods of gibberellic acid for the production of flower spikes and corms of gladiolus cv. White Friendship. The experimental design was randomized blocks with two application methods of gibberellic acid (GA3): foliar spray and corm soaking. Each application of GA3 was carried out at four concentrations (0, 250, 500, 1000 mg L-1 of GA3), and was replicated six times. The cultivars White Friendship and Red Beauty produced taller plants, with longer, larger and heavier flower stems. The order of nutrient content in the leaves of the three cultivars was the same, with K > N > Ca > Mg > S > P > Fe > Mn > B > Zn > Cu. The gladiolus cultivars were classified as non-accumulating of Si. The application of Si in the gladiolus culture did not influence any evaluated phytotechnical variables and nutrient uptake. High concentrations of GA3 are not recommended for the production of flower spikes and corms of the gladiolus ‘White Friendship’cultivar. Corm soaking anticipated spike harvest and boosted cormel-per-plant yield. Regardless of the application method, 550 mg L-1 of GA3 increased cormel yield.
Keywords: Gladiolus x grandiflorus Hort
Regulador vegetal
Nutrição
Flor de corte
Floricultura
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA:FITOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: ZANÃO, Maristela Pereira Carvalho. Silício e ácido giberélico na produção de gladíolos em ambiente protegido. 2017. 38 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3202
Issue Date: 24-Feb-2017
Appears in Collections:Doutorado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maristela_Zanão_ 2017901.35 kBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons