Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3011
Tipo do documento: Dissertação
Title: Territorialidades da agricultura orgânica e da agroecologia na microrregião de Erechim/RS a partir das ações socioambientais do CAPA e do CETAP
Other Titles: Territorialities of organic agriculture and of agroecology in the microregion of ERECHIM/RS from the socio-environmental actions of the CAPA and of the CETAP
Autor: Gaboardi, Shaiane Carla 
Primeiro orientador: Candiotto, Luciano Zanetti Pessôa
Primeiro membro da banca: Candiotto, Luciano Zanetti Pessôa
Segundo membro da banca: Carrijo, Beatriz Rodrigues
Terceiro membro da banca: Gomez, Jorge Ramon Montenegro
Quarto membro da banca: Eduardo, Marcio Freitas
Resumo: No Brasil, sobretudo, após a década de 1960, a base técnica e econômica da agricultura transformou-se, atrelada aos preceitos técnicos e científicos da Revolução Verde, a qual estava vinculada à doutrina desenvolvimentista e a um discurso de modernização da agricultura. A Revolução Verde induziu um processo de especialização produtiva e a disseminação do empreendedorismo baseado na economia agroexportadora, além da forte dependência de produtos dominados por grandes complexos agroindustriais, como por exemplo, de maquinários agrícolas e agroquímicos. As relações capitalistas no campo foram intensificadas a partir deste período, levando a diversos impactos sociais e ambientais. Consequentemente, movimentos sociais e organizações populares passaram a questionar e contestar as consequências danosas da modernização da agricultura. Entre estes movimentos, na Microrregião de Erechim, localizada no Norte do estado do Rio Grande do Sul destacam-se duas organizações não–governamentais que atuam desde a década de 1980: o Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) e o Centro de Tecnologias Alternativas Populares (CETAP). Na presente dissertação de mestrado objetivamos analisar as ações de apoio à agricultura orgânica e à agroecologia desenvolvidas pelo CAPA e pelo CETAP na Microrregião de Erechim, com ênfase naquelas voltadas à conservação ambiental. Para tanto, os procedimentos metodológicos se basearam em três eixos principais: 1) Revisão bibliográfica, que envolve as questões acerca da natureza, do desenvolvimento, da agricultura orgânica e também da agroecologia; 2) Coleta e sistematização de dados junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Fundação de Economia e Estatística do Estado do Rio Grande do Sul (FEE), de forma a caracterizar a estrutura fundiária, a dinâmica populacional e, principalmente, dados acerca do uso da terra; 3) Trabalhos de campo e realização de entrevistas junto à funcionários da duas ONGs e em unidades familiares atendidas por elas. As características particulares e a complexidade da realidade fazem com que as ações dessas duas organizações efetivem-se para além dos aspectos ambientais. Ao mesmo tempo em que as ONGs promovem a conservação e preservação do meio ambiente buscando a sustentabilidade dos agroecossistemas, focam também nos aspectos econômicos (comercialização e certificação), culturais (conhecimentos tradicionais) e políticos (falta de assistência técnica e de políticas públicas específicas) que envolvem a temática da agroecologia. O ponto de partida das experiências mais exitosas encontradas em nossa pesquisa foi a partir da prática da agricultura orgânica como uma alternativa de renda. Mas com o passar do tempo, com a transição agroecológica, outras dimensões da vida dos agricultores passaram a serem consideradas, como a saúde, a satisfação, as questões de gênero, o resgate da dimensão cultural, a conservação dos recursos naturais, entre outras, que suscitaram e continuam suscitando o protagonismo e a “r-existência” dos agricultores envolvidos nos projetos das instituições.
Abstract: In Brazil, mainly after the 1960's, the technical and economic basis of agriculture has changed, connected to the technical and scientific precepts of the Green Revolution, which was linked to the developmental doctrine and to a speech of agriculture modernization. The Green Revolution induced a process of productive specialization and the dissemination of entrepreneurship based on the agro-export economy, in addition to a strong dependency of products controlled by great agro-industrial complexes, such as agrochemicals and agricultural machinery. Capitalist relations in on countryside was intensified after this period, generating many social and environmental impacts. Thereafter, social movements and popular organizations started questioning and contesting the harmful effects of agriculture modernization. Among these movements, in the Microregion of Erechim, located in the north of the state of Rio Grande do Sul, two non-governmental organizations which operate since the 1980's can be highlighted: the Center for Support and Promotion of Agroecology (CAPA) and the Center for Popular Alternative Technologies (CETAP). On this master’s dissertation, we aim at analyzing the actions that support organic agriculture and agroecology developed by the CAPA and the CETAP on the Microregion of Erechim, with emphasis on those focused on environmental conservation. Therefore, the methodological procedures were based on three main axes: 1) Literature review, which includes issues about nature, development, organic agriculture and also agroecology; 2) Data collection and systematization at the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) and at the Economics and Statistics Foundation of Rio Grande do Sul (FEE), in order to characterize the land distribution, the population dynamics, and mainly, data about land use; 3) Field studies and interviews with employees of both of the NGOs and in family units assisted by them. The particular characteristics and the complexity of the reality make the actions of these two organizations take place beyond environmental aspects. At the same time that these NGOs promote conservation and preservation of the environment seeking the sustainability of agrosystems, they also focus on economic (commercialization and certification), cultural (traditional knowledge) and political aspects (lack of technical support and of specific public policies) which involve the agroecology theme. The starting point of the most successful experiences found on our research was through the practice of organic agriculture as an alternative income. Nevertheless, in the course of time, with the agroecological transition, other aspects of the farmers' lives started to be considered, such as health, satisfaction, gender issues, rescue of the cultural dimension, natural resources conservation, among others, which have evoked and keep evoking the protagonism and the existence of the farmers involved in the projects of the institutions.
Keywords: Agroecologia
Agricultura Orgânica
Natureza
Desenvolvimento
Microrregião de Erechim
Agroecology
Organic Agriculture
Nature
Development
Microregion of Erechim
CNPq areas: GEOGRAFIA REGIONAL::ANALISE REGIONAL
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Campun: Francisco Beltrão
Citation: GABOARDI, Shaiane Carla. Territorialidades da agricultura orgânica e da agroecologia na microrregião de Erechim/RS a partir das ações socioambientais do CAPA e do CETAP. 2017. 170 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/3011
Issue Date: 21-Feb-2017
Appears in Collections:Mestrado em Geografia (FBE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SHAIANE_Carla_GABOARDI_2017.pdf6.38 MBAdobe PDFView/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons