Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2942
Tipo do documento: Dissertação
Title: Experiências agroecológicas na agricultura familiar em assentamentos de reforma agrária do MST: entre o ideal e o concreto/estudo de caso do assentamento Ander Rodolfo Henrique – Diamante D’Oeste, Paraná
Other Titles: Agroecological experiences in family agriculture in agrarian reform settlements of the MST: between the ideal and the concrete / case study of the settlement Ander Rodolfo Henrique - Diamante D'Oeste, Paraná
Autor: Souza, André Luiz de 
Primeiro orientador: Lazzaretti, Miguel Ângelo
Primeiro membro da banca: Silva, Luciana Henrique da
Segundo membro da banca: Scopinho, Rosemeire Aparecida
Terceiro membro da banca: Schallenberger, Erneldo
Resumo: Esta pesquisa consiste nos resultados da dissertação de mestrado em Ciências Sociais, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Estadual do Oeste do Paraná -Unioeste, Campus de Toledo - PR. A delimitação da problemática tem como eixo as práticas agroecológicas em áreas de assentamentos rurais da reforma agrária do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O estudo teve por objetivo geral analisar os processos de ruptura e de descontinuidade das práticas agroecológicas no assentamento. A pesquisa realizou-se no assentamento Ander Rodolfo Henrique, em Diamante D´Oeste - PR. Nesse local, há108 famílias assentadas e distribuídas em uma área total de 3.097,69 hectares, o que constitui mais um avanço para a reforma agrária e para as lutas dos trabalhadores organizados do campo. A constituição do assentamento Ander Rodolfo Henrique é um processo de luta camponesa pelo território contra o capital, sobretudo pela forma das organizações e definições da matriz de produção, sendo que o MST optou pela transição agroecológica e priorizou a produção do autossustento familiar em contraponto ao modelo agroquímico proposto pelo agronegócio. A agroecologia constituiu-se como princípio a ser seguido pelas famílias, o que delimitou a constituição de um novo modelo de assentamento no estado do Paraná, sendo um desafio para esses sujeitos alicerçarem um plano de desenvolvimento sustentável. No entanto, em 2013, esse processo foi revertido e tanto o PDA (projeto de desenvolvimento do assentamento) quanto o regimento interno foram abandonados. Por isso, esta pesquisa destinou-se a compreender quais foram os aspectos que influenciaram a ruptura do modelo agroecológico adotado até então. Podemos afirmar que foram diversos fatores que contribuíram para a desestruturação do projeto de assentamento com bases agroecológica. Forças externas e internas foram decisivas para rompimento da matriz agroecológica, principalmente em relação ao aparato do Agronegócio nos aspectos objetivos e subjetivos nas decisões dos assentados. E, acima de tudo, condutas equivocadas pelo MST, perante as novas práticas agrícolas que seriam adotadas pelas famílias. Reiteramos que a agroecologia, nos espaços da reforma agrária, vem para fortalecer o desenvolvimento rural sustentável, aglutinando força no campo e na cidade e, acima de tudo, possibilitando dignidade aos povos do campo com compromisso dos valores humanos e responsabilidade social e não pode ser implantada e/ou entendida apenas como uma dívida moral para como MST no espaço dos assentamentos.
Abstract: This research consists of the results of the dissertation in Social Sciences, developed in the Post-Graduation Program in Social Sciences of Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Toledo – PR campus. The delimitation of the problematic has as its axis the agroecological practices in rural agrarian reform settlements of Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). The objective of this study was to analyze the processes of rupture and discontinuity of agroecological practices in the settlement. The research was carried out in Assentamento Ander Rodolfo Henrique, in Diamante D'Oeste - PR. In this settlement, There are 108 families settled and distributed in a total area of 3,097.69 hectares, which is another advance for agrarian reform and for the struggles of organized workers in the countryside. The constitution of Assentamento Ander Rodolfo Henrique is a process of peasant struggle for the territory against the capital, especially struggle over the forms of organization and the definition of the production matrix, in which MST opted for the agroecological transition and prioritized the production of family self-sufficiency as opposed to the agrochemical model proposed by agribusiness. Agroecology constituted a principle to be followed by the families, which delimited the constitution of a new settlement model in the state of Paraná, being a challenge for these subjects to establish a sustainable development plan. However, in 2013, this process was reversed and both the PDA (settlement development project) and the internal regiment were abandoned. Therefore, this research was intended to understand the aspects that influenced the rupture of the agroecological model adopted until then. We can affirm that there were several factors that contributed to the destructuring of the agroecology-based settlement project. External and internal forces were decisive for breaking the agroecological matrix, especially the ones related to the Agribusiness apparatus in the objective and subjective aspects of the settlers decisions. And, above all, misconduct by the MST, towards the new agricultural practices that would be adopted by families. We reiterate that agroecology, in the field of agrarian reform, comes to strengthen sustainable rural development, joining forces in the countryside and in the city and, above all, enabling dignity to the rural peoples with commitment of human values and social responsibility and can not be established and / or understood only as a moral debt to MST in the settlements.
Keywords: Agroecologia
Assentamento
Divida moral
Sustentabilidade
Ruptura
Reforma agrária
Agroecology
Settlement
Moral debt
Sustainability
Rupture
Agrarian reform.
CNPq areas: OUTROS::CIENCIAS SOCIAIS
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Sociais
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Campun: Toledo
Citation: SOUZA, André Luiz de. Experiências agroecológicas na agricultura familiar em assentamentos de reforma agrária do MST: entre o ideal e o concreto/estudo de caso do assentamento Ander Rodolfo Henrique – Diamante D’Oeste, Paraná. 2017. 168 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2942
Issue Date: 20-Mar-2017
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Sociais (TOL)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andre_Souza_2017.pdf2.59 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.