Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2545
Tipo do documento: Dissertação
Title: Representações de saúde e doença por profissionais da Saúde no contexto pluricultural de fronteira.
Other Titles: Representations of health and illness by health professionals in a multicultural context boundary.
Autor: Duarte, Teresa Cristina 
Primeiro orientador: Santos, Maria Elena Pires
Primeiro membro da banca: Silva, Regina Coeli Machado e
Segundo membro da banca: Rosa, Miriam Suzéte de Oliveira
Resumo: O modelo biomédico institucionalmente assumido na Saúde, hoje, tem se apresentado incapaz de alcançar a integralidade no atendimento ao sujeito. O conflito pelo qual esse setor tem passado revela que o trabalho nesta área tem exigido conhecimentos mais profundos do ser humano, que encontra sentido no contexto. Entre os muitos desafios colocados aos profissionais da área da Saúde, inseridos em um contexto de fronteiras, há o de compreender aspectos que envolvem as diferenças culturais e suas representações sociais, o que motivou a proposição da presente pesquisa. Com o objetivo de investigar como os profissionais da Saúde no cenário pluricultural de fronteira constroem, em suas práticas discursivas, representações sobre saúde-doença, foram elaboradas três perguntas de pesquisa: a) Como foi sendo (re)significado o conceito de saúde e doença e qual o papel da interdisciplinaridade no contexto atual?; b) Como as representações sobre diferenças culturais influenciam em suas práticas profissionais? e c) Quais representações são construídas pelos profissionais da Saúde sobre a saúde e a doença? Para responder às perguntas, foi seguida a abordagem metodológica qualitativa/interpretativista. A geração de dados para a análise foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas com dez participantes, gravadas em áudio. Também foi utilizado diário de campo. Surgiram como categorias das representações formuladas sobre as diferenças culturais e a influência delas nas práticas profissionais: as culturas plurais que apareceram devido às diferenças presentes em todas as relações, a presença da flexibilidade das práticas adotadas pelos profissionais da Saúde diante da necessidade cultural do indivíduo e o paradoxo entre reconhecer a importância da cultura e a falta de aplicação prática, apontados principalmente pelo modelo biomédico vigente de Saúde. As representações de saúde e de doença pelos profissionais da Saúde permitiram observar a aceitação deste conceito como sendo um processo dinâmico que se estabelece individualmente, ideia geral dividida em três categorias: a relação com o bem-estar; o processo dinâmico; as percepções individuais. Ficou evidente, pelas análises, que o contato com pessoas de outras culturas provoca mudanças, que, em sua maioria, mostraram-se positivas no sentido de que o profissional apresenta-se mais aberto, flexível e atento ao outro, fator que contribui para representar que saúde e doença são condicionadas por fatores externos e determinadas pelo indivíduo.
Abstract: The biomedical model institutionally assumed in Healthcare today has been unable to achieve comprehensiveness regarding individual care. The conflict this sector is facing has required a deeper understanding of the human being, whos meaning is found in the context. Among the many challenges facing health professionals embedded in a context of borders, there is the understanding of aspects involving cultural differences and social representations, which motivated the proposition of this very research. In order to investigate how health professionals in the plurilcultural border scenario build their discursive practices, representations of health and desease, three research questions were developed: a) How the (re) meaning of the concept of health and disease and the role of interdisciplinarity in the current context representations of health and desease, three research questions were developed has been made? b) How the representations of cultural differences influence their professional practice? c) What representations are formed by health professionals on health and disease? To answer these questions a qualitative / interpretive methodological approach was followed. The generation of data for the analysis was conducted through audio-recorded semi-structured interviews with 10 participants. A field diary was also used. As categories emerged from the formulated representations regarding cultural differences and their influences in professional practices we have: cultural plural due to differences present in all relationships, the presence of practices flexibility adopted by health professionals facing the individual‟s cultural needs and the paradox between recognizing the importance of culture and the lack of it‟s effective application, indicated primarily by the biomedical model of health. The representations of health and desease by health professionals allowed to observe the acceptance of this concept as a dynamic process that is individually established with an overview divided into three categories: the relation with well-being; the dynamic process; the individual perceptions. Through the analysis it was evident that contact with people from other cultures leads to changes which, in most cases, were positive in the sense that the professional has become more open, flexible and attentive to the other, a factor that contributes to health and disease representation to be conditioned by external factors and determined by the individual.
Keywords: fronteira
representação
cultura
conceito saúde-doença
Border
representation
culture
concept health and disease
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS:SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Educação, Letras e Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Cultura e Fronteiras
Campun: Foz do Iguaçu
Citation: DUARTE, Teresa Cristina. Representações de saúde e doença por profissionais da Saúde no contexto pluricultural de fronteira. 2014. 113 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Cultura e Fronteiras) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2545
Issue Date: 20-Feb-2014
Appears in Collections:Mestrado em Sociedade, Cultura e Fronteiras (FOZ)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Teresa_Duarte_2014.pdf1.79 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.