Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2335
Tipo do documento: Dissertação
Title: Memória, sociedade e simbolismo imaginário nos contos de Arriete Vilela e Berta Lucía Estrada Estrada.
Autor: Bombonato, Giancarla 
Primeiro orientador: Fleck, Gilmei Franscisco
Resumo: O estudo aqui empreendido, com base nas acepções de alguns críticos, como Maurice Halbwachs, Ecléa Bosi, Henri Bergon, Luiza Lobo, Elaine Showalter, Roberto Reis, Cassirer, Durand, Bachelard, dentre outros, pretende, por intermédio da leitura do corpus selecionado, identificar algumas características do discurso literário construído nas narrativas de Arriete Vilela (2011) e Berta Lucía Estrada Estrada (2008). As obras escolhidas são Féminas o el dulce aroma de las feromonas (2008) e Voces del silencio (2008), de Estrada Estrada, e Contos Reunidos (2011), o qual é uma coletânea dos livros Grande baú, a infância (2003), Maria Flor etc (2002), Tardios afetos (1999) e Farpa (1988), de Vilela. Temos como objetivo traçar um paralelo entre os contos das duas escritoras citadas a partir de temáticas que tratam da memória, da representação da mulher na sociedade e da interpretação literária por meio da atividade simbólica. Percebemos que, pela leitura dos contos, história, memória e literatura estão relacionadas, e a volta ao passado só é possível pela manipulação da linguagem. Inferimos, também, que uma lembrança trazida à memória de um personagem pode ser rememorada ou excluída, visto que os personagens têm percepções diferentes do momento em que um fato ocorre. Outra observação possível, a partir da leitura das narrativas, é a de que o discurso ficcional e o histórico dialogam entre si ao representar, interpretar e compreender o mundo por meio das recordações e da linguagem, visto que ambos os discursos produzem significados e se constituem como uma maneira de ver o mundo, ao tornar o passado inteligível. Em se tratando do fato de que o discurso literário está repleto de elementos representativos, observamos que os textos literários abordados efetivam a representação da mulher e o seu papel na sociedade. Entendemos, também, que a vida social é impossível fora de uma rede simbólica, pois o imaginário reconstrói, modifica, transforma ou idealiza o real.
Abstract: The study here presented, based on the definitions of a few critics, such as Maurice Halbwachs, Ecléa Bosi, Henri Bergon, Luiza Lobo, Elaine Showalter, Roberto Reis, Cassirer, Durand, Bachelard, amongst others, aims, through readings of the selected corpus, at identifying some features of the literary discourse constructed in the narratives of Arriete Vilela (2011) and Berta Lucía Estrada Estrada (2008). The works chosen to be part of the corpus of this research are Féminas o el dulce aroma de las feromonas (2008) andVoces del silencio (2008), by Estrada Estrada, and Contos Reunidos (2011), which is a collection of the books Grande baú, a infância (2003), Maria Flor etc (2002), Tardios afetos (1999) and Farpa (1988), by Vilela. We have the objective of making a comparison among the short stories written by the two female authors from subjects that deal with memory, representation of women in society and literary interpretation through symbolic activity. Some considerations were made from the reading of these short stories, especially concerning the fact that history, memory and literature are related. The returning to the past, experienced by most of the characters inscribed in these narratives, is only possible through the manipulation of the language, what is evident in the life stories told by Vilela and Estrada Estrada. We also notice that a remembrance brought to a character s memory can be remembered or excluded, since the characters have different perceptions of the moment in which a fact occurs. Another possible observation given by the reading of the narratives is the one that the fictional and the historical discourses dialog between themselves by representing, interpreting and understanding the world through recollections and through language, because both discourses produce meaning and constitute a way of seeing the world, by making the past intelligible. In the case of the fact that the literary discourse is filled with representative elements, we observe that the literary texts here discussed accomplish the representation of women and their role in society. It should be noted that it was possible to understand how the imaginary reconstructs, changes or idealize the real. Therefore, we understood that the social life is impossible outside a symbolic net.
Keywords: Arriete Vilela
Berta Lucía Estrada Estrada
memória social
imaginário
universo simbólico
Arriete Vilela
Berta Lucía Estrada Estrada
social memory
imaginary
symbolic universe
CNPq areas: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Linguagem e Sociedade
Program: Programa de Pós-Graduação "Stricto Sensu" em Letras
Citation: BOMBONATO, Giancarla. Memória, sociedade e simbolismo imaginário nos contos de Arriete Vilela e Berta Lucía Estrada Estrada.. 2013. 146 f. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Sociedade) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Cascavel, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2335
Issue Date: 2-Aug-2013
Appears in Collections:Mestrado em Letras (CVL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Giancarla.pdf919.33 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.