Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2244
Tipo do documento: Dissertação
Title: Ocupações e rendas das mulheres das famílias rurais na Região Sul: uma perspectiva de gênero
Other Titles: Occupations and the women s incomes of the country families in the South Region: a gender perspective
Autor: Tondo, Isabel de Souza Pereira 
Primeiro orientador: Staduto, Jefferson Andronio Ramundo
Primeiro coorientador: Nascimento, Carlos Alves do
Primeiro membro da banca: Leone, Eugênia Troncoso
Segundo membro da banca: Wadi, Yonissa Marmitt
Resumo: Este trabalho tem como objetivo mensurar e analisar a participação da mulher rural nas atividades agrícolas e não-agrícolas da Região Sul do Brasil, no período 2001 a 2005 na perspectiva de gênero, considerando as transformações que vem ocorrendo no meio rural e a sua relação com os papéis de gênero. Para a análise quantitativa foram utilizadas as tabulações especiais dos microdados da Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios PNAD. Pelos resultados da pesquisa constatou-se que houve um pequeno acréscimo no número total de mulheres ocupadas nas famílias rurais da Região Sul. Dentro do conjunto de mulheres conta-própria o mais numeroso verificou-se crescimento, no qual se destacaram as atividades não-agrícolas e pluriativas. Já no conjunto empregados, as atividades não-agrícolas têm apresentado crescimento significativo, no entanto, grande parte combinado com trabalho doméstico, fato que sinaliza para a precariedade destas ocupações e revela uma situação que não é mais desejável, pois o trabalho doméstico é praticamente a extensão das atividades das mulheres no lar e potencialmente pouco agrega nas relações de gênero. O aumento do número de mulheres ocupadas dentro das famílias conta-própria e empregados evidencia a existência de um rural brasileiro não apenas agrário, mas também como espaço de lazer, residência e de implantação de pequenas e médias agroindústrias, que, aliadas as transferências sociais, principalmente na forma de aposentadorias e pensões correspondem a uma parcela bastante expressiva na composição da renda das trabalhadoras rurais, capaz de contribuir para formar uma barreira de contenção ao êxodo rural. Há uma tendência de expansão das atividades não-agrícolas, as quais abrem oportunidades para as mulheres terem contato com as várias instituições e organizações do trabalho as quais são muito importantes para a problematização dos papéis de gênero na estrutura familiar de origem patriarcal no meio rural, de tal ordem que elas podem agregar e expressar de forma mais intensa a sua parcela de capital social, humano e sinérgico para o processo de desenvolvimento rural.
Abstract: This paper aims to measure and analyse the participation of rural women in agricultural and non-agricultural activities in the South Region of Brazil, during 2001 to 2005, in the gender perspective, considering the transforming perspective in rural area and their influence in gender roles. The special tabulations of the National Research of Domestic Samples PNAD were used for a quantitive analysis. According to the results, a little increase in the total number of employed women in rural families of the South Region was noticed. In the self-employed women family - the most numerous - it was verified an increase, pointing out the non-agricultural and pluriactive activities. In the employed group, the non-agricultural activities have presented a significative increase, however, the bigger amount is a combination of housework as well, a fact that indicates the precariousness of such ocupations and reveals an undesirable situation, because the housework is practically the extension of the women s activities at home and potentially little joins in the gender relationship. The increasing number of employed women inside the self-employed and employed families shows up the existence of a Brazilian rural not just agricultural, but also as a space for leisure, living and implantation of small and medium sized agro-industries, that in fact, allied to social transferences, mainly in the form of retirement and allowance corresponds to a very expressive parcel in the revenue composition of rural women workers, capable of contributing to form a containment barrier to the rural exodus. There is a tendency of expansion on non-agricultural activities, which opportunes the women to contact several working institutions and organizations that are very important to develop a problematization of gender roles inside the familiar structure of origin patriarchy in the agricultural environment, in such a way they can agregate and express intensely their social, human and sinergic capital parcel for the rural development process.
Keywords: Desenvolvimento rural
Trabalho feminino
Papéis de gênero
Região Sul
Rural development
Feminine work
Gender roles
South Region
Mulheres rurais - Emprego - Região Sul
Relações de gênero
Trabalhadoras rurais
Mulheres no desenvolvimento rural
Divisão do trabalho
Famílias rurais
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS::ECONOMIA AGRARIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Desenvolvimento regional e do Agronegócio
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Citation: TONDO, Isabel de Souza Pereira. Occupations and the women s incomes of the country families in the South Region: a gender perspective. 2008. 123 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento regional e do Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2244
Issue Date: 8-Aug-2008
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Isabel de S Pereira Tondo.pdf897.34 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.