Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2207
Tipo do documento: Dissertação
Title: Ação coletiva no contexto da agricultura familiar: um estudo na Associação de Produtores de Corumbataí do Sul
Other Titles: Collective action in the context of family agriculture: a study in South Corumbataí Producers Association
Autor: Tierling, Isielli Mayara Barzotto Martins 
Primeiro orientador: Schmidt, Carla Maria
Primeiro membro da banca: Staduto, Jefferson Andronio Ramundo
Segundo membro da banca: Lima, Isaura Alberton de
Resumo: O contexto atual e as perspectivas da pequena propriedade de produção rural têm suscitado estudos científicos que revelam o perfil e as diferentes formas de atuação da agricultura familiar. No Brasil, tem desempenhado importante papel nas esferas econômica e social, sendo classificada como importante fator de desenvolvimento, apesar das dificuldades por ela enfrentadas nos contextos regionais. Ao longo dos anos, a agricultura familiar se estabeleceu como um setor heterogêneo, em razão da diversidade de renda, atividades, tamanho da propriedade, dentre outros fatores. Consolidou-se de modo a ter como principal estratégia, a diversificação de produtos e processos para sobrevivência econômica e passou a ter o grande desafio de contribuir com a segurança alimentar, uma vez que produz 70% dos alimentos consumidos internamente no país. Assim, após observar que dentre as estratégias e alternativas buscadas pelos agricultores familiares estão as ações de cooperação, como a formação de associações e cooperativas para representação econômica e social, a presente pesquisa possui como principal objetivo analisar de que forma a estrutura de governança coletiva APROCOR apresenta influência (social, econômica, informacional, cultural e política) sobre os agricultores familiares à ela associados. Para isso, foi utilizada a pesquisa qualitativa, de caráter explicativo, para exposição dos resultados, tendo como objeto de estudo, a Associação de Produtores de Corumbataí do Sul APROCOR, constituída no município para atender as demandas dos produtores de frutas da região. Buscou-se, através de entrevistas, analisar quais os ganhos e perdas dos produtores rurais associados à estrutura de governança coletiva, bem como, identificar quais variáveis da Teoria da Ação Coletiva interferem na criação de valor dos atores deste estudo. Os resultados da pesquisa empírica demonstraram que a ação coletiva resulta em maior proporção de benefícios aos associados, se comparados com as dificuldades em atuar coletivamente. Dentre os inúmeros benefícios gerados aos produtores familiares, destaca-se o papel da APROCOR em proporcionar ganhos econômicos e financeiros, informacionais, sociais, ambientais e de saúde ao trabalhador rural. Em relação às dificuldades enfrentadas pelos produtores familiares, destaca-se a existência de falhas de natureza cognitiva, comportamental, estrutural, institucional e política. Apesar da existência de falhas coletivas, constatou-se a viabilidade da ação coletiva. Por fim, concluiu-se que as variáveis da Teoria da Ação Coletiva Tamanho do grupo (intermediário), Tamanho do grupo (intermediário) aliado à confiança , Heterogeneidade do grupo (laços fortes), Comunicação face a face , Liderança e Parcerias exercem influência positiva sobre a geração de valor. Jás as variáveis Free riders e Confiança aliada à Heterogeneidade de interesses exercem influência negativa para a criação de valor. Destaca-se a Racionalidade individual versus a racionalidade coletiva como uma variável da Teoria da Ação Coletiva que possui capacidade de influência em todas as demais variáveis, uma vez que reflete a forma de compreensão e, consequentemente, a atitude dos indivíduos na atuação conjunta com os demais indivíduos.
Abstract: The current context and perspectives of small rural production property have sparked scientific studies that reveal the profile and different ways of working the family farm. In Brazil, it has played an important role in economic and social spheres, being classified as an important factor of development, despite the difficulties she faced in regional contexts. Over the years, family farming has established itself as a heterogeneous sector, due to the income diversity, activities, size of property, among other factors. Consolidated its position in order to have as its main strategy, diversification of products and processes for economic survival and now has the challenge of contributing to food security as it produces 70% of the food consumed internally in the country. Thus, after observing that among the strategies and alternatives sought by family farmers are the actions of cooperation such as the formation of associations and cooperatives to economic and social representation, this research has as main objective to understand how the collective governance structure - APROCOR - has influence (social, economic, informational, cultural and political) on family farmers associated to it. For this, the qualitative research of explanatory character was used to display the results, with the object of study, South Corumbataí Producers Association - APROCOR, established in the city to meet the demands of producers of fruits in the region. It attempted to, through interviews, consider what the country gains and losses of producers associated with collective governance structure and identify which variables of Collective Action Theory interfere with the creation of value the people studied. The results of empirical research have shown that collective action results in higher proportion of benefits to members, compared with the difficulties in acting collectively. Among the numerous benefits generated to the family farmers, there is the role of APROCOR to provide economic and financial gains, informational, social, environmental and health to rural workers. Regarding the difficulties faced by family farmers, there is the existence of cognitive nature failures, behavioral, structural, institutional and political. Despite the existence of collective failure, there was the feasibility of collective action. Finally, it was concluded that the variables of Collective Action Theory "Group Size" (intermediate), "Group Size" (intermediate) combined with "trust", "Heterogeneity of the group" (strong ties), "Communication face face "," Leadership "and" partnerships "exert positive influence on the creation of value. Jas variables "Free riders" and "Trust" combined with "heterogeneity of interests" exert negative influence on the creation of value. There is the "individual rationality versus collective rationality" as a variable of the Theory of Collective Action that has the capacity to influence on all the other variables, as it reflects the way of understanding and hence the attitude of individuals in the joint action with other individuals.
Keywords: Ação coletiva
Agricultura familiar
Associação de produtores
Collective action
Family farms
Producers association
Agroindústria
Frutas - Indústria
Governança corporativa
Cooperativismo
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS::ECONOMIA AGRARIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Desenvolvimento regional e do Agronegócio
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Citation: TIERLING, Isielli Mayara Barzotto Martins. Collective action in the context of family agriculture: a study in South Corumbataí Producers Association. 2016. 158 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento regional e do Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2207
Issue Date: 7-Mar-2016
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Isielli M B Martins Tierling.pdf2.79 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.