Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2205
Tipo do documento: Dissertação
Title: Agricultura familiar e pluriatividade: atividade rural & domicílio urbano
Other Titles: Familiar agriculture and pluriactivity: rural activity and urban area
Autor: Devens, Johnny Oli
Primeiro orientador: Colognese, Sílvio Antonio
Primeiro membro da banca: Schallenberger, Erneldo
Segundo membro da banca: Tomazi, Nelson Dacio
Resumo: Este trabalho tem por objetivo verificar quais são os motivos pelos quais os agricultores pluriativos, em estudo transferem residência para povoados ou cidades próximas à unidade produtiva e, mesmo exercendo atividades outras, mantêm a posse da terra cultivando-a com culturas poupadoras de mão-de-obra como principal fonte de renda. Alêm da crise que atingiu o setor agrícola nos anos 80, ainda se deve considerar a abertura comercial que colocou em um mesmo mercado concorrente, produtos oriundos da agricultura brasileira e produtos altamente subsidiados de outros países fato que, se não inviabiliza a produção, diminui consideravelmente as margens de lucro. Aliado a isso, o agricultor familiar tem enfrentado problemas relacionados à falta de segurança no meio rural, alêm da precariedade das estradas, a falta de acesso à saúde pública, o isolamento e a falta de perspectivas para o futuro, principalmente dos filhos. Dentro desse contexto, surge a pluriatividade como uma estratégia que permite a ampliação da renda econômica da família, a sobrevivência, e, na maioria dos casos, a manutenção da propriedade da terra. No entanto, através dos dados recolhidos e analisados, constatou-se que, nos casos em que a pluriatividade se dá com mudança de domicílio, os desdobramentos tomam contornos outros. Ou seja, o estudo aponta que, nesses casos, a opção pela estratégia da pluriatividade representa primeiramente um incremento nas fontes de renda da família e a criação de perspectivas futuras mais promissoras, mas representa ainda um estágio intermediário entre a atividade rural e a vida no campo, a atividade exclusivamente urbana e a vida em definitivo no meio urbano. Isso se dá especialmente quando da divisão da propriedade entre os herdeiros, já habituados a outras atividades e sem o apego ao campo que faz com que o agricultor tradicional veja a atividade agrícola mais como um modo de vida que como um negócio.
Abstract: The Object of this work, is verify, which, are the reasons, that the husbandman (farmworkers), in this study, move then selfs, to bigger city, or closer cities, next the produtive unit, and even doing other activities, they continue manteinning the rights on it, using cultures that economize hard work, as the principal viel of rental. Not only the crises that hits de agriculture in the eighties, but also, we have to considerate the comercial liberalization, that comes into the same way, include products provided by the agriculture, and products that cames fron other countries(country), this case, the production is not practicable, becouse gets considerable down (lower), and also the earnings. Basead in this fact, families husbandman (farmworkers), have faced some problems that cames with missing security, (low security in work) in farm, and the precariously view of the roads. The acces of searching hospital, or something to healf, is not easy in this case. there is no perspectives to the future, to the kids, principaly. Until in this same context, we can see the pluriality activity as an estrategie, that permits increasing the economic earnings of the family, survival of the same, and in mosto of cases, manteinning a chattel. Although, with all the studies, and materials, analized, we can see, in this case, that the cases with the activie happens with transfering, movin changinng homes, the economy take other turns. the studies show us that, in this cases, the estrategie, of the work, represents an objet that increases de familiary earnings, and create some futures plans, best jobs promissing, and also represents, an intermediat stage of rual activie, and life in the farm, and the exclusive urban activity, and life in urban style. This happens, specially during the division os the proprietys, between the sons, who are adiccted to other activities, or that one that do not give the importan that the farm work should, makes the tradicional Farmworkers see the rural activity, much more than a way of life, but also a business.
Keywords: Agricultura familiar
Pluriatividade
Agricultura em tempo parcial
Pluriatividade agrícola
Propriedade rural
Agricultura - Aspectos econômicos
Produtividade agrícola
Familiar agriculture
Pluriactivity
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS::ECONOMIA AGRARIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Desenvolvimento regional e do Agronegócio
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Citation: DEVENS, Johnny Oli. Familiar agriculture and pluriactivity: rural activity and urban area. 2007. 95 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento regional e do Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2205
Issue Date: 11-Jun-2007
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Johnny Oli Devens.pdf311.12 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.